Las

O Que é Fachada de Vidro?

29/10/2019

A Fachada de Vidro é um sistema estrutural, composto, em sua maioria, por alumínio e vidros. Essa combinação arquitetônica, une beleza e praticidade e tem a finalidade de realizar o fechamento de vãos livres trazendo leveza e sustentabilidade aos mais diversos estilos de construção. Esse tipo de fachada é utilizado desde as residências mais simples aos enormes edifícios comerciais dos grandes centros. Além da beleza, um dos fatores que faz com que a Fachada de Vidro tenha se tornado tendência é o uso da Luz Natural na Arquitetura.

 

As Fachadas de Vidro ganharam força na arquitetura brasileira na década de 70. Conhecido como Fachada Grid (grade, em inglês), esse sistema de construção tem como principal característica trazer um aspecto mais limpo de fachada e integrar portas e janelas.  O vidro é instalado entre as estruturas de alumínio, o que faz com que todo o material da coluna seja visto na parte externa da fachada. Por ser um tipo de fachada mais simples e eficiente ainda é muito utilizado por construtores.

PELE DE VIDRO

Na década de 80 quem se destacou no mercado foi a Fachada Pele de Vidro.

Diferentemente da Convencional, essa nova ideia proporcionou uma Fachada mais lisa e sem saliências externas. Nesse sistema o vidro é caixilhado, em quadros diferentes, por um perfil de alumínio e só depois é instalado na obra. Mesmo tendo uma estrutura de moldura visível é bem mais discreto que o Sistema Grid realçando e muito a beleza da construção. Além disso, a Pele de Vidro possui um mecanismo perfeito de vedação e ajuda inclusive a fazer o isolamento acústico.

ESTRUTURAL GLAZING

A partir da década de 90, uma nova técnica chegou ao Brasil e ganhou muito destaque. A principal diferença para o sistema Pele de Vidro está na fixação do vidro.

 

Na Fachada Estrutural Glazing o vidro é fixado por um sistema de colagem, um processo que requer muita técnica e profissionalismo. Nesse caso, a moldura do vidro se torna invisível garantindo mais beleza nas fachadas das casas e edifícios.

TAGS: vidro; fachadadevidro; peledevidro; glazing; decorcomvidro; fachada; fachadamoderna;

Facebook Facebook Facebook
Las

Quem nunca pensou em usar papel de parede em seu banheiro está perdendo uma oportunidade de arrasar no décor.

09/10/2019

Os ambientes abaixo provam que muita elegância e até mesmo discrição podem ser alcançadas aplicando papel de parede no banheiro ou no lavabo. Inspire-se!

Escolha um estilo para a decoração do seu lavabo

O lavabo pode ser integrado aos demais cômodos, seguindo a mesma tendência de decoração já aplicada, ou se tornar um ambiente de destaque. Lembre-se, apenas, de respeitar suas preferências para que ele não destoe de sua personalidade.

Entre as diversas opções de estilo que você pode seguir, estão:

Clássico

Combine estampas de tons escuros de azul, vinho e marrom com móveis, ou outros revestimentos, de cores claras (como bege ou branco) e itens de madeira escura (mogno e jacarandá, por exemplo).

Romântico

Aposte nos papéis de parede florais ou listrados em tons pastel, combinados com itens de madeira em estilo provençal ou em ferro fundido. Complete a decoração romântica com vasos de flores (especialmente rosas) e espelho em formato redondo ou oval.

Cottage

Selecione uma estampa listrada, quadriculada ou floral em tons suaves de verde, azul, amarelo, bege, rosa e branco e inclua objetos decorativos de cristal, prata e porcelana, além de velas.

Moderno

Selecione um papel de parede com padrão geométrico e o associe com móveis e objetos minimalistas e peças em fibra de vidro e aço inoxidável.

Contemporâneo

Harmonize um papel de parede geométrico de cores vivas com revestimentos neutros e peças de arte e design, como quadros e esculturas. Um espelho grande e sem moldura completa a decoração nesse estilo.

Rústico

Use papéis de paredes que imitam revestimentos rústicos e adote esse estilo no seu lavabo, sem se preocupar com poeira nos tijolinhos descascados ou insetos indesejados na madeira. Combine com estampas xadrez e acrescente peças de madeira.

Tropical

Para um ambiente cheio de frescor, utilize papéis de parede em tons de laranja, amarelo e vermelho com estampas florais, móveis de madeira clara e vasos com plantas.

Certamente você encontrará o papel de parede ideal para compor seu ambiente.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Revestimentos para Bancadas de Cozinha

04/09/2019

 

Parte 2

 

Azulejo e Pastilhas

Azulejos e Pastilhas também são boas opções para revestimentos de bancadas, têm um baixo custo e podem ser assentados sobre bases de pedra, concreto ou compensado. Algo que deve ser levado em consideração são os rejuntes, que devem ser feitos de epóxi para evitar manchas. Caso seja feito com o rejunte semelhante ao que usamos para assentar azulejos na parede, podem ficar escurecidos e absorver sujeiras devido a sua porosidade.

Com azulejos ou pastilhas de diversos acabamentos em metal, vidro e várias cores para se colocar na bancada, temos que tomar cuidado com panelas quentes, pois podem trincar os revestimentos e estragar o projeto.

Epóxi

Bancadas revestidas com resina epóxi têm grandes vantagens por não serem porosas, terem maleabilidade em seu material (possibilitando a cuba ser em uma mesma peça, por exemplo) e sua boa durabilidade. O único cuidado a ser tomado está relacionado às temperaturas, que podem amarelar a superfície da bancada.

Porcelanato

Os  revestimentos para bancadas em porcelanato são feitos da mesma forma das bancadas de pastilhas ou azulejos, sendo um pouco mais fácil por ser um material maior. As chapas são cortadas em grandes dimensões e coladas com massa plástica.

Seu acabamento é quase como uma única placa, apenas com as juntas dos encontros entre as peças, mas se o acabamento for bem feito elas ficam quase invisíveis! Tem uma grande diversidade de cores, acabamentos de bordas e também podem ter suas cubas “esculpidas” formando uma única peça.

 

Mármore Composto

Conhecidos como Silestone, quartzo, Techinostone ou Marmoglass, os mármores compostos são chamados assim pois se tratam de pedras industrializadas, misturas de quartzo com resinas sintéticas. É um dos mais indicados na nossa lista de revestimentos para bancadas pois são resistentes, duráveis e extremamente higiênicos por receberem tratamento anti-bactericida.

Nanoglass

Nanoglass também é um material industrializado, porém formado de pó de mármore e vidro, possui fácil higienização e não mancha, pois não tem a menor porosidade. É extremamente branco e brilhoso, sendo de fácil composição no projeto da sua bancada para cozinha. Temos que tomar alguns cuidados com o Nanoglass, pois como é uma superfície muito rígida, ele pode trincar, e diferente do mármore composto não há possibilidade de reparos sem a troca do vidro.

 

 

TAGS: revestimentos; cozinha; decoracao; cozinhagourmet; silestone; quartzo; granito; marmore; pia; bancada;

Facebook Facebook Facebook
Las

Revestimentos para Bancadas de Cozinha

02/09/2019

 

Parte 1

Para finalizar o seu projeto nada mais adequado do que escolher o melhor material para a sua cozinha, mas como sabemos que muitas dúvidas surgem nesta hora elaboramos uma lista com Revestimentos para Bancadas de Cozinha.

Antes de começar a nossa lista temos que considerar na escolha dos materiais os seguintes aspectos: A higiene da bancada para evitar a proliferação de fungos e bactérias, a durabilidade para o custo-benefício ser vantajoso, a baixa porosidade para evitar infiltrações e manchas, a praticidade na nossa rotina e a beleza que com certeza vai agregar valor e elogios ao seu ambiente. Agora, vamos conhecer os revestimentos para bancadas!

Aço Inox

Com aparência moderno e tecnológico, o aço inox traz ao ambiente um clima high tech, muito usado em cozinhas industriais e muitas cozinhas residenciais também estão aderindo a esta tendência,

O aço Inox é um material que possui grande resistência a altas temperaturas e oxidação, um dos melhores revestimentos para bancadas de cozinha. Por serem compostos por uma peça única, oferecem extrema higiene (pois impedem o acúmulo de sujeira) e ainda podem receber acessórios como lixos embutidos, escorredores e cubas.

Mas deve-se tomar cuidado com riscos e batidas, pois facilmente se marcam e podem perder o brilho com alguns produtos químicos. A limpeza sempre deve ser feita no sentido do escovamento do aço. O preço varia de acordo com a espessura e acabamento do material, ficando mais caro quanto mais resistente e bem acabada for a peça.

Concreto

Dispondo de um visual contemporâneo, o concreto tem sido uma grande aposta nos projetos de interiores por ser prático e econômico. Seu visual é homogêneo, pode ter efeito rústico e poroso (podendo não dar a possibilidade de perfeita higiene por ser facilmente manchado) ou brilhante com a aplicação de produtos resinados como o tecno cimento que contém resina hidro fugante.

No caso dos revestimentos para bancadas de cozinha em concreto, o material deve ser bem tratado para manter o contato com a água evitando que sua porosidade se torne um transtorno, pois rachaduras, manchas e infiltrações são possíveis problemas com este tipo de acabamento.

Granito

Sendo uma pedra natural e de baixo custo, o granito é um material de extrema importância na nossa lista de Revestimentos para bancadas de cozinha. Resistente a impactos, riscos e altas temperaturas, tem uma grande durabilidade e facilidade em sua manutenção e limpeza, mas tome cuidado com ácidos, o granito é frágil a eles e pode perder o brilho e provocar ferrugens.

O Granito é um material muito abundante no Brasil e de fácil acesso ao material. Tem como característica estética um desenho granulado com diversas variações de cores, caso prefira cores mais sólidas existem granitos mais escuros que podem parecer mais lisos, como o preto absoluto e o marrom absoluto.

 

Madeira

Trazendo aconchego e esquentando o ambiente, a madeira é muito usada em bancadas de cozinhas europeias e escandinavas, possui fácil instalação por dispensar cimento e água mas não é uma das alternativas mais econômicas e aconselháveis para os revestimento de bancadas molhadas, pois haverá necessidade de uma cuba com prancha de alumínio ou aço nas laterais que geralmente são importadas, o que irá aumentar seu custo.

A madeira por ser porosa e permeável não suporta objetos pontiagudos ou panelas muito quentes, elas podem deixar marcas impossíveis de serem tiradas depois. Se mesmo assim seu projeto pedir uma bancada de madeira, você pode cobrir a bancada com um vidro temperado resistente.

TAGS: revestimentos; cozinha; decoracao; cozinhagourmet; silestone; quartzo; granito; marmore; pia; bancada;

Facebook Facebook Facebook
Las

Você sabe a diferença entre um vidro temperado e um vidro comum?

10/07/2019

Muita gente conhece o vidro temperado pelo nome de Blindex que foi a primeira e é a mais conhecida fábrica deste tipo de vidro no país, apesar de já haver várias marcas que fazem este tipo de vidro hoje em dia.

O vidro temperado é um tipo de vidro que passa por um processo especial de tratamento para que ele seja mais resistente a variações de temperatura e para que ao se quebrar ele quebre em muitos pedacinhos quadrados que não machucam garantindo assim a segurança na utilização.

Por isso esse tipo de vidro é usado em automóveis. Você já reparou que quando há um acidente é bem notável a quantidade enorme de caquinhos quadradinhos que ficam pelo chão? Quebrando dessa maneira o vidro não causa cortes aos ocupantes do veículo.

Também foi por causa da segurança que este tipo de vidro começou a ser largamente usado em residências. Em janelas e esquadrias grandes é preciso pensar na segurança. Um vidro grande ao se quebrar pode causar graves ferimentos, por isso o vidro temperado é utilizado em residências.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Você já conhece o Silestone? Veja tudo sobre esse material super prático para cozinhas e banheiros!

24/06/2019

Muitos não sabem, mas o Silestone é na verdade uma marca, e não o material em si. Ela foi criada pela Consentino, empresa espanhola global que produz e distribui superfícies inovadoras para o mundo do design . Mas devido à sua utilização em larga escala, o nome Silestone acabou sendo usado informalmente para descrever um material produzido por meio de alta tecnologia, formado por quartzo natural e outros compostos, como vidro e elementos metálicos.

As peças são uniformes, em sua maioria, com uma superfície lisa, sem irregularidades ou texturas e que reflete bastante brilho. Sua composição proporciona altíssima resistência e durabiliadde. Hoje, existem outras empresas que produzem esse material, no entanto a sua composição pode variar de um fabricante para outro.

Como identificar o silestone?

O silestone é um material fabricado com alta tecnologia, o que resulta numa pedra industrializada. Sua aparência parece até bem natural. As peças costumam ser uniformes, de superfície lisa, sem rugosidade e com um brilho cintilante

Como é feito o silestone?

Composto de cerca de 94% de quartzo natural. Somado a isso, deve-se ter uma combinação de corantes e resina de poliéster – que faz o envelopamento das chapas através de um processo chamado Sistema de Vibrocompressão a Vácuo.

 

Tipos de silestone 

Ao comparar as placas da pedra pode-se notar que há as opções mais lisas, com mais veios ou com algum tipo de granulagem. Pois bem, é que existem tipos diferentes de silestone.

Quanto aos padrões, há as peças lisas, com veios e com granulagem fina ou grossa.

Quanto às cores, são mais de cinquenta tons, como branco, creme, cinza escuro, rosa, vermelho, preto e castanho. Em relação aos acabamentos, são três os tipos mais comuns , polido, suede e volcano.

O acabamento polido é o mais tradicional. Ele tem uma superfície brilhante, os detalhes do material são mais nítidos e a peça é mais bem protegida.

No suede a superfície é mais fosca, chegando a ser opaca. E no vulcanizado a superfície tem pequenos buracos, tornando o material poroso e texturizado.

 

Aplicações do silestone

O silestone é indicado pelos especialistas para ser usado em propostas de decorações de interiores. Essa pedra é excelente para revestimento de bancadas, chãos e paredes de cozinhas e banheiros, por exemplo.

 

 

TAGS: silestone; bancada; bancadadesilestone;

Facebook Facebook Facebook
Las

Novidades da Euroluce, feira de Milão

13/06/2019

A Euroluce é a Exposição Internacional de Iluminação, funciona ao mesmo tempo do Salone del Mobile Milano. A feira ocorre na cidade italiana a cada 2 anos. O evento nasceu em 1961 com o fim de promover a exportação italiana de móveis e complementos, compromisso que foi alcançado mediante a divulgação da qualidade dos móveis italianos pelo mundo, e hoje, reúne grandes nomes internacionais do setor e uma enorme variedade de produtos e profissionais do mundo inteiro.

Cerca de 2500 expositores, em uma área de exposição de mais de 270 mil metros quadrados apresentaram suas novidades a mais de 370 mil visitantes de 165 países que estiveram lá em busca das principais tendências.

Confira com a gente um pouco do que rolou para você ficar antenado e conhecer as principais tendências e o que há de mais atual no segmento para você se inspirar e entender os diferentes itens de iluminação e seus desempenhos, além de te ajudar a descobrir o seu estilo para você arrasar na decoração! Assim como nós, você vai se apaixonar!

Novidades

Lustres: clássicos ou contemporâneos, os lustres são peças que valorizam o ambiente. Apesar de iluminar, sua função fundamental é decorar, devido ao efeito visual de sofisticação que ele proporciona.

Contando um pouquinho de sua história, os lustres surgiram no final do século XVII, um item majestoso e símbolo de luxo e riqueza, onde só os reis e nobres os possuíam. Fabricados artesanalmente a pedidos especiais, os objetos tinham a função de iluminar as enormes mesas de refeições e jantares dados pelos mais afortunados e sua iluminação era composta por diversas velas. Ainda hoje continua sendo um símbolo de status e bom gosto. São indicados para salas de jantar e estar, locais com pé direito duplo, além de quartos, hall, etc.

Considerados um dos elementos de iluminação mais impactantes, a feira apresentou uma mistura de conceitos contemporâneo, onde a tendência é certamente a ousadia e leveza do aço. Compondo diferentes formas, orgânicas e curvilíneas, os aços dourados e acobreados predominaram, além de muitos cristais e pontos de luz.

Pendentes

As luminárias pendentes também são decorativas, mas, diferentes dos lustres, são peças sem ramificações (braços), descem do teto por fios elétricos e, em certos casos, através de cabos de aço pendurados no teto, o que torna a iluminação mais funcional e focada, sendo ideais para iluminação de bancadas, mesas de refeições e de trabalho, mezaninos e pé-direito-duplo, laterais de cama, podendo inclusive substituir os lustres, criando um conceito mais jovial e contemporâneo. Elas também podem ser bem impactantes e protagonistas do ambiente. Esses modelos foram alvo de muitas fotos e contemplações devido a sua criatividade poética e originalidade na composição dos materiais e em suas formas orgânicas, criando movimento e leveza.

Divertidas

 Além de charmosas, esses modelos apresentam um estilo minimalista e descontraído. Por serem compostas de vidro e cabos de aço, o resultado é leve e criativo, além de ter com um valor mais acessível. Como já dizia o arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe: “Menos é mais”.

Arandelas

 Luminárias do tipo arandela são aquelas fixadas à parede, além de muito funcionais do ponto de vista luminotécnico, também podem ser peças decorativas e que oferecem uma luz difusa, sem agredir os olhos. São indicadas em locais onde a luz não é a protagonista, portanto, funcionam em ambientes que precisam ser iluminados de forma leve e despretensiosa, como fachadas, corredores, banheiros, varandas e dormitórios. Para a maioria dos casos, a altura ideal de uma arandela é entre 2,00 e 2,20 m para casas com pé-direito normal (entre 2,50 e 2,70 m). Essa regra também vale para banheiros e lavabos, onde existem espelhos. Já em dormitórios, arandelas são usadas como luz de cabeceira e devem ser fixadas a 1,00 ou 1,10 m de altura, sobre criados-mudos. Lembrando que cada caso exige um projeto diferente, variando de acordo com a altura dos moradores e seus objetos. Existem diferentes formas para você se divertir e ousar, apresentando modelos retráteis, onde através de braços, podem alcançar certas distâncias. Há também as coloridas, para ambientes e clientes mais descontraídos. Com cúpulas, imitando abajures ou de metais. Formatos que lembram flautas , tubes e espirais, tem para todos os gostos!

 

 

TAGS: decor; decoraçao; decoracaodeinteriores; iluminacao; lustre; luminarias; pendentes; plafons;

Facebook Facebook Facebook
Las

Maneiras de valorizar a área externa da sua casa

12/06/2019

Mesmo sendo um ambiente mais informal e alegre, é preciso cuidar com alguns detalhes importantes que podem garantir a durabilidade a vida útil dos itens escolhidos para decorar esse espaço. Confira as dicas de profissionais da área para quem não quer errar na escolha dos produtos.

 

Iluminação

É possível transformar ambientes de uma maneira incrível através da iluminação. Hoje o mercado traz uma gama de opções, com estilos e dimensões variadas. Os produtos vão desde os conhecidos espetos de jardim até luminárias mais sofisticadas. Por se tratar de itens que estarão expostos à alterações climáticas é preciso verificar o Índice de Proteção (IP) do produto. Alguns oferecem proteção contra exposição ao sol, vento, chuva e poeira. Caso a luminária não seja em alumínio, o ideal é escolher com uma boa pintura, como a epóxi, que oferece elevada resistência química e mecânica (impacto, corrosão, radiação U.V., etc). Além disso, hoje é possível encontrar projetores de médio e longo alcance, com baixíssimo consumo de energia e que ainda possibilitam a troca de cores. Essas características permitem infinitas possibilidades ao executar os projetos.

Tecidos

Os tecidos são um grande aliado na decoração de ambientes ao ar livre. A gramatura e a composição têxtil possuem grande influência na durabilidade de um tecido, bem como o tipo de tingimento ao qual ele foi submetido: Tecidos de fio tingido possuem durabilidade maior e tendem a desbotar menos. Já os com estampa digital também podem ser utilizados, mas possuem uma vida útil mais curta. Para deixar o espaço mais alegre, escolha de estampas tropicais, e o uso de tons de verde, azul e amarelo. ao local.

 

Mobiliário

Para espaços externos, uma dica é escolher móveis que componham o ambiente de forma acolhedora. Vale lembrar que é preciso estar atento aos materiais e especificações de cada um deles, garantindo assim a sua durabilidade. De acordo com ele, os materiais mais indicados nesses casos são alumínio, vidro ou fibras sintéticas de alto desempenho.

 

Proteção Solar

Nem só de futons e espreguiçadeiras vive uma área externa. É sempre muito importante pensar em proteção solar, existem inúmeras opções de toldos, ombrelones e persianas que cumprem esse papel: No caso das persianas, existem telas solares que permitem o contato externo mesmo abaixado, com alto grau de absorção de raios UV. Já os toldos podem ser equipados com sensores de vento e sol, que recolhem ou abrem automaticamente de acordo com as condições climáticas.

Piso

Os pisos são parte importante da ambientação externa. Pisos e Móveis, decks em madeira valorizam esteticamente os projetos e, além disso, ainda impactam diretamente no valor de revenda do imóvel futuramente. A aplicação da madeira nas áreas externas deve ser feita no contra piso e não na grama, pois esta pode reter umidade e diminuir a vida útil da matéria prima. A largura do deck pode variar, promovendo diferentes efeitos no projeto. Além disso, eles são ideais para o entorno de jacuzzis, piscinas e spas, pois oferecem grande resistência a alterações climáticas e também por não superaquecerem quando expostos ao sol. 

Cuidados importantes

Mesmo com tecidos específicos e materiais de alta durabilidade, é preciso cuidado constante na manutenção de ambientes externos. No caso de chuvas, é importante retirar o enchimento das almofadas para que sequem ao sol mesmo quando possuem capas de tecido impermeável. Já os toldos foram desenvolvidos para proteção solar e não para chuvas. Nestes casos devem ser recolhidos para preservar a integridade das peças. Se a tela do toldo molhar, é necessário projetá-la para que seque ao sol e evitar danos como mofo, entre outros.

 

TAGS: decor; decoraçao; decoracaodeinteriores; ambientesintegrados; varandas; varandasintegradas; areaexterna; jardim; paisag;

Facebook Facebook Facebook
Las

Escolha o vaso certo para a sua casa

03/06/2019

O vaso perfeito é aquele que tem o diâmetro e a profundidade suficientes para que a planta cresça de forma saudável. Sua composição não influencia diretamente no desenvolvimento do vegetal, mas espécies com raízes mais fortes, como o fícus, podem quebrar recipientes mais frágeis -a cerâmica, por exemplo.

Antes de escolher em qual tipo a planta vai morar, é preciso verificar também a necessidade de rega e a drenagem que o vaso oferece.

Para os modelos mais pesados, uma dica é a instalação de rodinhas (rodízios), que facilitam a movimentação para a limpeza ou para a planta tomar sol por igual.

VIETNAMITA
Vaso cerâmico esmaltado, tem diversas opções de cores e boa durabilidade.

POLIETILENO
É leve e tem durabilidade de pelo menos cinco anos. Pode ser encontrado em diferentes tamanhos e texturas, inclusive imitando a aparência de materiais mais rústicos.

CERÂMICA
Mais barato em relação aos outros, quebra mais fácil e é menos durável.

FIBRA DE VIDRO
Alguns modelos já vêm com pratos de rodinhas embutida para armazenar a água, que deve ser esvaziada de uma a duas horas após a rega. Leve e prático, funciona bem para ambientes internos. Hoje é a melhor opção.

Vasos FibraSul

 

TAGS: decoracao; decor; design; designinterior; decordeinteriores; vasos; vasosdefibra; decordejardins; decoracaodejardins; ar;

Facebook Facebook Facebook
Las

Você sabe a diferença entre um vidro temperado e um vidro comum?

21/05/2019

Muita gente conhece o vidro temperado pelo nome de Blindex que foi a primeira e é a mais conhecida fábrica deste tipo de vidro no país, apesar de já haver várias marcas que fazem este tipo de vidro hoje em dia.

O vidro temperado é um tipo de vidro que passa por um processo especial de tratamento para que ele seja mais resistente a variações de temperatura e para que ao se quebrar ele quebre em muitos pedacinhos quadrados que não machucam garantindo assim a segurança na utilização.

Por isso esse tipo de vidro é usado em automóveis. Você já reparou que quando há um acidente é bem notável a quantidade enorme de caquinhos quadradinhos que ficam pelo chão? Quebrando dessa maneira o vidro não causa cortes aos ocupantes do veículo.

Também foi por causa da segurança que este tipo de vidro começou a ser largamente usado em residências. Em janelas e esquadrias grandes é preciso pensar na segurança. Um vidro grande ao se quebrar pode causar graves ferimentos, por isso o vidro temperado é utilizado em residências.

O que acontece é que o vidro temperado é seguro porque quebra em quadradinho, mas não significa que ele seja mais resistente a quebra. Um vidro temperado  fino no box, se receber uma pancada vai quebrar todinho! Com o vidro temperado não existe a possibilidade de quebrar apenas um cantinho, é ou tudo ou nada hehe Mas, apesar da quebra do Box ser bem assustadora, pelo fato dos cacos serem quadrados dificilmente eles vão machucar alguém.

Hoje em dia esses “estouros” de box são bem menos comuns porque são usados vidros de 8mm ou até 10mm para o Box, deixando-os muito mais resistentes a pancadas e esbarrões.

E nas janelas, o uso de vidro temperado é obrigatório? A resposta é não, mas mais uma vez o que define é a questão da segurança. Se a janela tiver uma esquadria estruturando e panos de vidro pequenos é até possível usar o vidro comum para economizar um pouco, mas se os panos forem grandes ou os vidros forem usados sem a estrutura da esquadria o melhor mesmo é usar o vidro temperado.

 

Já que falei em preços vale dizer que o vidro temperado é sim mais caro que o vidro comum. Sua instalação também  é um pouco mais chatinha pois ele precisa ser cortado e furado antes de ser temperado. Ou seja, o local tem que ser medido bem certinho antes de encomendar o vidro pois não é possível fazer nenhum ajuste depois do vidro temperado e qualquer errinho perde-se a peça toda.

Uma alternativa mais maleável de vidro, segura, mas não muito mais barata é o vidro laminado, mas isso já é assunto para outro post….

TAGS: decor; decoracao; design; vidros; blindex; vidroblindex; sacada; sacadaemvidro;

Facebook Facebook Facebook
Las

Geladeira colorida: Como combinar na sua cozinha?

17/04/2019

Geralmente, as cozinhas, principalmente em ambientes urbanos, são consideradas ambientes muito técnicos, que reafirmam isso através de móveis brancos, cinzas ou aquele alumínio brilhante do inox, sem contar os eletrodomésticos sempre nas mesmas cores.

Mas saiba que você tem total liberdade de mudar isso trazendo um pouco de vida ao ambiente! Um grande exemplo de como essa mudança pode ser perfeita é investindo sem medo numa geladeira colorida e moderna para alegrar o espaço, basta saber como combinar com os outros elementos.

Modelos de geladeira coloridas:

Geladeira vermelha

O vermelho é uma cor bem vibrante, enérgica e ousada, que vai agregar muito estilo à sua cozinha!

Como combinar?

Para usar uma geladeira vermelha sem medo na decoração da cozinha, combine-a com móveis em tons mais escuros, como cinza, preto, madeira nobre escura e afins.

Essas cores modernizam a cozinha de um jeito sóbrio e dão destaque total para a estrela do ambiente, que é a geladeira vermelha.

Geladeira amarela

O amarelo é uma das cores favoritas para quem quer ousar nos eletrodomésticos! É para quem busca um ar mais criativo e dinâmico, além de mais alegre e cheio de vida.

Como combinar?

Como o amarelo é uma cor extremamente acesa e vibrante, os outros elementos do ambiente não podem competir com isso, se não sobrecarrega na decoração.

Sendo assim, decore a sua cozinha, desde móveis aos revestimentos ou papéis nas paredes, com cores e materiais mais neutros ou escuros.

Lembrando que o amarelo é uma ótima base para a geladeira ganhar outros adereços decorativos, como ímãs ou adesivos vazados mais escuros, trazendo ainda mais atitude à cozinha.

Dependendo da composição que você criar, um lindo estilo vintage pode predominar no ambiente!

Geladeira preta

Preto é sinônimo de charme e elegância na decoração, e o melhor é que é uma cor neutra, que combina com qualquer elemento ao redor. Dependendo da forma como você decora, o ambiente pode ganhar um ar minimalista ou super sofisticado.

Como combinar?

É fácil decorar um ambiente com uma geladeira preta. Você pode brincar com outros tons escuros, enobrecendo o ambiente, e adicionar uma iluminação quente e embutida em certas partes da mobília ou sancas no teto para criar sensações.

O preto ainda abre espaço para você trazer cores vibrantes em outros elementos da cozinha, como nas portas dos armários ou utensílios e objetos decorativos.

 

Geladeira com porta de vidro

Mais comum em comércios e supermercados, uma geladeira com porta de vidro deve estar sempre bem organizada do lado de dentro, afinal mantém todos os produtos e alimentos contidos nela sempre expostos.

Quando usada em casa, é mais comum em formatos de frigobar em ambientes sociais, como numa sala de estar ou sala de jogos, ou até mesmo no cantinho do quarto; mais comum parte guardar bebidas e deixá-las expostas.

Como combinar?

Não tem segredo na hora de decorar o ambiente com essas geladeiras de porta de vidro, pois é um eletrodoméstico bem clean.

Vai depender muito da cor dela nas laterais também, para combinar em meio aos móveis e outros eletrodomésticos.

Se sua cozinha tem um visual mais moderninho, modelos inox agregam bem; mas também existem as versões coloridas, que alegram e trazem cor ao espaço.

Geladeira retrô

Além das cores vibrantes e enérgicas, como vermelho, amarelo, laranja ou azul, as geladeiras retrô também têm um formato diferenciado das comuns. A maioria dos modelos conta com pezinhos em destaque, característicos dos móveis retrô, extremidades arredondadas, além de outros modelos com alturas e larguras diferenciados.

Como combinar?

Procure levar o estilo retrô para toda a cozinha, não deixar apenas na geladeira. Procure outros tipos de estampas na cor da geladeira para guiar a decoração.

Como por exemplo, se a geladeira escolhida for na cor vermelha, que tal uma toalha de mesa xadrez no melhor estilo piquenique para combinar?

Não deixe de lado também estampas comuns dessa época mais antiga, tanto em adesivos como papéis de parede. O retrô é chique, pode apostar!

Onde comprar geladeiras coloridas?

Hoje em dia, como a procura aumentou bastante, não é difícil encontrar geladeiras coloridas e no estilo retrô à venda. Lojas conhecidas de eletrodomésticos já vendem o produto, tanto em lojas físicas quanto online.

TAGS: decor; decoracao; decordecozinhas; espacogourmet; cozinhas; cozinhasdecoradas;

Facebook Facebook Facebook
Las

Iluminação: Lançamentos

19/03/2019

O objeto ARTEsanal:

O valor do objeto artesanal. Não é segredo para ninguém que, já há algum tempo, o feito a mão vem sendo cada vez mais valorizado. Não queremos mais comprar qualquer produto, queremos saber de onde vem, do que é feito e quem fez!

Tecido, cor e forma: os clássicos de tecido com muita cor e formas geométricas diferentes.

O lustre de tecido é aconchegante, atemporal, super neutro e chique. Sempre foi um clássico e provavelmente sempre será. Outra tendência, essa não só na iluminação e nem só no lustre de tecido é o uso de formas arredondadas.

 

Muito ouro!

 

Outra forte tendência que vínhamos observando e que continua, é o uso do dourado. Agora ele veio em abundância! Em tudo: iluminação, decoração, moda e joalheria! Praticamente não vimos mais nada em cobre, tendência super marcante nos últimos anos.

Como vocês vão ver nas fotos abaixo, todos os detalhes em metal das luminárias e pendentes são na cor dourada. Ele volta com tudo mas não remete mais ao antigo, ao clássico, ele vem completamente moderno, chique e sem excessos.

O redondo e o vidro:

Nós já mencionamos essa tendência quando falamos dos lustres de tecido, mas ela é tão evidente que falaremos especificamente aqui. Praticamente tudo está vindo arredondado, vimos pouquíssimas formas mais retas e mesmo quando elas aparecem, vêm junto com algo que remeta ao redondo.

Além disso, especificamente na iluminação, um material que continua em alta é o vidro. Nós vimos bolas, bolas e mais bolas de vidro leitoso, de vidro transparente ou de vidro colorido, um show! Vejam as imagens abaixo:

 

 

Mistura de materiais, cores e texturas que trazem o aconchego e a cara de LAR:

Ainda vimos um pouco de uma das grandes tendências em decoração e iluminação dos últimos anos, o design industrial. Porém, ele já não é mais aquele industrial pesado, cheio de ferro fundido e usado em praticamente tudo como estávamos acostumados Ele vem mais acompanhado do tecido, da madeira e da palha, mais como uma mistura de materiais, menos como o estilo industrial.

TAGS: decor; decoraçao; decoracaodeinteriores; iluminacao; lustre; luminarias; pendentes; plafons;

Facebook Facebook Facebook
Las

COMO USAR MESA REDONDA NA DECORAÇÃO

26/11/2018

Independente do modelo, tamanho e material, as mesas redondas são móveis de uso diário, mas que, se bem escolhidas, se tornam a peça chave numa decoração de interiores.

As mesas redondas e ovais já foram muito usadas no passado, em ambientes mais amplos e espaçosos. A preferência atual por mesas quadradas e retangulares se dá ao fato da diminuição dos cômodos, em novas construções. Cada vez mais compactos, as casas e apartamentos perderam espaço interno e deram vez aos móveis planejados, aqueles feitos sob medida que aproveitam todo e qualquer espaço.

Mas o charme e a elegância de uma mesa redonda, traz aquela sensação de intimidade e proximidade que nenhuma outra mesa tem.

Uma mesa Muitas finalidades

A mesa redonda pode fazer parte da decoração dos mais variados cômodos da casa. Quando maiores podem ser usadas como mesa de jantar, já os modelos menores, mais compactos, podem ter como finalidades servir de mesa lateral, de apoio, de centro da sala de estar ou quarto e até mesmo de criado mudo.

Quem tem filhos detesta quina

Uma das principais vantagens da mesa de jantar redonda é não ter quinas, o que a torna uma boa opção para casas com crianças pequenas. As quinas de móveis são sempre motivos de preocupação, pois são causadores de acidentes domésticos. Com mesa redonda em casa, dê adeus a esse tipo de preocupação.

Se a família for pequena e você não tiver o costume de receber visitas, uma mesa redonda com 4 lugares será o suficiente. Dessa forma, se a mesa tiver somente um pé central, poderá acomodar bem as cadeiras e ocupará menos espaço.

 

Quais as dimensões apropriadas?

Para todos ficarem confortáveis, existe uma medida mínima para a mesa de jantar redonda. Se você pretende ter uma mesa redonda com 4 cadeiras, o diâmetro dela deve ser de, no mínimo, 1 metro.

Para 6 lugares, o mínimo é de 1.20m, para 8 lugares,  1.50m, já para 10 lugares, 1.80m.

Mesa com pés torneados provençal- Kasar

Mesa moderna, toda em madeira- Kasar

Mesa com pés torneados , também no estilo provençal- Kasar

Mesa super moderna com tampo em vidro pintado- Kasar

Mesa classica em madeira- Kasar

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como escolher plafon

05/10/2018

Plafon é uma luminária de teto usada para iluminação geral do ambiente.

A luminária do tipo plafon pode ser de sobrepor, que é quando o equipamento fica preso à laje, ou de embutir, quando se fixa ao forro de gesso.

Eu super acredito que é possível ter uma iluminação bacana sem precisar fazer rebaixo de gesso.

Como escolher plafon

As casas e apartamentos, novos ou antigos, geralmente contam com apenas 1 ponto de luz centralizado no teto de cada ambiente.

Este ponto de luz é o único responsável pela iluminação geral dos espaços.

Mas o que é “iluminação geral”?

Iluminação geral é a luz que é distribuída de forma homogênea pelo ambiente.

É ela que revela aos nossos olhos as cores, texturas e formas dos objetos no espaço e permite que a gente se movimente sem acidentes.

O equipamento de iluminação mais usado para iluminação geral dos ambientes é o PLAFON.

Como escolher o tamanho do plafon?

Aqui o desafio é conseguir distribuir a luz por todo o ambiente à partir de um único ponto de luz.

Assim, quanto maior o ambiente, maior deve ser o plafon para acomodar uma quantidade maior de lâmpadas.

Além disso, há a questão estética. Fica muito esquisito um plafon pequeno “perdido” no meio de um teto enorme.

Os que emitem luz difusa

Que é quando o plafon utiliza um difusor (de tecido, acrílico ou vidro) para suavizar e espalhar a luz.

O plafon de luz difusa é o meu modelo preferido para a iluminação geral de salas de estar.

Mas atenção, a luz geral vinda do plafon não deve ser a única fonte de luz na sua sala de estar.

Para um efeito aconchegante espalhe luminárias de mesa, e de piso em pelo menos 2 pontos da sala.

 

Os que emitem luz indireta

Que é quando o plafon utiliza um anteparo para rebater a luz.

A luz indireta também é uniforme como a luz difusa mas é menos invasiva, porque a lâmpada fica totalmente escondida.

O plafon de luz indireta é o meu modelo preferido para a iluminação geral de quartos.

Porque ninguém merece deitar na cama pra relaxar e ficar com luz batendo nos olhos.

 

Socorro são tantos estilos, qual escolher?

Antes de mais nada lembre-se que em decoração não há regras.

A casa é sua! Se você quer uma sala romântica e glamourosa e sempre sonhou em ter uma luminária cheia de cristais, vá em frente.

Contudo, nos meus projetos, quando só há 1 ponto de luz no ambiente, eu prefiro não chamar a atenção para o teto e escolher plafons de modelos simples.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como usar espelhos para sala de jantar ou de estar

22/08/2018

Para utilizar espelhos para sala de estar ou sala de jantar, é interessante ter em mente alguns conceitos e dicas importantes como a escolha do posicionamento; do tipo de espelho a ser utilizado; da escolha dos espelhos de acordo com o projeto decorativo e com o estilo de decoração; e também dos cuidados a serem tomados com relação à iluminação do ambiente, visando evitar pontos focais ou de luz que não criem bom resultado visual e estético.

Tipo e tamanho dos espelhos

É muito importante saber qual tipo de espelho e também quais as dimensões dos espelhos para sala a serem utilizados no projeto de decoração, já que isso será crucial para que você consiga efeitos bonitos e elegantes em sua decoração de ambientes.

Você pode utilizar espelhos de vidro ou mesmo apostar em peças de metal espelhado, sendo que ambos oferecem um acabamento luxuoso, sendo possível inclusive mesclar detalhes de ambos os tipos em um projeto decorativo.

O tamanho dos espelhos também é importante, sendo interessante que você utilize espelhos que se encaixem de forma positiva no espaço físico disponível em sua sala de estar ou sala de jantar, mas também que tenha bom acabamento estético e visual.

Posicionamento dos espelhos

Fazer uso inteligente dos espelhos para sala consiste também em posicioná-los dentro da decoração e do espaço físico do cômodo. Isso é importante por influenciar a percepção dos ambientes, fazendo com que sua sala fique mais bonita.

Da mesma maneira, é importante ressaltar que posicionamento incorreto de seus espelhos para sala, em especial com reflexos de pontos de iluminação, podem fazer com que sua decoração fique deselegante.

Usando os espelhos para mudar o ambiente

Uma dica importante dos especialistas é a possibilidade de usar os espelhos para sala para alterar a composição visual e estética dos cômodos, ou seja, para dar mais espaço, brilho ou elegância para um cômodo. Como os espelhos permitem criar a sensação de espaço e de aconchego para um ambiente, podem ser especialmente interessantes para projetos de decoração para ambientes de menores dimensões.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

BANCADAS DE GRANITO VS QUARTZO

18/07/2018

Na hora de decidir qual material usar para sua bancada de cozinha, não tem erro se você escolher quartzo ou granito. Esses materiais não apenas vão proporcionar dinamismo ao seu lar, como também cada um deles conta com as próprias vantagens. Quanto à manutenção, as bancadas de quartzo trazem vantagens que a própria natureza não é capaz de trazer, enquanto o granito exige mais manutenção. Nem o quartzo nem o granito vão decepcionar em termos de estilo e aparência geral.

Bancadas de quartzo

As bancadas de quartzo são fabricadas a partir de quartzo natural, um dos minerais mais duros encontrados na Terra, e pequenas quantidades de vidro ou partículas metálicas são acrescentadas para gerar variedade, resultando em lindas bancadas. Outra vantagem do quartzo é que é um material não poroso, sua textura não permite o crescimento de bactérias e é resistente a manchas, protegendo sua família e facilitando a limpeza da cozinha. Por esta razão, as bancadas de quartzo nunca precisam ser impermeabilizadas.

Além da durabilidade que o quartzo propicia, este material é bonito e a grande variedade de opções de cores sem dúvida vão chamar sua atenção. Há quase uma infinidade de opções, pois o quartzo varia desde tons naturais, como brancos, pretos e marrons, até outros tons, como dourados ou azuis. O desenho de uma bancada de quartzo não só traz personalidade para sua cozinha, como também oferece vantagens de desempenho que superam às de outros materiais tradicionais.

Bancadas de granito

Outro dos materiais mais rotineiramente utilizados em bancadas é o granito. Assim como o quartzo, este material também é muito resistente. O granito é uma rocha natural que é cortada em seu estado natural e depois é polida para ser utilizada nas residências. É recomendável realizar manutenção após cada uso para impedir a formação de manchas no granito. Para limpá-lo e manter o brilho da peça, use água morna e sabão.

Um material tão forte é difícil de riscar e é capaz de resistir a mudanças de temperatura. Por ser uma pedra natural, o granito não fornece uma gama de opções de cores tão vasta, e cada peça é diferente; portanto, muitas vezes, é necessário planejar a cozinha em torno da peça escolhida. Dito isso, nem sempre é simples planejar uma cozinha em torno de uma bancada de granito.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Velas no Decor

03/07/2018

Se existe uma forma simples e acessível de deixar um ambiente mais bonito, agradável e acolhedor é usando velas na decoração. As velas criam um efeito aconchegante e são muito versáteis: podem ser usadas de várias formas e em diferentes espaços da casa, até no lavabo!

Quer saber como decorar a casa usando velas? Confira aqui!

Em copos e potes

Uma opção bem charmosa é colocar as velas dentro de copos baixos ou potes de vidro com água. Para que elas flutuem, é importante que as velas sejam pequenas e baixas e que o vidro seja resistente e de boca larga. Essa dica é uma boa ideia para decorar a mesa em reuniões mais intimistas e é bom ressaltar que as velas devem ser acesas na hora certa, se não durarão pouco tempo.

Nas escadas

Se você quer criar uma decoração com velas que impressione imediatamente, simplesmente coloque uma, dentro de um porta-velas ou um frasco, em cada degrau de um lance de escadas. Quando você acender todas elas, o efeito será deslumbrante tanto dentro quanto fora da casa.

 

Lanternas luminosas

O charme de ver lanternas iluminadas pelas velas é insuperável. Essa é uma forma muito segura de acender as velas e espalhar as lanternas em todos os ambientes do seu lar.

 

Velas Voluspa- Kasar

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

5 passos para reformar a casa sem gastar muito

23/06/2018

Saiba como enxugar o orçamento da obra e fazer uma reforma sem dores de cabeça

O resultado é compensador, mas quem já fez uma reforma em casa sabe que quem mais sofre é o bolso. Mesmo com tudo planejado, sempre aparecem imprevistos que acabam fazendo o orçamento estourar ou até interrompendo a obra. Para ajudar nesse processo e evitar gastos a mais com revestimentos.

Duas demãos nem sempre é a solução

O pintor preparou aquela lista extensa de todos os litros de tinta que vai precisar para cobrir as paredes da casa ou do cômodo reformado. Porém, nem todos os espaços ficarão à mostra após a colocação dos móveis. “Oriente o pintor a passar somente uma demão de tinta antes dos móveis serem inseridos no ambiente e, após a colocação, cubra com a segunda demão somente as superfícies que ficaram expostas.

Aposte nos móveis slim

As lojas de móveis planejados costumam orçar as peças com grandes espessuras e tamponamento, o que aumenta o custo do projeto. Optar por um mobiliário slim, com menos material e espessura mais fina, faz com que o valor do orçamento caia pela metade. Com esse respiro, é possível, inclusive, investir em melhores ferragens, o que garante uma vida útil maior ao móvel.

 

Ouse nos objetos de decoração

Acabamentos em laca, pintura automobilística ou vidro encarecem bastante o preço do mobiliário. Desta forma, deixe para colocar cor e ousar nos objetos decorativos, que podem ser adquiridos aos poucos e irão trazer personalidade aos espaços, podendo ser substituídos ao longo do tempo.

O que os olhos não veem, o coração não sente

Deixe para aplicar pastilhas, papéis de parede e rodapés somente após a colocação dos móveis. Onde o mobiliário irá cobrir, não há necessidade de revestir, diminuindo consideravelmente a quantidade de material comprado.

 

Planejamento é tudo

Organize todas as etapas da obra para programar quais passos serão seguidos, e em que ordem devem ser realizados para ter mais assertividade e menos quebra-quebra. Para ajudar neste planejamento, a contratação de um profissional da área é muito importante, pois ele já está habituado a lidar com esse tipo de serviço e irá orientá-lo da melhor maneira para ter menos custo e mais agilidade em todo o processo.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Dicas de como escolher o pendente certo

08/06/2018

 

Pode ser difícil escolher o pendente certo  para sua casa. São tantos estilos, modelos, tamanhos… Mas calma! Temos dicas pra te ajudar a fazer essa escolha! Depois disso, vai ficar mais fácil pra você decidir qual o pendente ideal pra sua casa, seja na sala, quarto ou cozinha! Vamos lá:

 Luz, muita luz!

Dependendo da função que o pendente vai desempenhar no ambiente, é necessário que você fique atento para a iluminação de fato: se o ambiente como um todo já tem outros pontos de iluminação, o seu pendente não precisará iluminar tanto assim, então aposte nos modelos mais decorativos que darão aquele toque final na decor! Por outro lado, se a luz do pendente for essencial, como acima de uma mesa de jantar, por exemplo, preste atenção: ele precisa esbanjar luz!

Pra não bater a cabeça…

A altura do pendente é um fator muito importante, afinal, você não quer ninguém batendo a cabeça nele, né? A altura tem que ser ideal para que não fique tão baixo, mas também não tão alto, pois quanto mais alto, mais a luz vai se dissipar no ambiente. 

 

Ilumine com estilo!

Lembre-se sempre que os pendentes têm que harmonizar com todo o ambiente. O estilo do pendente  deve estar em sintonia com o restante do cômodo, então fique ligado na decoração, para que tudo faça sentido!

 

 

Pendente de vidro- Inatec

Pendente Maravilhoso- Inatec

Pendentes em vidro colorido- Inatec

 

Pendente Bronze- Inatec

Pendente com cristal e tecido- Inatec

Pendente em Cobre martelado- Inatec

 

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Para cada bebida, um tipo de copo ou taça; saiba como servir

29/05/2018

Você organizou uma festa, mas está perdida, sem saber qual copo ou taça é indicado para servir cada bebida? Então fique tranquila e saiba que você não está sozinha. De cristal ou vidro? Com boca larga ou estreita? São tantas as opções e modelos de taças e copos que qualquer um pode se confundir na hora de usá-los. Agora você vai aprender, tim-tim por tim-tim para que serve cada modelo. 

Cerveja e chope: conhecido como tulipa, seu formato favorece a formação de espuma e ajuda a manter a temperatura.

Bebidas quentes, como o irish coffee: a caneca é conhecida como Coffee mug. 

Espumante e champanhe: a taça flûte fina e elegante mantém as borbulhas da bebida por mais tempo. 

Martinis e coquetéis gelados: nesta taça não se deve usar gelo ou canudo. Para decorar, apenas espete na borda uma rodela de limão ou laranja. 

Espumante e champanhe: semelhante à taça flûte. 

Vodca: o copinho fino, com base grossa, evita que o calor das mãos esquente a bebida (que costuma ser servida gelada, e em pequenas doses). 

Vinho branco: a taça é menor do que a do vinho tinto porque a bebida deve ser servida aos poucos, para não esquentar (o vinho branco deve ser consumido gelado). O bojo é menor para conservar o aroma, mais delicado do que o do vinho tinto. Esta taça também é usada para servir vinho rosé. 

Coquetel de frutas: a taça, bojuda, é ideal para bebidas cremosas, à base de creme de leite e leite condensado. 

Vinho tinto: a taça tem corpo grande para realçar o sabor e aroma da bebida. É mais larga do que a do vinho branco porque os tintos não precisam estar gelados. 

Margarita: com haste fina e boca larga, é indicada para servir o coquetel típico mexicano. Na hora de servir este drinque, costuma-se molhar a borda da taça com suco de limão e depois encostá-la em um prato com sal. 

Coquetéis tropicais e refrescantes: a taça é indicada para servir bebidas supercoloridas e decoradas. 

 

Uísque: o copo é largo para acomodar os cubos de gelo, que geralmente acompanham a bebida. 

Bebidas destiladas e coquetéis refrescantes: o tradicional copo long drink é indicado para servir água, refrigerante, suco ou bebidas com bastante gelo, como soda.

Taça de Cristal Rosa para Champanhe-Lokanda

 

Taça para água, suco, refri- Lokanda

Conjunto de taças para agua, vinho e champanhe- Lokanda

Conjunto de taças bico de jaca transparente e ambar- Lokanda

Jogo de taças para água ambar- Lokanda

Cristallerie Strauss Linha de copos lapidados- Lokanda

Jogo em cristal bohemia- Lokanda

Jogo em cristal bohemia-Lokanda

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Com qual cuba eu vou?

24/05/2018

Quem está construindo ou reformando, na fase de escolher as louças dos banheiros sempre bate aquela dúvida: qual tipo escolher? Qual é melhor? Qual é mais fácil de limpar?

Então vamos às diferenças que existem entre os principais modelos de cubas existentes no mercado.

As cubas de embutir são os tipos mais conhecidos e mais econômicos. São coladas por baixo da bancada e esta precisa ter um recorte na medida exata da cuba.

As cubas de apoio são peças colocadas inteiramente sobre a bancada e precisam apenas do furo para o escoamento da água.
Fiquem atentos às torneiras para este tipo de cuba, pois elas devem ser de parede ou então deve-se adquirir uma torneira mais alta do que a cuba utilizada. E tenha uma atenção especial também à altura da bancada que deve ser mais baixa do que o comum.

As cubas de semi-encaixe são ideais para quem não pode fazer uma bancada com grande profundidade. Elas são encaixadas apenas pela parte de trás, e a parte da frente fica para fora da bancada.

Para banheiros pequenos não esqueça de verificar a abertura da porta, pois caso for perto da cuba, talvez tenha que fazer a troca por uma porta-camarão ou porta de correr em trilho.

Este tipo de cuba também tem a opção de vir com toalheiro já embutido na parte frontal.

 

As cubas de parede, como o nome já diz são fixadas diretamente na parede sem precisar de bancada. Mas também podem ter o apoio de bancadas, e neste caso não precisam de materiais que suportem muito peso já que o peso estará distribuído na parede. Elas ficam lindas em bancadas de vidro por exemplo!

E pra finalizar, as cubas esculpidas são feitas no mesmo material da bancada. Podem ser de granito, mármore, silestone, nanoglass, porcelanato, entre outros. Não necessitam de adquirir uma cuba separada e ainda fazem o ralo ficar escondido com um rasgo no fundo abaixo da rampa.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como escolher plafon

26/04/2018

Plafon é uma luminária de teto usada para iluminação geral do ambiente.

A luminária do tipo plafon pode ser de sobrepor, que é quando o equipamento fica preso à laje, ou de embutir, quando se fixa ao forro de gesso.

As casas e apartamentos, novos ou antigos, geralmente contam com apenas 1 ponto de luz centralizado no teto de cada ambiente.

Este ponto de luz é o único responsável pela iluminação geral dos espaços.

É ela que revela aos nossos olhos as cores, texturas e formas dos objetos no espaço e permite que a gente se movimente sem acidentes.

O equipamento de iluminação mais usado para iluminação geral dos ambientes é o PLAFON.

Como escolher o tamanho do plafon?

Aqui o desafio é conseguir distribuir a luz por todo o ambiente à partir de um único ponto de luz.

Assim, quanto maior o ambiente, maior deve ser o plafon para acomodar uma quantidade maior de lâmpadas.

Além disso, há a questão estética. Fica muito esquisito um plafon pequeno “perdido” no meio de um teto enorme.

Como escolher o modelo do plafon?

Existem 2 tipos de plafons:

Os que emitem luz difusa

Que é quando o plafon utiliza um difusor (de tecido, acrílico ou vidro) para suavizar e espalhar a luz.

O plafon de luz difusa é o meu modelo preferido para a iluminação geral de salas de estar.

Mas atenção, a luz geral vinda do plafon não deve ser a única fonte de luz na sua sala de estar.

 

Os que emitem luz indireta

Que é quando o plafon utiliza um anteparo para rebater a luz.

A luz indireta também é uniforme como a luz difusa mas é menos invasiva, porque a lâmpada fica totalmente escondida.

O plafon de luz indireta é o meu modelo preferido para a iluminação geral de quartos.

Porque ninguém merece deitar na cama pra relaxar e ficar com luz batendo nos olhos.

Socorro são tantos estilos, qual escolher?

Antes de tudo lembre-se que em decoração não há regras.

A casa é sua! Se você quer uma sala romântica e glamourosa e sempre sonhou em ter uma luminária cheia de cristais, vá em frente.

Contudo, nos meus projetos, quando só há 1 ponto de luz no ambiente, eu prefiro não chamar a atenção para o teto e escolher plafons de modelos simples. Minha sugestão é usar plafons com o mesmo formato e material na iluminação de teto da sala e dos quartos.

Além de dar unidade visual à decoração, ajuda a economizar, já que você padroniza as lâmpadas e simplifica sua vida.

Outra vantagem é que o dinheiro que você economiza comprando modelos mais simples, você pode investir em luminárias decorativas, como um pendente descolado para a área de jantar ou luminárias de cabeceiras diferentes.

 

Plafon redondo, quadrado ou retangular?

Você já reparou como a decoração da sua casa é dominada por figuras geométricas?

O próprio espaço onde vivemos não é nada mais do que uma caixa.

Linhas retas sugerem estabilidade e quando usadas em profusão acabam deixando a decoração monótona e sem graça.

Você já sabe que os contrastes é que deixam a sua decoração interessante. As linhas curvas transmitem movimento e liberdade e contrastam com a forma quadrada do teto.

Plafon redondo, com madeira- Inatec

Plafon em Cristal (Maravilhosoooo)- Inatec

Um luxo!!! Plafon Redondo em Cristal- Inatec

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Saiba como enxugar o orçamento da obra e fazer uma reforma sem dores de cabeça

20/04/2018

O resultado é compensador, mas quem já fez uma reforma em casa sabe que quem mais sofre é o bolso. Mesmo com tudo planejado, sempre aparecem imprevistos que acabam fazendo o orçamento estourar ou até interrompendo a obra.

Duas demãos nem sempre é a solução

O pintor preparou aquela lista extensa de todos os litros de tinta que vai precisar para cobrir as paredes da casa ou do cômodo reformado. Porém, nem todos os espaços ficarão à mostra após a colocação dos móveis. Oriente o pintor a passar somente uma demão de tinta antes dos móveis serem inseridos no ambiente e, após a colocação, cubra com a segunda demão somente as superfícies que ficaram expostas.

Aposte nos móveis slim

As marcenarias costumam orçar as peças com grandes espessuras e tamponamento, o que aumenta o custo do projeto. Optar por um mobiliário slim, com menos material e espessura mais fina, faz com que o valor do orçamento caia pela metade. Com esse respiro, é possível, inclusive, investir em melhores ferragens, o que garante uma vida útil maior ao móvel.

Ouse nos objetos de decoração

Acabamentos em laca, pintura automobilística ou vidro encarecem bastante o preço do mobiliário. Desta forma, deixe para colocar cor e ousar nos objetos decorativos, que podem ser adquiridos aos poucos e irão trazer personalidade aos espaços, podendo ser substituídos ao longo do tempo.

O que os olhos não veem o coração não sente

Deixe para aplicar pastilhas, papéis de parede e rodapés somente após a colocação dos móveis. Onde o mobiliário irá cobrir, não há necessidade de revestir, diminuindo consideravelmente a quantidade de material comprado.

Planejamento é tudo

Organize todas as etapas da obra para programar quais passos serão seguidos, e em que ordem deve ser realizada para ter mais assertividade e menos quebra-quebra. Para ajudar neste planejamento, a contratação de um profissional da área é muito importante, pois ele já está habituado a lidar com esse tipo de serviço e irá orientá-lo da melhor maneira para ter menos custo e mais agilidade em todo o processo.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Planejando seu bar em casa

02/04/2018

 

Os amigos íntimos se reúnem para um bate-papo, as visitas ficam à vontade e, mesmo quando se está só, o drinque preferido fica mais saboroso. Para montar o seu bar, não existe apenas a opção clássica com bancada e banquetas,colocado num espaço reservado só para ele.

Móveis como armários, mesas, aparadores, bancos e até mesmo uma parte da sua velha estante podem ser adaptados e utilizados para organizar copos, bebidas e todos os outros acessórios com charme, ganhando inclusive, um novo adereço na casa.

Acompanhe nossas dicas e faça seu bar em casa:
 

 

Bar adaptado na estante

 

Para aumentar a sensação de espaço, pinte sua estante ou armário de branco e coloque um espelho no fundo. Você pode ainda instalar uma prateleira com casulos para os copos e laquear as gavetas para colocar garrafas deitadas.

Bar com porta basculante

Para quem quer um bar na sala, mas não quer ter as bebidas expostas ou guardá-las dentro de um armário, uma boa opção é uma estante multiuso. O bar pode ser camuflado por portas de vidro pintado e os outros nichos podem expor objetos decorativos, livros e o que mais combinar. Outra opção é um armário com porta basculante. As bebidas e acessórios ficam escondidos, e quando a porta se abre serve de apoio para a preparação dos drinques.

Bar com aparadores

Se expor as bebidas não for um problema há várias localizações possíveis para seu bar dentro de casa. Os aparadores, que antes só existiam na sala se jantar, hoje podem ser encontrados em vários outros cômodos. Para transformá-lo num bar, coloque de um lado a bandeja com o balde de gelo e os copos, e do outro lado arrume as garrafas. Lembre-se de colocar os volumes maiores atrás dos menores.

Bar de prateleiras de vidro

O bar na entrada pode ter prateleiras de vidros para expor as bebidas e espaço para guardar copos, coqueteleiras, e outros utensílios. Desta forma, os convidados podem acompanhar o preparo dos drinques sentados na sala de estar.

 

Bar de canto

O canto perto do corredor também é um ótimo local para um bar informal. Guarde as bebidas em um baú de acrílico, onde elas ficam à mostra e deixe a postos um banco para que os convidados fiquem mais à vontade.

 

Bar entre móveis

Se você tem um espaço vazio entre seus móveis, esse pode ser o cantinho do seu bar. Instale prateleiras e uma caixa com puxadores para guardar os copos mais delicados. As garrafas podem se alojadas em um mini-adega com rodízios na base.

 

Para fazer seu bar em casa você vai precisar:

-Uma ou mais bandeja bonita

-Um balde de gelo

-Copos de cristal variados

-Uma jarra para água

-Garrafas decorativas de vidro ou cristal (licoreira)

-Outros apetrechos como abridores, coqueteleiras, e etc. também podem entrar como decoração, mas não são indispensáveis.

 

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Qual a persiana é indicada para banheiro e cozinha?

05/12/2017

É praticamente impossível fugir da gordura e fumaça na cozinha e da umidade e vapor no banheiro. Por isso, a escolha das cortinas e persianas para esses ambientes requer cuidado para que o investimento não vá por água abaixo. Segundo especialistas, a cortina mais indicada para banheiros e cozinhas são as persianas de alumineo e cortinas de tecido que possuam PVC em sua composição.

Cortina Rolô

As cortinas romanas e rolô tela solar, feitas com PVC e fibra de vidro, são recomendadas para esses ambientes. Elas podem ser limpas com pano úmido e sabão neutro sem precisar retirá-las da janela.

Persiana Metais

As persianas horizontais, de alumínio, também são ótimas soluções para manter a privacidade e decorar. Elas são modernas, bonitas e práticas de manter. Um pano úmido e um pouco de sabão neutro também eliminam a sujeira de forma simples.

Cortina Romana

Quando o assunto é privacidade, principalmente no banheiro, as cortinas Rolô ou Romanas com PVC são as mais recomendadas, pois elas impedem que quem está do lado de fora veja quem está dentro do ambiente.

TAGS: persiana; decoracao; interiores; cortinas; decor; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Plantas, na decoração

17/11/2017

 

Os arranjos são uma decoração quase que indispensável para a casa, eles são capazes de dar um up no ambiente e deixar o ambiente muito mais bonito, charmoso, elegante e agradável.

Eles podem ser com flores naturais ou artificiais, de vidro, de madeira, de metal, pequenos, grandes, modernos, rústicos, entre outras infinitas opções perfeitas para decorar mesas de centro na sala de estar, mesa de jantar, e até mesmo mesinhas menores, em quartos, varandas ou escritórios.

Apesar de serem incríveis artigos de decoração, é preciso saber onde e como colocá-los, caso contrário eles podem surtir o efeito contrário e poluir o ambiente. 

-Na sala de jantar, hall de entrada e paradores, por exemplo, a ideia é que o arranjo não tenha mais de 40 cm de altura.

 

-Já nas salas de estar você consegue brincar um pouquinho mais: em mesas de centro eles devem também ser mais baixos, porém nas laterais e cantos você pode apostar em arranjos maiores e mais chamativos, com cerca de 50 cm. Nesse caso, dê preferência para flores com cabos longos, como lírios, que além de tudo são lindos e perfumam o ambiente.

Para mesas de centro, opte por arranjos mais baixos

 

Arranjos metálicos complementam um ambiente moderno

Arranjos verdes, como musgo, também ficam lindos

 

 

TAGS: decor; decoracao; plantasnadecoracao; floresnadecoracao; floricultura; plantasemcasa; floriculturaflores;

Facebook Facebook Facebook
Las

Muranos, arte dentro de casa

14/11/2017

 

Murano é um arquipélago italiano que se localiza próximo de Veneza. A região ficou mundialmente famosa por causa dos seus objetos de vidro, produzidos de forma artesanal detalhada e artística.

O vidro de Murano é feito com uma técnica que confere beleza, exclusividade, criatividade e leveza às peças, que são produzidas há mais de 800 anos.

Seja em cinzeiros, vasos, luminárias, pesos de papel,esses materiais cheios de brilho e transparência são dos mais suntuosos para a decoração de um espaço. 

Como Decorar com Murano

O vidro de murano é matéria-prima para diversos objetos decorativos, como vasos, cinzeiros, centros de mesa, entre outros. Por existir em diferentes cores, o material é versátil e pode ser usado para decorar casas de diversos estilos. A escolha da peça, estilo e tons pode variar de acordo com o perfil da pessoa e o estilo da casa.

Independente do estilo que sua casa tenha é indicado que uma peça tão delicada de rica em detalhes tenha lugar de destaque com iluminação adequada. Tente colocar o produto no centro de uma mesa, para que possa ser observada todas as suas nuances.

Dica

Uma boa ideia é misturar diversas peças de murano, como se fosse uma coleção particular de arte. O colorido dos vasos é um coringa na decoração e faz um efeito muito bonito em locais com luz natural.

Para os que não querem arriscar em tons ousados, vale apostar em Murano com cores neutras, como branco, preto e cinza.

Alguns muranos lindos da Kasar Presentes e Decorações

 

 

TAGS: muranos; vasos; cristais; sofisticacao; decor; paixaopormuranos; kasar;

Facebook Facebook Facebook
Las

Cristaleiras apaixonantes para embelezar a sala de jantar

14/09/2017

Item que remete a luxo e elegância, a cristaleira aportou em terras brasileiras através da nossa colonização, trazida pelos portugueses, onde iniciou sua presença nas casas da burguesia e dos senhores de engenho.

Sua origem provável data de meados do século XVII, onde a rainha Mary da Inglaterra decidiu que queria expor toda sua coleção de cristais e porcelanas, demonstrando todo seu amor pelos itens requintados. Assim, solicitou a seus carpinteiros que confeccionassem o móvel, que teve sua popularidade expandida por toda a Europa, atingindo até os Estados Unidos.

Tradicionalmente feita de madeira e vidro, permitindo a visualização dos objetos armazenados em seu interior, atualmente possui grande variedade de materiais possíveis para sua confecção, desde aço inoxidável e o ferro até o alumínio, ou ainda uma combinação destes materiais.

 

TAGS: cristaleiras; saladeestar; saladejantar; decor; design; decorclassica; decoracaodeinteriores; kasar; kasarpresentesedec;

Facebook Facebook Facebook
Las

Móveis espelhados

15/08/2017

Dicas para se inspirar e decorar

 

Alguns anos atrás usado apenas como um enfeite de parede ou colocado em portas de armários e banheiros, hoje o espelho é considerado uma tendência contemporânea e passou a ser um item de destaque no mundo da decoração, já que pode ser utilizado nos mais variados projetos, desde os mais simples e descolados até os mais requintados.

No universo mobiliário, o espelho já pode ser encontrado em revestimentos de mesas de centro, armários, gavetas, aparadores, buffets, penteadeiras, cômodas e outras diferentes peças em linhas retas ou clássicas. Estes, além de oferecerem um toque de modernidade e luxo, ainda contam com a importante função de trazer mais amplitude, leveza e luminosidade aos ambientes.

Para evitar o excesso e não deixar o espaço saturado, o ideal é fazer combinações de móveis espelhados com outras texturas e materiais, como tecidos e madeira, que ajudam a quebrar a sofisticação e a frieza do vidro, trazendo mais equilíbrio e descontração ao cômodo.

 

Móveis espelhados nos quartos

Nos quartos, é mais comum encontrarmos os espelhos em criado-mudos, portas dos armários e cômodas, não deixando de lado as penteadeiras ou escrivaninhas, que também ajudam a dar um toque especial ao espaço.

 

Móveis espelhados para usar na sala

Para a sala, são diversas possibilidades de móveis espelhados, desde um buffet que transmite muita personalidade, até mesas de centro (perfeitas para ressaltar os objetos decorativos que estão em cima), mesinhas laterais, aparadores e pequenos armários. Se o objetivo é deixar o ambiente mais sofisticado com a mesa espelhada, aposte em um lustre clássico.

 

Banheiros com móveis espelhados

Se você quer dar uma sensação de amplitude ao banheiro, o uso de móveis espelhados será indispensável. Uma boa forma é apostar nos gabinetes e armários, que deixarão o ambiente bem mais bonito e moderno.

 

 

Cozinhas com armários espelhados

Principalmente em cozinhas pequenas, é muito comum encontrarmos armários espelhados, que além de ajudarem no aumento da luminosidade, deixarão o espaço muito mais elegante e com maior profundidade.

 

Para maiores informações ligue para Vidraçaria Vitrol: 48-3439-9080

TAGS: moveisespelhados; banheiroscomespelhos; dormitorioscomespelhos; espelhos; decorcomespelho; ; decor; espelhos; vitrol; vi;

Facebook Facebook Facebook
Las

Saiba como montar um jardim de inverno incrível

24/07/2017

Montar um jardim de inverno é uma experiência muito agradável, pois  lidar com a terra, com a vegetação e até com os detalhes desse cantinho charmoso, traz muito entusiasmo e gratificação.

Quando bem planejado, este cantinho se torna multifuncional, pois embeleza a casa, purifica o ar, alegra o ambiente e ainda permite uma gostosa interação das pessoas com a natureza, ainda que dentro de casa.

 

Antes de colocar as mãos à obra, acompanhe várias ideias e escolha a ideal pra você!

Embaixo da escada

Se você mora em um a casa de dois andares, um ótimo lugar é embaixo da escada, já que seu jardim poderá ser admirado tanto por quem sobe ou desce os degraus quanto por quem está no piso terreo. Além disso, a área sob a escada costuma ser subestimada e sem muita utilidade, tornando-a o local ideal para um jardim inverno.

 

Em salas ou corredores

Em salas em “L”, nas amplas ou mesmo em corredores de dimensões largas, é possível montar um jardim de inverno muito bonito. Aqui, cabe uma sugestão: se as dimensões do ambiente forem significativamente grandes, uma dica é construir o jardim de inverno em toda a extensão da parede maior. O efeito é realmente impactante.

Mas se o contrário também for verdadeiro, ou seja, em salas muito pequenas é preciso aproveitar todo o espaço reservado para a vegetação, inclusive o aéreo. Há duas possibilidades: um jardim isolado com porta de vidro e boa iluminação terá um destaque especial.

Já um jardim integrado à sala e sem barreiras permitirá maior interação com o ambiente. Se optar pela segunda opção, lembre-se de que o estilo do jardim deve acompanhar o restante da decoração de ambiente.

A iluminação ideal para um jardim dentro de casa

Seja qual for a área interna escolhida, é necessário que haja, no teto ou em uma das laterais, alguma fonte de iluminação externa, ainda que as plantas escolhidas prefiram sombra. Lembre-se, que plantas são seres vivos e precisam fazer fotossíntese (com a luz solar) para se alimentarem.

Portanto, se o local tiver pouca iluminação, é fundamental optar por folhagens e flores que necessitem de pouca luz.

 

As plantas mais adequadas ao jardim de inverno

Em geral, um jardim de inverno pede plantas resistentes e que se adaptem a ambientes internos como escritórios e salas. Escolha as que harmonizem entre si e com o ambiente, lembrando que em espaços muito limitados até a parede pode ser usada. Uma dica é fazer um contemporâneo jardim vertical preenchendo toda a parede.

Para planejar o paisagismo do seu cantinho dentro de casa aposte nas plantas que preferem sombra:

·         Samambaia;

·         Lírio da Paz;

·         Antúrio;

·         Espada de São Jorge;

·         Bromélias de sombra;

·         Margarida Inglesa;

·         Ráfia;

·         Calêndula;

·         Cactos;

·         Boca de Leão;

·         Dracena;

·         Amor-perfeito;

·         Chamaedorea;

·         Violeta (meia sombra);

·         todos tipos de Suculentas;

·         Comigo-ninguém-pode (cuidado com crianças e animais domésticos, pois é venenosa).

TAGS: jardins; jardindeinverno; plantas; jandinsemcasa; plantas;

Facebook Facebook Facebook
Las

CUBAS - CENTRO DAS ATENÇÕES

17/07/2017

Engana-se quem pensa que o banheiro ou o lavabo deve ser clean e sem graça.

As louças que você escolhe para o banheiro são determinantes não apenas para a beleza do espaço, como também para sua funcionalidade. Assim, ao construir ou reformar esses ambientes, é essencial ser criterioso na escolha das pias e cubas.

As cubas são ótimas opções para quem deseja renovar o visual do banheiro ou do lavabo. Não importa o modelo, tamanho ou cor, essas peças trazem sofisticação, beleza e modernidade ao ambiente.

O que deve ser levado em conta ao escolher a cuba?

CUBAS DE APOIO

Pode-se dizer que as cubas de apoio é o modelo mais atual em termos de aplicação. Indicados para compor o acabamento de banheiros, lavabos e salas de banho, a peça pode ser encontrada em diversos materiais, como louça, vidro, resina, pedra, entre outros.

As peça fica acima da bancada do banheiro, que deve ser instalada na altura de 75 cm ou 80 cm, pois, com a cuba, que mede entre 10 e 20 cm, a bancada completa alcançara a altura padrão de 90 cm.

 

CUBAS DE EMBUTIR

Esse estilo é mais tradicional para banheiros clássicos. As peças são instaladas por meio de colagem com massa plástica, ficando totalmente submersa na bancada, e deve ser recortada de acordo com o perfil de produto.

As mais comuns são as ovais, mais existem outros formatos, como a quadrada, redonda e retangular.

 

CUBAS DE SOBREPOR

Os modelos de sobrepor geralmente são de louça. Elas são instaladas abaixo do nível da pedra ou da bancada, mas suas bordas ficam aparentes, acima do tampo. Por isso, as cubas de sobrepor demandam uma bancada maior.

Cuba de embutir- Tramontin Bagno Design

Cuba de sobrepor DECA, Modernidade e beleza- Tramontin Bagno e Design

Design arrojado da Deca- Tramontin Bagno e Design

 

TAGS: cubas; cubasdesobrepor; cubasdeembutir; cubaspintadaamao; banheiros; lavabos; deca; tramontinbagnodesign;

Facebook Facebook Facebook
Las

Pendentes Decorativos

04/07/2017

 

Os pendentes decorativos podem ser instalados em diversos ambientes, adaptando-se tanto em salas de jantar quanto em dormitórios. A grande variedade de materiais e desenhos de cúpulas favorece o design do ambiente, fazendo com que o pendente se torne uma peça chave na decoração.

Seja qual for o estilo do cômodo, é importante garantir a conciliação do pendente,ou do grupo de pendentes, com as características mais marcantes do local, pois além do diferencial decorativo a principal função é iluminar. Dessa forma, é preciso se atentar ao projeto para que a escolha do pendente atenda a necessidade de emissão de luz, que pode ser difusa, radiante ou focada em um ponto especifico.

Outro fator importante relacionado à luz emitida pelos pendentes é a possibilidade da criação de sombras indesejáveis. Ao definir a necessidade de iluminação do ambiente, vale analisar se o ambiente não será desvalorizado por conta de uma má luminosidade. O material da cúpula, que varia entre tecidos, metais, fibras e muitos outros, pode, também, interferir na claridade do ambiente.

A proporção do pendente e a altura de instalação em relação aos móveis também são coisas que devem ser previstas, de forma que não se obstrua o campo de visão das pessoas.        

   

 O modelo do pendente vem com o estilo da decoração:

Lustres e cúpulas em cristal, vidro e tecidos nobres podem facilmente se adaptar à um local mais clássico. Materiais como acrílico e alumínio, são, normalmente, mais utilizados em ambientes contemporâneos, como também jogos de pendentes que agrupam variadas luminárias com alturas ou volumes diferenciados, mas peças idênticas que se alteram em sua disposição.

Luminárias com formas inusitadas e cores vibrantes podem contribuir para um espaço mais descontraído, assim como esculturas que servem de apoio para cúpulas. Já as grandes cúpulas em tecido estampado ou lisos podem ser instaladas em ambientes modernos, enquanto peças de fibras naturais e tramas se adaptam em decorações rústicas.

Confira modelos de pendentes que vão mudar a cara de qualquer ambiente :

Pendente Cristal- Inatec

Pendente em madeira, recortado a laser- Inatec

 

Pendente aramado, cúpula em tecido- Inatec

 

Pendende em cristal e metal dourado- Inatec

 

Pendentes em vidro fumê- Inatec

 

TAGS: pendentes; pendentesdecorativos; luminarias; luminariasdecorativas; lustres; iluminacao; decor; inatec;

Facebook Facebook Facebook
Las

Confira as vantagens e desvantagens de integrar os ambientes

29/05/2017

Ligação de diferentes áreas exige planejamento e bom senso

Em geral, os novos empreendimentos estão com metragens cada vez mais reduzidas, ao mesmo tempo em que investem em generosas varandas gourmet. É neste cenário que surge a ideia, e alguns casos a necessidade, de se integrar os ambientes. Mas a solução requer planejamento.

Em alguns casos é possível ganhar mais espaço apenas com o uso de mobiliário e acessórios.

No entanto, misturar os ambientes pode exigir uma mudança de comportamento dos moradores. Quando a cozinha passa a ser sala, ela precisa estar sempre organizada, ter uma mobília de qualidade e eletrodomésticos bacanas. Se a cozinha tem uma atividade intensa e constante, com café, almoço e jantar, a reforma pode não ser uma boa escolha.

 Cozinha e sala integradas podem ser uma boa saída para apartamentos pequenos. Vidros e espelhos ajudam a dar amplitude no ambiente.

 A junção da sala com a varanda também exige atenção.

Se a área externa for muito pequena, o ganho é pouco. Vira uma sala com um quadrado a mais. Uma alternativa nesses casos é usar vidro para integrar as áreas visualmente, mantendo a delimitação dos espaços.

Já as integrações de sala e quarto e sala e home office são apostas menos arriscadas. Esses projetos costumam ser mais fáceis de executar, tem custos menores e trazem ótimos resultados.

Nos apartamentos mais novos geralmente é possível escolher a planta com uma sala estendida ou mais um quarto ou um home office e caso a necessidade surja depois é uma adaptação simples, já que estava pré-programada,  salas integradas, portas e divisórias retráteis são boas opções para ambientes que podem exigir isolamento em determinadas ocasiões, como a cozinha e o home Office.

Regras essenciais para integrar a cozinha a sala

A cozinha se veste com o mesmo requinte da sala: com acabamentos supercharmosos e uma moderna combinação de móveis.

-Nada de sair marretando as paredes! Antes de tudo, é fundamental pedir uma avaliação a um profissional, que apontará quais divisórias podem ir abaixo e se será preciso prever algum reforço estrutural. Assim, você garante a sua segurança e a dos vizinhos.

-Usar o mesmo piso nos dois ambientes é o jeito mais simples de conquistar a união visual, nesse caso, escolha um acabamento lavável, mas saiba que é possível misturar materiais. O uso de soleira é bem-vindo, principalmente se os revestimentos tiverem espessuras variadas.

- Invista em uma boa coifa ou depurador! O equipamento deve ter alta capacidade de sucção (volume de ar que consegue absorver para devolver limpo), no caso do depurador, ou de vazão livre (capacidade de aspirar e expelir a fumaça da exaustão), no caso da coifa. Assim, a sala não ficará cheirando toda vez que você cozinhar.

-Fazer frituras é um hábito? Então é melhor repensar e abrir mão da união dos ambientes! Não há coifa que vença, e a casa fica mesmo engordurada,. Uma alternativa é um passa-prato que possa ser fechado na hora de fritar.

-Em um ambiente com poucos armários, aposte em utensílios bonitos e deixe-os à mostra. Mas sempre pense na funcionalidade: se a batedeira é linda, mas quase não é utilizada, só vai atrapalhar deixá-la sobre a bancada. Já uma bela cafeteira, usada diariamente, tem lugar garantido.

-Na hora de bolar o projeto de decoração, pense nos ambientes unidos como se fossem um só. Estabeleça um único estilo para a decoração e a mesma paleta de cores.

-Valorize a parede da pia: essa superfície geralmente fica em evidência ao olhar da sala para a cozinha. Vale apostar nas tradicionais pastilhas, em um mix criativo de ladrilhos... São infinitas as possibilidades de materiais, só fique de olho se a opção eleita aceita bem o contato com a água.

TAGS: decoracao; integrarambientes; decoracaointegrada; decor;

Facebook Facebook Facebook
Las

REVESTIMENTOS PARA COZINHA e BANHEIROS: TENDÊNCIAS E NOVIDADES.

15/05/2017

 

A cada dia cresce no mercado o número de opções de revestimentos para ambientes, principalmente para áreas como a cozinha e banheiros. Às vezes são tantas opções que acabamos ficando na dúvida de qual escolher. A seguir vamos ver algumas dicas para entender quais são as novidades do mercado, e qual melhor opção para a sua cozinha:

 

Metais: Uma tendência forte que vem conquistando espaço nas cozinhas, são as pastilhas metalizadas, as cores podem ser no inox, bronze ou dourado. As mesmas são uma ótima opção para quem deseja tornar o ambiente sofisticado e moderno, pois passam uma ideia mais futurista. Além das vantagens estéticas, como o design e brilho, são de fácil manutenção.

 

Revestimento em mármore ou granito: O granito na cozinha, em tampos e bancadas não é novidade pra ninguém, a originalidade agora é a aplicação do mármore e granito como revestimento para as paredes. Deixam o ambiente muito sofisticado e requintado, além de haver várias opções de pedras para adequar o espaço ao seu estilo, o tornando único e personalizado.

             

Ladrilhos Atemporais: Os ladrilhos estão se tornando preferência nacional quando o assunto é revestimentos para cozinha, mas a tendência agora são ladrilhos monocromáticos ou de cores mais discretas, bem geométricos, fazendo uma releitura mais moderna dos ladrilhos portugueses de cores vibrantes e formas mais orgânicas.

 

Revestimento 3D: A maior tendência hoje para revestimentos são os tridimensionais. Além de deixar o ambiente cheio de estilo e muito atual, possuem uma variedade muito grande de padrões e cores. Muitas vezes as placas são de gesso, o que permite que o cliente escolha a cor, bastando apenas aplicar uma tinta em cima. A ideia de movimento desse material pode ser intensificado aliado a um bom projeto de iluminação, em que luz e sombra ajudam a valorizar o ambiente e o revestimento.

   

1 Pastilha Porto Design - Sulpiso

Blue Memory Eliane- Sulpiso

Dalia Ceusa- Sulpiso

Pastilha de Mármore e vidro -Sulpiso

Twenty Deluxe Concreto Decortiles- Sulpiso

TAGS: revestimentos; pisos; porcelanatos; novidades; sulpiso;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como usar o abajur na decoração

12/04/2017

Além de ser uma peça decorativa, o abajur entra também como elemento principal no projeto de iluminação dos ambientes!

Os detalhes fazem toda a diferença na hora de criar um ambiente intimista, convidativo e aconchegante. O uso de um abajur na decoração é um desses detalhes que conseguem remodelar todo um ambiente. Confira nossas dicas e inspirações para fazer o melhor uso do abajur no décor e tornar os cômodos da sua casa mais acolhedores.

A iluminação com tons mais fechados dos abajures contribui para um ambiente mais relaxante e tranquilo, sendo muito usados em dormitórios e salas de estar. Apesar disso, com diversas opções de tamanho e design, o objeto entra também na decoração de salas de leitura, lavabos, salas de jantar e home office.

Nos dormitórios, além de ajudarem a compor o décor, o abajur funciona como uma suave iluminação de apoio seja para a leitura de antes de dormir ou para quem gosta de ter um ponto de luz durante a noite. Normalmente utilizados em criados-mudos, a melhor opção são os de tamanho médio e que se misturem com o restante do estilo de decoração no quarto, para criar um ambiente visualmente harmônico e relaxante.

Já o abajur na decoração da sala de estar pode ser usado como uma peça mais central, para chamar a atenção. Com cúpulas redondas ou quadradas, de tecido ou não, com bases com design contemporâneo ou clássico, coloridas ou neutras, os abajures podem ganhar a cena e se encaixar em todo tipo de estilo de decoração. Em ambientes maiores você pode apostar em abajures de chão, que funcionam como luminárias mais fortes, mas com mais apelo decorativo, podendo contrastar em estilo com o restante do ambiente, criando um visual moderno.

Cômodos que são mais impessoais também ganham um toque de charme quando o abajur é usado na decoração. Nos lavabos, por exemplo, eles podem não ser tão utilizados quanto no resto da casa, mas aparecem como um mimo para os hóspedes e visitantes, um sinal de que todo espaço da casa, inclusive aquele dedicado mais aos amigos e familiares do que aos moradores em si, é pensado e decorado com carinho.

Dicas para escolher o seu abajur!

Para escolher o melhor modelo é necessário, primeiramente, responder a estas perguntas:

-Sua luz será utilizada para leitura? Se sim, opte por modelos com luz direcionável (luminárias articuladas são ótimas para esta função);

-Qual o tamanho do seu ambiente? Escolha modelos com tamanho proporcional ao espaço, para que a sua composição seja harmoniosa;

-Qual o estilo da sua decoração? O abajur deve complementar a sua decoração. Lembre-se que ele será um dos elementos mais percebidos no quarto e por isso merece atenção.

Também é importante lembrar que o abajur deve proporcionar uma iluminação que não cause desconforto visualA cor da lâmpada (sua temperatura de cor) também é importante: lâmpadas muito amarelas não são indicadas para leitura, mas sim para criar ambientes acolhedores e de descanso.

Seja como uma fonte de luz extra ou uma peça para ser vista usar um abajur na decoração é ter um item tradicional e multifacetado, que garante elegância e conforto para os ambientes. Para completar o charme e o refinamento do seu décor!

 

 

Abajur Metálico- Inatec

Abajur Cupula de Tecido e Base em Vidro Transparente- Inatec

                             

 

 

 

TAGS: iluminacao; abajur; luminarias; inatec; iluminacaocomabajur;

Facebook Facebook Facebook
Las

Meu bar em casa!

30/03/2017

Os amigos íntimos se reúnem para um bate-papo, as visitas ficam à vontade e, mesmo quando se está só, o drinque preferido fica mais saboroso. Para montar o seu bar, não existe apenas a opção clássica com bancada e banquetas, colocada num espaço reservado só para ele.

Móveis como armários, mesas, aparadores, bancos e até mesmo uma parte da sua velha estante podem ser adaptados e utilizados para organizar copos, bebidas e todos os outros acessórios com charme, ganhando inclusive, uma nova decoração para a casa. 

 

-Bar com porta basculante

Para quem quer um bar na sala, mas não quer ter as bebidas expostas ou guardá-las dentro de um armário, uma boa opção é um estante multiuso. O bar pode ser camuflado por portas de vidro e os outros nichos podem expor objetos decorativos, livros e o que mais combinar. Outra opção é um armário com porta basculante. As bebidas e acessórios ficam escondidos, e quando a porta se abre serve de apoio para a preparação dos drinques.

 

-Bar com aparadores

Se expor as bebidas não for um problema há várias localizações possíveis para seu bar dentro de casa. Os aparadores, que antes só existiam na sala se jantar, hoje podem ser encontrados em vários outros cômodos. Para transformá-lo num bar, coloque de um lado a bandeja com o balde de gelo e os copos, e do outro lado arrume as garrafas. Lembre-se de colocar os volumes maiores atrás dos menores.

 

-Bar de prateleiras de vidro

O bar na entrada pode ter prateleiras de vidros para expor as bebidas e espaço para guardar copos, coqueteleiras, e outros utensílios. Desta forma, os convidados podem acompanhar o preparo dos drinques sentados na sala de estar.

-Bar atrás do sofá

Se quiser que o seu bar fique ainda mais convidativo, você pode levá-lo para o centro da sala, instalando-o atrás do sofá, em um aparador ou mesinha.

-Bar entre móveis

Se você tem um espaço vazio entre seus móveis, esse pode ser o cantinho do seu bar. Instale prateleiras e uma caixa com puxadores para guardar os copos mais delicados. As garrafas podem se alojadas em um mini-adega com rodízios na base.

 

-Que tal ter um mini bar cheio de estilo!

Pensando em auxiliar as pessoas que desejam criar um mini bar para compor a decoração da sua sala ou varanda gourmet, resolvi reunir 3 dicas importantes com os itens indispensáveis para você ter um móvel desses em casa.

-Onde criar o meu mini bar?

O mini bar fica lindo em carrinhos de dois andares (existem vários modelos, inclusive alguns desenvolvidos exclusivamente para uso de mini bar). Mas, se você não encontrar o carrinho, procure um móvel fixo que tenha dois andares.

Esse tipo de móvel vai ajudar a acomodar melhor todos os itens do seu bar, balde de gelo, taças, garrafas, bandejas...

-Quantos tipos de bebidas devo dispor?

 O ideal é criarmos um bar diversificado e recheado de opções para servir aos convidados. Eu sugiro pelo menos uns 6 tipos de  bebidas em garrafas. Que podem ser opções alcoólicas: Whisky, vodka, Espumante, licor, conhaque e vinhos, e também opções não alcoólicas como água e  refrigerante.

 

-Além de bebidas, o que devo usar? 

Taças, balde de gelo, jarra de água, licoreiras, coqueteleiras, decanter de vinhos, cesto com frutas, entre outros. Agora, se você quiser incrementar com outros itens de decoração, recorra aos livros, revistas, flores artificiais e adornos.

Para finalizar, separamos algumas imagens para inspirar vocês!

 

TAGS: baremcasa; decordebar; dcercaodeinteriores; suacasacomasuacara;

Facebook Facebook Facebook
Las

Tendência em luminárias para 2017

07/03/2017

A iluminação em um ambiente pode transformá-lo completamente, seja em ambiente residencial, comercial e até mesmo corporativo. Diferente do que muitos imaginam o tipo de iluminação escolhida para um ambiente influencia na percepção do espaço e consegue valorizá-lo ainda mais

Materiais Nobres

Acompanhando a tendência no mobiliário e na decoração, o vidro, a madeira e a pedra são materiais que também apareceram como forte aposta para a iluminação. Dizem que o motivo para a escolha desses materiais nobres está no fato de serem materiais naturais, muitas vezes irregulares e imperfeitos e por isso, autênticos.

Luminárias Retrô- Industrial 

As luminárias estilo retrô já estão em alta e a tendência é continuarem pois as diferentes opções no mercado só aumentam. Na verdade, o charme dessa luminária está na própria lâmpada,. À principio, eram utilizadas lâmpadas feitas com filamento de carbono, mas atualmente encontra-se dela na versão em LED, opção mais econômica a longo prazo. Os modelos possíveis são muitos, mas o resultado costuma ser de apelo mais decorativo do que de eficiência luminosa. Para esse ano, essa tendência se manterá quando a ideia for um ar mais industrial. 

Volumes

Principalmente quando falamos em pendentes, as luminárias parecem que só aumentam com o passar do tempo. Cada vez mais, essas peças são maiores, mas também mais simples nos materiais. As lâmpadas desses pendentes costumam ser maiores e eficientes, mas que tornam-se pequenas diante do volume da peça. Muitas vezes, essa pode ser uma opção para quem quer economizar e mudar a cara de um ambiente. É possível ter um ambiente neutro e ousar na cor e no tamanho da luminária, sendo ela o elemento principal da decoração. 

Cerâmica uma nova opção

A cerâmica é um material que está tomando força na iluminação. O material é uma opção inovadora na área e oferece muitas oportunidades aos fabricantes. Apesar da cerâmica ter um ar mais rústico, ela vem sendo desenvolvida para transmitir qualidade e confiança. Ela pode ser feita em diferentes formatos, sendo que as cores costumam girar mais em torno do branco, tons de creme, cinza e terrosos. 

A seguir, uma seleção de luminárias da INATEC, que vão ser tendência nesse ano! Da uma olhadinha e escolhe a tua!!!

Pendentes com lâmpadas de filamento Retrô- INATEC

Pendente estilo industrial- INATEC

 

Pendente de Concreto INATEC

TAGS: iluminacao; tendencias; decoracao; pendentes; lustres; luminarias; inatec;

Facebook Facebook Facebook
Las

Portões

01/03/2017

Quem mora em casas sabe que o portão escolhido para o imóvel é determinante para a privacidade e segurança da família.

Na hora de fazer a escolha, no entanto, existe uma lista de fatores que precisam ser considerados e mesmo as soluções que parecem mais óbvias, como a opção por portões fechados por causa da segurança, merecem um olhar atento.

A segurança depende de vários fatores, não só dos portões. Se, por um ponto de vista, os portões vazados podem permitir que pessoas mal-intencionadas vejam o que acontece dentro da residência, por outro lado permitem que quem está do lado de fora perceba que está ocorrendo uma invasão.

Escolher o material do portão pelo custo de compra e deixar de pensar na manutenção que ele demanda também pode ser arriscado,  portões de ferro por serem mais baratos, mas não levam em consideração que este tipo de estrutura precisa receber manutenções semestrais para evitar a ferrugem e renovar a pintura.

A mesma constatação vale para os portões de madeira, que devem ser lixados e envernizados a casa seis meses, no mínimo.

 

Portões de alumínio.

 

Atualmente é possível encontrar no mercado portões de alumínio que saem de fábrica com acabamentos que imitam madeira ou outros materiais, o que diversifica as possibilidades estéticas do produto. Por outro lado, os portões desse material sempre terão perfis quadrados ou retangulares, determinados pelo modo de fabricação das chapas de alumínio.

 

Por isso, se a ideia é ter um portão com estilo neoclássico, com curvas e perfis arredondados, o ideal é usar o ferro, que pode ser moldado. Você também pode escolher um portão que seja uma composição de mais de um material, como um modelo com estrutura em alumínio e fechamento em vidro, solução geralmente usada em edifícios comerciais, residências e casas situadas em condomínios fechados. 

TAGS: portoes; aluminio; ferro; fachada; decoracao; serralheriaagnes;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como decorar um banheiro gastando pouco: Dicas incríveis!

07/02/2017

 

Talvez um dos maiores desafios na decoração da casa seja decorar um banheiro gastando pouco! É difícil pensar como podemos mudar a cara desse ambiente sem ter de fazer uma reforma, não é mesmo? Mas vamos mostrar a você como decorar um banheiro gastando pouco com bastante criatividade!

 

Acessórios mudam tudo

Uma saboneteira colorida, escolha das toalhas ou o tipo de ganchos já muda o visual do seu banheiro! Lembre-se, menos é mais!

Troque os frascos dos cosméticos

Sejamos realistas: Se você não tem um lavabo especialmente pra visitas, seus cosméticos como shampoo, condicionador, enxaguante bucal, cremes e etc. ficam expostos para os curiosos, não é mesmo? Sem falar na embalagem que nem sempre é muito bonita ou combina.
Uma solução é você trocar os vidros e potes por outros neutros sem referência a marcas. Você pode escolher na cor e modelo que preferir e encontra em lojas de decoração, lojas de embalagens ou de essências.

 

Uma bancada diferente

Sair do branco e escolher uma bancada diferente é uma solução na hora de mudar. Muda completamente o visual! Outra ideia é um revestimento diferenciado como madeira de demolição.

Ou use um móvel antigo

Que tal usar aquele móvel de família ou adaptar? O efeito é elegante e inusitado e ainda fica num estilo vintage.

Considere uma cuba de apoio!

Além de moderno, a cuba de apoio ocupa menos espaço e deixa o ambiente mais charmoso.

Plantas

Vasos de plantas mudam a cara e energia de qualquer ambiente! Escolha plantas que preferem locais úmidos como a aspidistra, asplênio, bálsamo ou chamaedorea. Se você prefere algo mais básico, pode pensar em uma violeta, espada de são jorge, entre outras…

 

Faça um detalhe de revestimentos, pastilhas ou azulejos.

Se você está com um orçamento um pouquinho maior, pode pensar na aplicação de um detalhe com pastilhas nas paredes do banheiro. Pode ser sobre a pia, próximo ao sanitário, no box… Você escolhe!

 

Aposte nas cores

Branco, branco, branco? Aposte nas cores na hora de decorar seu banheiro! Seja na hora de escolher azulejos, pastilhas, simplesmente nos acessórios, cor é essencial para inovar.

Inove no espelho

Espelhos ampliam o ambiente e podem ser o diferencial na decoração. A escolha de um outro formato ou moldura dá uma cara nova ao ambiente.

Crie novas funções

Escadas para fazer prateleiras ou pendurar toalhas … Enfim!  Seja criativo.

Misturador da linha Dot Red Gold, da DECA, puro luxo! Da Sulpiso

Torneira DECA, design inovador, com um ótimo preço! Da Sulpiso

TAGS: banheiro; tendencia; decoracaodebanheiro; cubas; metais; deca; sulpiso;

Facebook Facebook Facebook
Las

Bancada Branca: Qual usar?

02/02/2017

Reformando seu banheiro? A dúvida mais comum que escutamos: “Queremos bancada branca mas qual usar ?”

É complicado mesmo escolher a bancada branca afinal preço, durabilidade, beleza entre outras características influenciam sua decisão. Vamos tentar te ajudar explicando as diferenças entre as bancadas brancas que mais usamos em banheiros.

MARMOGLASS:

O marmoglass é composto de pó de mármore e vidro. Bem branquinho, brilhante, não é poroso, não risca e não absorve líquidos e é bastante resistente mas cuidado pois ele tem pequenas bolhinhas de ar que se formam na hora da fabricação que dificultam o acabamento e diminuem a resistência do material. O colocador tem que ser muito bom.

NANOGLASS:

É bem branco e muito parecido com o marmoglass, porém uma versão melhorada, pois a tecnologia da fabricação elimina as bolinhas de ar que atrapalhavam a colocação e o acabamento do marmoglass.  Ele fica bem acabado, brilhante, resistente e de fácil manutenção. Gostamos muito de trabalhar com ele.

SILESTONE:

É industrializado, não é uma pedra natural, composto por um aglomerado de quartzo e cristais, tem grande resistência e durabilidade. O silestone pode vir em várias cores. 

MÁRMORE BRANCO:

O mármore e o granito eram as únicas opções para bancadas de banheiros até pouco tempo atrás! Hoje, mesmo com vários materiais revolucionários, o mármore ainda tem muitos adeptos para bancadas de banheiros. A maioria das marmorarias tem 2 tipos de mármores bem brancos, um é mais barato chamado branco comum ou branco clássico e o outro mais caro tem menos manchas e se chama branco especial ou extra. Atenção: O mármore branco absorve líquidos e mancha com facilidade, limpeza somente com pano úmido e detergente neutro, nada de água sanitária ou qualquer material de limpeza abrasivo. Outro cuidado que se deve ter com bancadas de mármore é o óleo ou coisas gordurosas, atenção com remédios das crianças ou maquiagem das adolescentes, mancha MESMO.

CORIAN:

Material sólido composto de 1/3 de resina acrílica e 2/3 e minerais naturais. O grande diferencial do Corian é o fato de não ter emendas. Como ele é moldado com o calor, assume formas inusitadas e tem um acabamento perfeito. Nada poroso, higiênico, não descasca e é resistente. Em caso de dano, como uma queimadura, pode ser recuperado com um polimento no local. Outra vantagem do Corian é ter a cuba moldada na bancada fica bem limpo e bonito. Mas cuidado, todas essas vantagens tem um custo, e bem alto!

Pegue amostras, orçamentos e principalmente uma ótima mão de obra, não adianta o material ser lindo se a mão de obra não ajudar !

 

 

 

TAGS: marmoglass; nanoglass; silestone; marmore; corian; bancadas; bellapietra;

Facebook Facebook Facebook
Las

Gesso para sofisticar o ambiente

06/12/2016

O gesso é um material muito versátil e ótimo para inovar na decoração da casa. Pode ser usado para fazer desde pequenos detalhes até divisórias inteiras de ambientes e móveis. Veja algumas ideias para você usar gesso na decoração:

Com função estética e técnica, o forro de gesso, por exemplo, permite embutir tubulações, fiações, e criar sistemas luminotécnicos, neste caso, o gesseiro deve estar cientes de todos os posicionamentos das luminárias, para que as barras de sustentação do gesso possam ser posicionadas de modo que não atrapalhe os embutidos.

Falando em iluminação, o gesso é ótimo para quem quer fazer um projeto de iluminação diferenciado para a casa. É possível criar caminhos de luz, direcionar o foco da luz para objetos de decoração, deixar um ambiente com uma iluminação mais suave ou mais forte do que outro tudo isso, apenas embutindo as luzes no forro de gesso.

Outro coringa da decoração com gesso é embutir os varões das cortinas por traz do forro de gesso. Essa solução esconde toda a engrenagem da cortina ou persiana e deixa o ambiente mais charmoso.

Também é possível criar móveis com o gesso acartonado, nichos, estantes. São mais baratos do que os móveis de madeira e você pode criar a forma que quiser e ainda embutir uma iluminação para destacar a decoração por dentro do móvel.

Os nichos de gesso têm uma função diferente em cada cômodo. No banheiro, por exemplo, podem armanezar toalhas, vidros de perfumes e até vasos. Já nos quartos infantis, além de bichinhos de pelúcia e livros, o nicho pode ser usado como uma luz de emergência. Como algumas crianças não gostam de dormir em um quarto completamente escuro, também é possível embutir uma luz indireta no nicho e deixá-la acesa durante a noite.

O gesso pode ser utilizado de mil e uma formas, basta ter criatividade e o auxílio de um profissional experiente para um trabalho de qualidade. 

Dicas da Gabriel Construções.

TAGS: gesso; decorcomgesso; sancas; rebaixo; gabrielconstrucoes;

Facebook Facebook Facebook
Las

Fitas de LED iluminam, ambientam e realçam ambientes

05/12/2016

O LED é um item muito versátil e econômico que agrega beleza à decoração de diferentes ambientes. Você pode instalar fita de LED em armários, mini bar, prateleiras, paredes, sancas abertas e invertidas, em espelhos e demais locais que sua criatividade desejar.

Instalação de fitas de LED

Você pode optar por comprar fitas de LED e fazer a montagem, uma medida econômica, porém trabalhosa. Pois exige cortes na fita, soldas, cálculo de voltagem das lâmpadas e escolha correta do alimentador de energia. As fitas de LED possuem dupla face, de modo que fica mais fácil fixá-las, mas para dar o efeito em estantes e prateleiras de vidro é preciso utilizar cola multiuso incolor.

A instalação de fita de LED acompanhada de kit é mais segura e prática, pois será necessário apenas fixar a fita no local escolhido e ligar a fonte de alimentação. A única desvantagem do kit em relação à fita é o preço que mais alto.

TAGS: led; iluminacaodeled; lednadecoracao;

Facebook Facebook Facebook
Las

Para usar!

29/10/2016

Uma super tendência que vem encantando os amantes de decoração é o uso de charmosas redomas de vidro para deixar a casa ainda mais bonita, dando um toque de delicadeza pra lá de especial.

Quer saber como usar? Ai vão algumas dicas super interessantes!

Para colocar doces

Um clássico da utilização de redomas na decoração residencial é usá-las para colocar doces. Diretamente das confeitarias parisienses para os lares brasileiros, a ideia é super delicada.

Para decorar eventos

Vai receber os amigos e familiares em casa para o aniversário do filhote, para um almoço de domingo ou um jantar comemorativo? As redomas também podem agregar um charme a mais na decoração! Para tanto, use redomas maiores para colocar no centro da mesa e redomas menores se for o caso de o evento ter mesas individuais para os convidados.

Para destacar coleções

Se você coleciona miniaturas, carrinhos, souvenirs ou bibelôs, dentre outros, uma forma de destacar sua coleção e deixar os itens realmente em evidência na decoração é colocar alguns desses objetos dentro das redomas.

 

TAGS: redomasdevidro,; cupulasdevidro,; decor; redomas,; kasar;

Facebook Facebook Facebook
Las

Terrários de suculentas, como fazer?!

26/10/2016

Terrários são jardins plantados em vasos. Estes vasos podem ser de vidro ou cerâmica e conter, pedras, carvão, terra, plantas, etc. É um lugar onde se pode acompanhar o desenvolvimento e comportamento vegetal, com pouca manutenção, água e cuidados para as plantas. Estes vasos podem ser colocados em qualquer lugar e irão adornar mesas e outros locais onde o espaço for limitado. Um terrário irá adicionar um pouco de beleza natural e paz a qualquer espaço.

 

-Materiais necessários

-Vaso de cerâmica ou vidro (aquário, garrafa, copo, etc.;

-Drenagem: seixos, brita, cacos de telha;

-Carvão vegetal;

-Areia grossa;

-Substrato de crescimento de suculentas;

-Mudas de cactos e/ou suculentas;

-Decoração: seixos, perlita, biobric, esfagno, musgos, etc.;

-Pazinha, colher ou pinça para manusear as plantas.

Substrato de crescimento de Suculentas

As suculentas são plantas que não toleram o excesso de umidade nas suas folhas e raízes. Há um risco muito grande da planta melar caso isso ocorra. É imprescindível que o substrato seja poroso na sua composição. Para isso, é importante que ele seja formulado com areia de construção. A areia não permitirá que haja acúmulo de água no substrato e a sua porosidade permitirá um melhor desenvolvimento do sistema radicular das mudas. A areia a ser utilizada deve ser 10% do total da Formulação a ser preparada.

Formulação do Substrato para 5 Kg: 4 Kg de Condicionador de Solo "Classe A" + 500 gramas de Areia + 500 gramas de Nutrientes (Casca de ovo seca e moída no liquidificador + Cinzas de churrasqueira peneirada).

Preparação do Terrário:

Passo 01 - Escolha do vaso

Para a escolha dos vasos não há um criterio específico. Fica de acordo com o gosto de cada um e o local que o terrário deverá ficar. Geralmente, vasos furados (cimento, cerâmica ou plástico) ficam em locais externos, enquanto que, aquários de vidros, em locais internos.

Passo 02 - Montagem do vaso

A montagem do vaso de cerâmica, plástico ou cimento, deve ser a mesma que o plantio de vaso comum. Deve-se ter uma drenagem, o substrato de crescimento, mudas de cactos e suculentas variadas e a decoração.

 

A montagem do vaso de vidro é mais criteriosa pois este vaso não possui saída de água. O excesso de umidade pode melar as raízes e caules das plantas. O primeiro passo é fazer a drenagem com argila expandida ou brita. Em seguida, deve-se colocar uma camada de carvão vegetal para absorção do excesso de umidade. Acima do carvão pode-se colocar a areia grossa. Somente após estes itens é que deve completar com o substrato de crescimento das suculentas. Em seguida, faz o plantio das mudas e, posteriormente, completa-se com a decoração (seixos, biobric, esfagno, musgo, etc.).

 

Passo 03 - Plantio das mudas

Para fazer o plantio das mudas, deve-se umedecer o substrato de crescimento para que a terra não escorra na hora de fazer os buracos. Faz-se os buracos, coloca as raízes nos buracos, pode usar uma colher para que as raízes fiquem direcionadas para baixo. Deve-se ater apenas para que não fique nenhuma raiz exposta, pois elas não irão vingar. Após o plantio, deve-se apertar ao redor das mudas para que elas fiquem firmes.

Passo 04 - Cuidados especiais

O terrario de suculentas pode ser colocado dentro de casa se o mesmo tiver sido montado em aquários de vidro. Para esse tipo de terrário a umidade é um fator determinante. Suculentas não gostam do excesso de água pois melam. Então, deve-se molhar o vaso apenas quando o substrato estiver seco ou molhar as folhas com um pulverizador.

Terrários de suculentas plantados em vasos de cerâmica, plástico ou cimento devem ficar em locais que recebam sol direto. Algumas suculentas possuem a tendência de mudarem a coloração das suas folhas de forma natural quando expostas ao sol. Locais de sombra são prejudiciais para as suculentas, elas crescem estioladas e feias. Caso ocorra alguma praga, como pulgões e cochonilhas, o combate pode ser feito com inseticidas orgânicos. Se a praga for as lesmas e caracóis, pode-se usar um lesmicida orgânico. Caso o problema seja uma doença, o ideal é substituir a planta doente por uma saudável. Se escolher o tratamento foliar, deve-se diluir 1 colher de chá do fertilizante Sulfato de Cobre em 1 Litro de água e pulverizar nas folhas das plantas 1 vez a cada 20 dias até o controle definitivo da doença.

TAGS: suculentas,; plantasemcasa,; jardimdesuculentas,; paisagismo,; floriculturaflores;

Facebook Facebook Facebook
Las

Escolhendo portas e janelas para sua casa! Dicas Gabriel Construções

17/10/2016

Escolher portas e janelas é sempre motivo de dúvida na hora de construir ou reformar a casa. Além de decorativos, as portas e janelas têm que se adequar com o projeto arquitetônico e serem práticas e funcionais. O primeiro passo é conhecer as características e o espaço do imóvel. Assim, será possível prever as necessidades do isolamento acústico, térmico e proteções contra ventos e insetos, por exemplo.

 A partir disso, deve-se escolher o material das portas e janelas da casa. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Esquadrias de Alumínio, as portas e janelas de madeira são as preferidas do brasileiro, seguidas de alumínio e PVC.

Depois de escolher as portas de janelas para sua casa, observe o posicionamento das janelas. Veja se elas trazem a claridade suficiente, durante o dia, a ponto de não ser preciso acender uma lâmpada sequer (aliás, elas demandam custos maiores e são mais cansativas que a luz natural). Se estiver construindo, atente-se para esse ponto e veja ainda como é a localização da casa com relação ao trajeto do sol. Que horas os raios entram nos cômodos para aquecê-los? Caso você já more em um lugar escuro, o jeito é buscar na decoração a saída para agregar leveza e claridade.

A porta de entrada da casa, será o cartão de visita da mesma, por isso, deve receber atenção especial. As mais comuns são as de madeira, sem muito adorno e que abrem pra dentro. Na dúvida, opte por modelos mais convencionais com detalhes simples que não perderão o charme com o tempo devido ao estilo causal. Já quem prima pela iluminação natural do ambiente, deve apostar em portas de vidro. 

As janelas normalmente segue o mesmo estilo da porta principal. Porém, caso a porta seja de madeira é possível utilizar outros materiais nas janelas, devido a versatilidade do material. Hoje em dia, é possível comprar modelos prontos de portas e janelas ou encomendá-las sob medida.

Confira os prós e contras de cada tipo de material:

Ferro e aço: são super-resistentes, mas precisam de manutenção constante para evitar ferrugens.

Madeira: ótima para locais que exijam maior isolamento térmico. Deve ter manutenção constante para evitar danos devido à umidade, raios solares e cupins. 

Alumínio: destaca-se pela fácil manutenção e resistência ao mesmo tempo. Não oxida, é mais leve, econômica e fácil de projetar e executar. Porém, não é recomendada para todos os tipos de ambientes.

PVC: é durável, de fácil manutenção e proporciona ótimo isolamento acústico. 

 

TAGS: aberturas,; esquadrias,; madeiras,; ferro,; vidro,; pvc,; janelas,; portas,; gabrielconstrucoes;

Facebook Facebook Facebook
Las

É a vez das panelas de cerâmica!

16/09/2016

Qual a diferença entre panelas de cerâmica e as panelas de barro?

Esses dois tipos de panela são bastante diferentes. As panelas de barro não são resistentes a choques térmicos e por serem queimadas a temperaturas mais baixas são bastante porosas e passíveis de ser foco de contaminação por micro-organismos. Já as de cerâmica além de ser resistente a choques térmicos, é queimada a 1300°C, o que faz com que elas tenham porosidade zero, apresentando uma superfície lisa e livre da proliferação de fungos e bactérias.

Panelas Ceraflame, com tampa em vidro- Ferreira Telhas

 

Panelas de cerâmica são utilizadas em fogão à lenha?

Sim, podem ser utilizada em fogão à lenha.

Pode ser lavada em máquina de lavar louças?

Sim, pode ser lavada em máquina de lavar louças.

Em caso de quebra de alguma peça é possível colar?

Em caso de quebra, a peça não pode ser colada. Ela deve ser inutilizada.

As tampas de vidro da Ceraflame podem ir ao forno convencional e micro-ondas também?

As tampas de vidro não devem ser levadas ao forno convercional e micro-ondas. A panela deve ser levada a esses equipamentos sem tampa.

Para a lavagem da Ceraflame, pode-se utilizar esponjas de aço ou a parte abrasiva das esponjas comuns?

Sim, devido ao fato da Ceraflame ser de um material muito duro e resistente a riscos, pode-se utilizar esponjas de aço ou a parte abrasiva das esponjas comuns para a limpeza do produto. Essa praticidade na lavagem é o motivo da Ceraflame parecer sempre nova, mesmo com muito tempo de uso.

As alças da Ceraflame esquentam durante o preparo dos alimentos?

As alças demoram bastante para esquentar, mas com muito tempo de fogo elas podem aquecer. Desta forma, sugere-se a utilização de proteção nas mãos para a manipulação do produto quando este estiver quente. 

Pode-se armazenar alimentos na geladeira utilizando a Ceraflame sem risco de contaminação por resíduos?

Sim, por se tratar de um material totalmente atóxico, os alimentos podem ser armazenados na geladeira, utilizando a Ceraflame sem risco algum. Isto é uma grande vantagem da Ceraflame, pois além de trazer praticidade devido ao fato de se poder cozinhar, servir e armazenar os alimentos no mesmo produto, traz uma economia de água, de utensílios de uso e na organização de sua cozinha. Além disso, pode-se utilizar o micro-ondas para reaquecer os alimentos.

Conjunto de panelas ceraflame 6 peças turquesa- Ferreira Telhas

 

A Ceraflame pode ser utilizada em forno convencional?

Sim, a Ceraflame pode ser utilizada em forno convencional. Ainda existe a vantagem de que com a Ceraflame não é necessário ter cuidado quando se retira a peça do forno, pois a Ceraflame é resistente a choques térmicos, ou seja, ao retirá-la do forno, pode-se colocar o produto diretamente sobre uma superfície fria ou gelada, como é o caso do mármore ou granito ou ainda colocar diretamente em baixo de água gelada. Essa é uma das inúmeras vantagens da Ceraflame em relação a outros tipos de materiais.

 

A Ceraflame tem revestimento antiaderente?

Como a Ceraflame busca ser um utensílio saudável, não aplicamos nenhum revestimento antiaderente nos produtos, pois estes poderiam ser nocivos à saúde. A Ceraflame é fabricada em pura cerâmica, por isso os produtos não liberam nenhum tipo de toxina ou metais pesados nos alimentos.

 

A Ceraflame funciona em fogões por indução?

Não, para funcionar em fogões deste tipo, a panela precisa conduzir corrente elétrica, e a cerâmica é considerada um isolante elétrico.

 

A Ceraflame funciona em fogões elétricos ou vitrocerâmicos?

Sim, a Ceraflame funciona perfeitamente nesse tipo de fogão. A Ceraflame não tem nenhuma restrição quanto ao uso nesse tipo de equipamento. Mas é necessário verificar se algum fabricante com esta especificidade de fogão tem restrição quanto a utilização de panelas cerâmicas. Para isso, o ideal é entrar em contato com o fabricante antes da utilização.

Conjunto de Assadeiras Ceramica Ceraflame 3-Peças Marrom

 

Quais são as vantagens de se utilizar a Ceraflame?

A utilização da Ceraflame tem várias vantagens com relação a outros materiais. É totalmente atóxica, ou seja, não libera nenhum tipo de toxina ou metais pesados nos alimentos. A Ceraflame não risca. Por isso é possível utilizar qualquer tipo de utensílios na preparação dos alimentos e até o uso da espoja de aço ou a parte abrasiva das esponjas comuns na limpeza da peça. A cerâmica mantém o calor por mais tempo que outros materiais, tendo um melhor aproveitamento deste benefício. A Ceraflame trabalha com design e cores atrativas para que seja possível cozinhar e levar o alimento à mesa no mesmo utensílio. Dessa forma, o alimento ficará quente por muito mais tempo. Além disso, por se tratar de um produto atóxico, não é necessário trocar de utensílio para guardar a comida que sobrou na geladeira, podendo esta ser guardada diretamente na Ceraflame que também é utilizada no micro-ondas para o reaquecimento dos alimentos. Somente a Ceraflame apresenta estas vantagens.

Chaleira Ceraflame vermelha- Ferreira Telhas

TAGS: panelaslindas; panelasnodecor; ceraflame; ; ferreiratelhas;

Facebook Facebook Facebook
Las

Escolhendo a Cadeira Certa Para Sala de Jantar

01/06/2016

   Se você está pensando em mudar a cara da sua sala de jantar, trocar as cadeiras seria a maneira mais radical ! Isso certamente dá um ar novo na casa, mas atenção, cadeiras não são baratas e são múltiplas por isso algumas dicas para você fazer a escolha certa.

   O que você precisa saber antes de comprar cadeiras para a sala de jantar?

   Em primeiro lugar, meça o tamanho da sua mesa de jantar, caso ela tenha quatro pés nos cantos, depois calcule a largura das cadeiras de modo que todas caibam abaixo da mesa confortavelmente. Tente comprar cadeiras que tenham pelo menos 50 cm de largura caso contrário elas não são muito confortáveis.

   Outra coisa para considerar é o formato de sua mesa. Se ela é redonda ou oval, o espaço para cadeiras fica mais limitado, para ter certeza que as cadeiras possam ser empurradas para debaixo do tampo com facilidade, calcule 60 cm do tampo da mesa para cada pessoa em uma mesa retangular ou 75 cm para a mesa redonda.

   Se você já possui uma mesa de jantar tente comprar cadeiras que funcionem bem junto com sua mesa. Melhor não misturar madeiras diferentes nas cadeiras e na mesa ou comprar cadeiras transparentes para uma mesa de vidro. Misturar uma mesa mais rústica com cadeiras modernas fica lindo ou vice-versa.

   Pense no conforto, veja o quanto você usa as cadeiras e quanto tempo passa nelas. Tecido nos assentos ou nas capas pode ser mais confortável e trazer alguma estampa para sua sala de jantar. Couro e camurça sintética são mais resistentes e fáceis de limpar. Se você passa muito tempo em longos almoços ou jantares de família, considere a possibilidade de comprar todas as cadeiras com braço e não apenas as da cabeceira da mesa. Elas são muito confortáveis para quem passa muito tempo à mesa, claro que é preciso ter espaço mas pode ser melhor diminuir o número de cadeiras para ter mais conforto.

   Por último recomendamos sentar nas cadeiras antes de comprar! Ainda é a melhor solução!

TAGS: Cadeiras; SalaDeJantar; Decor; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Ideias para decorar com fotos!

06/04/2016

   Depois que passa o período da construção ou reforma, o legal mesmo é decorar. Trabalhar cada espaço, dando um toque pessoal compensa todo o transtorno de uma reforma. Um bom aliado nestas horas são quadros e objetos de arte. Vale apostar em uma moldura bacana, foto preto e branco, revelar fotos em outros tamanhos e sair do tradicional.

   Optar por algum tom de paleta de cor no paspatour ou nas molduras também  fica muito interessante. Deixa o ambiente mais personalizado.

   Pensar na iluminação é outro fator fundamental, ou seja, dar destaque nas peças e também preservar as obras de arte. Lâmpadas muito quentes, como dicroicas, podem refletir no enquadramento do vidro e também danificar a tela.

TAGS: Fotos; Decor; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Meu bar em casa!

14/03/2016

  Os amigos íntimos se reúnem para um bate-papo, as visitas ficam à vontade e, mesmo quando se está só, o drinque preferido fica mais saboroso. Para montar o seu bar, não existe apenas a opção clássica com bancada e banquetas, colocada num espaço reservado só para ele.

  Móveis como armários, mesas, aparadores, bancos e até mesmo uma parte da sua velha estante podem ser adaptados e utilizados para organizar copos, bebidas e todos os outros acessórios com charme, ganhando inclusive, uma nova decoração para a casa. 

  • Bar com porta basculante

  Para quem quer um bar na sala, mas não quer ter as bebidas expostas ou guardá-las dentro de um armário, uma boa opção é um estante multiuso. O bar pode ser camuflado por portas de vidro e os outros nichos podem expor objetos decorativos, livros e o que mais combinar. Outra opção é um armário com porta basculante. As bebidas e acessórios ficam escondidos, e quando a porta se abre serve de apoio para a preparação dos drinques.

  • Bar com aparadores

  Se expor as bebidas não for um problema há várias localizações possíveis para seu bar dentro de casa. Os aparadores, que antes só existiam na sala se jantar, hoje podem ser encontrados em vários outros cômodos. Para transformá-lo num bar, coloque de um lado a bandeja com o balde de gelo e os copos, e do outro lado arrume as garrafas. Lembre-se de colocar os volumes maiores atrás dos menores.

  • Bar de prateleiras de vidro

  O bar na entrada pode ter prateleiras de vidros para expor as bebidas e espaço para guardar copos, coqueteleiras, e outros utensílios. Desta forma, os convidados podem acompanhar o preparo dos drinques sentados na sala de estar.

  • Bar atrás do sofá

  Se quiser que o seu bar fique ainda mais convidativo, você pode levá-lo para o centro da sala, instalando-o atrás do sofá, em um aparador ou mesinha.

  • Bar entre móveis

  Se você tem um espaço vazio entre seus móveis, esse pode ser o cantinho do seu bar. Instale prateleiras e uma caixa com puxadores para guardar os copos mais delicados. As garrafas podem se alojadas em um mini-adega com rodízios na base.

  Que tal ter um mini bar cheio de estilo!

  Pensando em auxiliar as pessoas que desejam criar um mini bar para compor a decoração da sua sala ou varanda gourmet, resolvi reunir 3 dicas importantes com os itens indispensáveis para você ter um móvel desses em casa.

  • Onde criar o meu mini bar?

  O mini bar fica lindo em carrinhos de dois andares (existem vários modelos, inclusive alguns desenvolvidos exclusivamente para uso de mini bar). Mas, se você não encontrar o carrinho, procure um móvel fixo que tenha dois andares.

  Esse tipo de móvel vai ajudar a acomodar melhor todos os itens do seu bar, balde de gelo, taças, garrafas, bandejas...

  • Quantos tipos de bebidas devo dispor?

  O ideal é criarmos um bar diversificado e recheado de opções para servir aos convidados. Eu sugiro pelo menos uns 6 tipos de  bebidas em garrafas. Que podem ser opções alcoólicas: Whisky, vodka, Espumante, licor, conhaque e vinhos, e também opções não alcoólicas como água e  refrigerante.

  • Além de bebidas, o que devo usar? 

  Taças, balde de gelo, jarra de água, licoreiras, coqueteleiras, decanter de vinhos, cesto com frutas, entre outros. Agora, se você quiser incrementar com outros itens de decoração, recorra aos livros, revistas, flores artificiais e adornos.

  Para finalizar, separamos algumas imagens para inspirar vocês!

Mini Bar2

 

TAGS: Decor; MiniBar; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Bandejas são fundamentais para qualquer decoração!

02/03/2016

  Foi se o tempo em que as bandejas eram usadas apenas para servir, elas ajudam a organizar e agrupar livros, revistas, adornos, e acessórios. Pode ser colocada em uma mesa de centro, em um aparador ou sobre um pufe. Aliás, neste último além de decorar, tem a função de dar firmeza para poder colocar um copo e comidinhas sobre o pufe. Às vezes usamos duas bandejas iguais para dar simetria.

  Para montar um bar a bandeja é fundamental. Pode-se usar uma grande bandeja onde garrafas, bebidas e copos ficam juntos ou podemos dividir em duas também.

  As bandejas podem ser coloridas, de vime, prata, vidro, madeira... O importante é decorá-las com acessórios bonitos que valorizem seu ambiente!

  Algumas inspirações...

Bandeja em prata- Loja Kasar

Bandeja de Couro- Loja Kasar

Bandejas em madeira- Kasar

 

TAGS: decor; bandejas; amodecor; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Acende e adorna

26/01/2016

  Saber como escolher o pendente ideal pode fazer uma grande diferença no ambiente. Apesar de ser um artifício basicamente decorativo, deixando o cômodo ainda mais bonito, não esqueça de que sua função é iluminar. Conforme o modelo poderá emitir luz difusa, radiante ou focada para cima ou para baixo, cada projeto irá demandar a necessidade e a intenção de uma iluminação específica.

  Mas onde instalar?

  Embora muito aconselhado e usado sobre a mesa central ou lateral de salas de jantar, o pendente ou o conjunto deles pode ser instalado em qualquer ambiente: salas de estar, quartos, lavabos, varandas, escritórios e halls.

  • Antes de eleger o estilo da luminária, defina qual a necessidade de iluminação no ambiente onde a peça será colocada. Pense no efeito geral que se quer criar com a luz emitida
  • Preste atenção na proporção e interferência do elemento em relação aos móveis e objetos do ambiente. Sempre o instale a uma altura que não obstrua o campo de visão das pessoas.
  • Saiba que o material de que a cúpula é feita (tecido, metal, fibra natural, por exemplo) também influencia na luminosidade do local, por isso, seja cuidadoso ao optar por determinado modelo.
  •  A instalação deste tipo de luminária de modo geral é simples. Basta prender a base para afixação da luminária no ponto elétrico central, fazer a conexão dos fios e regular o cabo que suspende a peça. Entretanto, use sempre equipamentos de segurança, não faça substituições e siga as instruções do fabricante para a montagem e aplicação da peça. Não se esqueça de levar em consideração a especificação das lâmpadas, em especial o limite de potência a ser obedecido.
  •  Quando o pendente for colocado sobre uma mesa com tampo de vidro, cuide para que o modelo de luminária tenha difusor para evitar o reflexo direto e intenso.
  •  Mais alternativas de uso: como substituto de um abajur, use um pendente sobre a mesa de canto em uma altura mais baixa, bem próxima ao móvel. A luminária também pode ser aplicada logo acima de bancadas em lavabos, nos cantos de varandas como lanternas ou no centro do ambiente para uma iluminação geral.
  •  E no quarto, cabe este tipo de peça? Uma ótima indicação é usar nas laterais da cama, próxima à cabeceira, proporcionando um foco pontual, ideal para aquela leitura agradável, antes de dormir

 

  Cada estilo, um pendente

  A escolha do modelo de pendente depende diretamente do estilo da decoração. Para aqueles que gostam de uma paginação mais clássica, mas não desejam optar por um lustre, o pendente é boa alternativa. Para ambientes clássicos, a sugestão são os com cúpulas fabricadas em cristal, vidro, cobre ou ainda  tecidos mais nobres como a seda ou o linho.

  Por sua vez, para aqueles perfis contemporâneos, existe uma gama enorme de opções de luminárias nacionais e importadas, feitas de materiais variados como alumínio, aço inoxidável, tecido e acrílico. Arranjo bastante adotado em projetos de decoração, os jogos de pendentes que agrupam luminárias em um mesmo ponto está em alta.

  Tais arranjos podem ser criados com cúpulas diferentes, brincando com a altura e volume ou peças idênticas na forma e na disposição.

  Para ambientes com um ar rústico, há no mercado as luminárias estruturadas em diferentes fibras naturais como a taboa, além de outras em madeira, tecidos com tramas mais abertas e de fios mais grossos, rendas típicas, entre outros materiais. Neste caso, vale dar preferência aos produtos artesanais.

  Para espaços descontraídos, porém, invista em peças de cores marcantes e design inusitado, podendo até dispor a luminária como uma escultura.

 

Pendente Metal com Dourado- Inatec

Pendente metal cromado dourado- Inatec

Pendente em metal cromado e cristal. Inatec

TAGS: Iluminação; Decoração; Pendentes; Lustres; Decor; Inatec; Estilo; Iluminar;

Facebook Facebook Facebook
Las

Mesas de apoio agregam um valor adicional e imprimem conforto a ambientes.

11/01/2016

  As mesas de apoio são necessárias, elas seguem tendências,   podem ser centrais ou laterais. Essas mesas fazem a diferença em qualquer decoração, os profissionais mais criativos, que gostam de usa-las , estão sempre atentos aos novos modelos que chegam no mercado.

 

  São vários desenhos, elas surgem sozinhas, em duplas ou trios, encaixadas, ou lado a lado, e as alturas são diferentes, conforme a proposta de cada modelo.  Convém lembrar que ainda migram pela casa conforme a necessidade. Os materiais são diversos, como a madeira, metais, tramas, têxteis e marchetaria. Veja alguns exemplos:

  Mesa de centro espelhada, um coringa, cai bem em todos ambientes. Da kasar!

  Mesa lateral em madeira com tampo em vidro, clássica!  Da kasar!


  Mesa lateral em laca off White,  super moderninha. Da Kasar!

 

 

TAGS: MesasDeApoio; Decor; Tendências;

Facebook Facebook Facebook
Las

ESCOLHENDO O REVESTIMENTO DA COZINHA

12/11/2015

  A cozinha vem ganhando destaque entre os ambientes, pois é um local para receber familiares e amigos. Sua decoração deve ser funcional, prática e bonita. Para deixar este cantinho com a sua cara e cheia de personalidade, há disponível no mercado os mais variados tipos de revestimentos para cozinha.

 

  Os revestimentos para cozinha são ideais para proteger as áreas molhadas (atrás do fogão e da pia) que estão constantemente expostas à gordura e umidade. Ao escolher um revestimento para sua cozinha, leve em consideração que a área poderá precisar de uma limpeza mais abrasiva e, caso o revestimento escolhido seja inadequado para locais úmidos (que absorvem muita água, por exemplo), poderá manchar ao acumular gordura e umidade.

Coleção Form Glass pastilhas de vidro no formato hexagonal  - Portinari -Tem na SULPISO

 

CERÂMICAS E PORCELANATOS COMO REVESTIMENTOS PARA COZINHA 

 

  Existe uma gama de materiais que podem ser utilizados como revestimentos para cozinha. Os revestimentos clássicos são os cerâmicos, pastilhas de vidro e pedras.

  Um detalhe que deve ser observado é não combinar cores claras com rejunte escuro, pois o resultado fica visualmente destoante.

 

Revestimento kingdon jade - Ceusa - Você encontra na SULPISO

 

REVESTIMENTOS COM PASTILHAS 

  As pastilhas de vidro são muito usadas em cozinhas modernas. São utilizadas em todas as paredes, ou apenas sobre a área molhada. São ideais para decorar com criatividade, sem necessidade de incrementar o ambiente com materiais diferentes. 

  Os tons mais neutros como o preto, branco, bege são o mais utilizados como revestimento de cozinha devido a facilidade de composição com as texturas dos armários. 

Cozinha com revestimento em pastilhas azul! Da SULPISO

 

REVESTINDO A COZINHA COM PORCELANATO IMITANDO MADEIRA

 

  Outra opção é porcelanato imitando madeira que proporciona um efeito sofisticado quando utilizado como revestimento para cozinha. Pode ser utilizado tanto no piso quanto nas paredes. É ideal para quem não quer revestir todas as paredes, usando apenas em algumas.

 

 

Cozinha com revestimento amadeirado - SULPISO

 

 

REVESTINDO A COZINHA PORCELANATOS IMITANDO PEDRA

 

   O revestimento de cozinha em pedra, por sua vez, costuma ser mais caro. Entretanto, há alternativas similares como o porcelanato, que tem um visual muito parecido por um custo mais acessível.

 

 

Revestimento imitando pedra, lindo e sofisticado - SULPISO!!

 

Revestimento imitando pedra - Mont Blanc - Eliane - SULPISO

TAGS: #cozinha; #revestimentos; #decor; #sulpiso; #interior; #detalhes; #loveit;

Facebook Facebook Facebook
Las

Dicas de decoração para espaço gourmet

15/10/2015

   Ter um ambiente em casa decorado especialmente para passar momentos de lazer e descontração com a família e amigos é o sonho de muita gente, principalmente em dias de folga ou férias. O ambiente gourmet é um espaço que pode ser grande ou pequeno e se for decorado da maneira correta poderá ficar muito aconchegante e super agradável.

Cork Color da Ceusa, para ambientes despojados! - Sulpiso Içara

 

   Um espaço gourmet pode estar presente em casas e também apartamentos, sendo que muitas vezes o local escolhido para receber esse ambiente é a varanda, porém qualquer espaço de uma residência pode ser transformado em um belíssimo ambiente gourmet.

Ladrilhinhos fofos da cerâmica Gabriela- Sulpiso Içara

 

   A decoração para espaço gourmet precisa de um pouco de atenção, pois, ela reúne diferentes itens que necessitam ser colocados nos lugares certos.

  -Dê as paredes cores sóbrias que deixam o ambiente mais amplo e iluminado, como: branco, bege e tons pastel de azul, verde e amarelo.

  -Divida a área gastronômica do ambiente gourmet em três partes: Quente (forno, fogão, churrasqueira), Molhada (pias e torneiras) e gelada (geladeira e freezer), sendo que a parte quente e a gelada devem ficar o mais distante possível.

  -Coloque uma bancada para preparo de alimentos perto do forno e da churrasqueira.

  -Ponha uma mesa grande, se o espaço permitir, ou uma mesa menor com cadeiras confortáveis.

Cartaz Mix super divertida! Sulpiso Içara

 

  -O espaço gourmet precisa ser coberto, por que a qualquer hora poderá chover, para isso ponha uma cobertura de vidro ou um toldo, assim poderá        curtir o seu ambiente gourmet sem preocupações.

  -A melhor iluminação para um espaço gourmet é a natural, ou seja a luz solar, porém devem ser adicionadas luminárias no teto, para o uso do espaço a noite.

  -Um armário com gavetas é imprescindível para guardar os utensílios de cozinha e os ingredientes que serão usados na preparação dos alimentos.

Ladrilho composê Brilhante, para dar um toque retrô ao espaço Gourmet- Sulpiso, Içara

 

Portanto se tem um espaço na sua casa ou apartamento que não é usado, transforme-o em um espaço gourmet, assim terá um lugar especial para curtir os dias de folga, finais de semana e férias com a família e amigos.

TAGS: #churrasqueira; #decoração; #loveit; #cooking; ; #gurmet; #kitchen; #project; #revestimentos; #sulpiso; #moderno; #decor; #;

Facebook Facebook Facebook
Las

Elementos Vazados

13/10/2015

   Tudo começou com o cobogó. Ele fez grande sucesso nas décadas de 50 e 60 e, recentemente, tem ganhado destaque na composição de ambientes.

Elementos Vazados em tons escuros, adequado para dividir o ambiente. 

 

   Você já deve ter ouvido falar do cobogó, mas sabe o que é?  Criado em Recife e patenteado em 1929, cobogó tem seu nome composto das iniciais dos sobrenomes dos três engenheiros que o idealizaram (Amadeu Oliveira

   Coimbra, Ernest August Boeckmann e Antônio de Góis). Seus blocos vazados, inicialmente feitos de cimento, são atualmente encontrados em diversos materiais, como vidro, madeira, cerâmica e até porcelana.

Área externa com elementos vazados em madeira. 

 

   Usado para conferir privacidade ainda que garantindo a passagem de luz e permitir a ventilação evitando grandes ventos, os elementos vazados são bastante utilizados para a divisão de ambientes formando um jogo de luz e sombra com efeito muito bonito.

Linda trama de elementos vazados permitindo a passagem da luz. 

 

    Excelente para ampliar os espaços e, simultaneamente, esconder alguns ambientes quando não se quer deixá-los totalmente a mostra, é também uma opção de divisória. Elemento vazado mais famoso, o cobogó, foi bastante presente em obras de Lucio Costa, Niemeyer e outros grandes arquitetos da metade do século passado, está de volta, totalmente repaginado e pode ser encontrado em várias versões.

Elementos Vazados de acrílico, lindo e aconchegante!!

   Coloridos, misturando formas cheias e vazias, os elementos vazados são decorativos e bastantes aconchegantes. Tanto em ambientes residenciais como comerciais, eles dão um charme especial à decoração e sempre são bem vindos!

 

Sala de estar com elementos vasados na composição do ambiente. 

TAGS: #elementovazado; #decoração; #luz; #loveit; #cobogó; ; #project; #organizado; ; #moderno; #decor; #interiores; #detalhes; #a;

Facebook Facebook Facebook
Las

Tem a cozinha do dia a dia - e tem a cozinha gourmet!

10/08/2015

O novo ambiente surgiu há alguns anos e virou sonho de consumo de muita gente. Afinal, é muito gostoso bancar o chef e convidar os amigos para um jantar descontraído em volta do fogão ou churrasqueira. Ali, o céu é o limite: vale investir em equipamentos de última geração, móveis e acessórios de design e revestimentos sofisticados.

Como planejar o meu espaço Gourmet?

Uma churrasqueira, um forno de pizza, uma mesa generosa e com vários assentos são, sem dúvida alguma, pontos que não descartamos quando idealizamos um espaço de lazer e gastronomia dentro de nossos lares.

Vamos para algumas dicas então:

  • Escolha bem os materiais

Materiais fáceis de limpar e que não acumulem muita gordura são as pedidas para estas áreas. Pedras sintéticas são boas alternativas e estão em alta pois resistem a riscos e manchas, além de ter muita opção de cores.

  • Atenção na circulação

  Como é um espaço com maior fluxo de pessoas, fique atento às medidas mínimas confortáveis para a circulação. O ideal são espaços maiores que   80cm.

  • Evite quinas 

 Mesinhas de vidro e outros móveis com quinas podem machucar, principalmente se tiver crianças por perto.  Deixe aquela linda mesa de centro em vidro para a sala de estar.

  • Paisagismo

Uma vegetação sempre agrega beleza aos espaços. Invista em cachepós e plantas suspensas na falta de espaço.

 

Decida o tema

 Por ser uma área informal de lazer, você pode optar pelo rústico, com cadeiras de madeira, tons fortes na parede como terra, coral ou vermelho e churrasqueira de tijolos. Se a área for pequena, privilegie cores claras, que ajudam a ampliar o ambiente e deixar tudo mais clean.

Afaste a geladeira

Um dos erros mais comuns é deixar a geladeira próxima à churrasqueira e isso afeta o desempenho de ambos. De preferência deixe a pia entre a churrasqueira e a geladeira.

 

Seja prático

Neste espaço, que muitas vezes é pequeno, a decoração precisa facilitar. Não há o espaço grande da cozinha, onde todos os utensílios estão guardados, então deixe apenas o que for essencial. Aplique imãs nas paredes para segurar facas, tenha tábuas à mão e não se esqueça de deixar tudo no alto, longe das crianças!

Lembre-se da limpeza

O piso não deve ser escorregadio e precisa ajudar na limpeza. Escolha materiais como azulejos e pastilhas que não acumulam gordura e são fáceis de limpar.

  • Revestimentos

Revestir a churrasqueira com pastilhas, filetes de pedra e outros materiais levando em conta a funcionalidade e durabilidade.

  • Cores

Almofadas, painéis, objetos coloridos, a mistura de cores é bem-vinda neste espaço que remete ao lazer!

  • Iluminação

Abuse de pendentes coloridos, divertidos.

 Os principais erros cometidos em espaços gourmet são:

Colocar a geladeira próxima à churrasqueira/forno a lenha, o que prejudica seu desempenho.

Bancada/balcão longe da pia e churrasqueira/forno, o que dificulta o acesso ao preparo dos alimentos.

Falta de colocação de vidros (no caso de varandas) ou coberturas (quintal), sendo que no caso de uma chuva o espaço se torna inutilizável.

Em espaços pequenos, ao invés de cadeiras, prefira o uso de banquetas pequenas ou até bancos maiores, para acomodar mais amigos.

Quantos mais utensílios melhor, para evitar o entra e sai da casa para o espaço.

 

Algumas ideias para dar uma repaginada no seu espaço gourmet:

  • Revestir a churrasqueira com pastilhas, filetes de pedra e outros materiais levando em conta a funcionalidade e durabilidade;
  • Uso de ladrilhos hidráulicos ou até adesivos que imitam estes na bancada;
  • Trazer o verde ao espaço: plantas e flores são muito bem-vindas, lembrando que não podem estar muito próximas da churrasqueira/forno, uma boa pedida são jardins verticais;
  • Cores: Almofadas, painéis, objetos coloridos, a mistura de cores é bem-vinda neste espaço que remete ao lazer!

 

TAGS: #decor; #decoração; #cozinha; #cozinhagourmet; #amodecor;

Facebook Facebook Facebook
Las

Qual a diferença entre lustre e pendente

28/04/2015

  Entender as diferenças entre os dois tipos de iluminação pode ajudar a determinar o sistema apropriado para a sua decoração. O estilo e o tamanho da sala são fatores a serem considerados na escolha de um sistema de iluminação suspensas.

  Vão ai umas dicas super legais!!!

  Sistemas de suspensão
  Ambos pendentes e lustres usam um sistema de suspensão que cai a luz do teto, mas a luz do pendente trava direto para baixo na sua maioria de uma única saída. O lustre também está pendurado no teto com uma corda ou corrente, mas se ramifica com braços múltiplos. Cada braço em um lustre pode segurar uma luz, enquanto uma luz pendente é tipicamente uma única lâmpada.

  Tamanho
  Ao determinar se a utilização de um pendente de luz ou um lustre em uma sala, o tamanho do espaço é um fator determinante. Em áreas menores ou quartos, o tamanho de um lustre elaborado pode sobrecarregar o espaço. Há variações no tamanho lustre, mas o aparelho de iluminação abrange uma área muito maior do que uma única luz pendente.

  Estilo Decoração
  Lustres trabalham bem com os estilos tradicionais ou formais de decoração, enquanto a luminária pendente é geralmente associada com projetos de interiores contemporâneos ou modernos. Luzes pendentes usam materiais como o aço escovado , níquel e bronze. Algumas luzes pendentes usam máscaras de vidro ou acrílico coloridos também. Lustres usam materiais tradicionais , como o cristal , aço, ferro forjado e bronze. O lustre funciona bem em uma área formal, como uma sala de jantar .

  Camadas de Luz
  Lustres podem fornecer uma maior quantidade de luz em um grande espaço aberto, como um quarto com teto de catedral . Luzes pendentes fornecem uma luz mais focada em uma área menor. Para iluminar uma área maior com pendentes, pode ser necessário o uso de vários equipamentos em diversas alturas. Por exemplo , em uma área de cozinha , pode ser necessário usar várias luminárias pendentes para fornecer iluminação para todas as áreas da sala .

Lustre com fio de seda, clássico, Da Inatec Materiais Eletricos

Lustre preto, com detalhes em cristal, perfeito para uma sala de jantar moderna! Da Inatec Materiais Eletricos

Pendente cromado, ideal para cozinha. Da Inatec Materiais Eletricos

Ambiente  requintado com Lustre.

 

 

TAGS: ; lustreXpendente; Amodecor; Lovedecor;

Facebook Facebook Facebook
Las

Dez dicas para usar espelhos na decoração

16/04/2015

  Para ganhar destaque, o segredo está na moldura e na dimensão. Quanto maior a peça, melhor  especialmente quando a intenção é aumentar o ambiente.

  Veja dicas para usar esse elemento na decoração da sua casa:

  Integre o estilo da moldura ao do cômodo. Espelhos são ótimos artifícios para decorar porque são o tipo de peça que se adapta perfeitamente ao ambiente, independentemente da cor ou do estilo.

  Use para aumentar o espaço. Colocar um espelho que ocupe a parede toda é uma tática eficaz para dar ideia de amplitude.

  Coloque espelhos nas portas dos armários. Ótima solução para quem não tem espaço. O acessório não precisa ficar na porta de dentro, pode ser colocado na porta de fora também. Mas é preciso ter cuidado com a instalação para que a peça não se solte, procure uma boa marcenaria.

  Use em móveis como variação do vidro. Mas cuidado para o visual não ficar exagerado: é só não carregar muito nas cores e texturas do resto da decoração.

  Use vários fragmentos em vez de uma peça única.  O espelho pode ser cortado em diferentes tamanhos, na vertical ou na horizontal. É mais para propósito decorativo, dá uma ideia de movimento.

  Combine peças diferentes. Você pode colocar um painel ocupando uma das paredes e instalar uma peça menor, com uma moldura elaborada.

  Espelho dentro de espelho também vale. Seja em duas peças sobrepostas ou em uma peça trabalhada. Quando não há moldura de madeira, é possível desenhar uma moldura no espelho com recortes e relevos. Não fica pesado.

  Espelhos no hall de entrada. Esse recurso ajuda a dar vida a um canto sem graça como o hall de entrada. Não toma muito espaço e é providencial para um retoque final antes de sair de casa.

  Invista em um espelho no corredor. O acessório substitui um quadro e dá noção de profundidade.

  Dê um up no espelho do banheiro. No banheiro, ele é item básico, mas seu estilo não precisa ser básico. Pode-se caprichar na moldura ou num detalhe bisotê , uma espécie de borda em baixo relevo. E quem não gosta das luzes “de camarim” em volta da peça pode optar por um arranjo mais romântico.

  A Requinte Arte Molduras recebeu essa semana inúmeros espelhos com lindas molduras, vão cair como uma luva no hall, no lavabo, dormitório, sala de estar, em fim onde sua imaginação mandar!

Requinte Arte Molduas Fone:3045-4008

TAGS: Dicas; Espelhos; Decoração;

Facebook Facebook Facebook
Las

Dicas para harmonizar molduras, quadros e paredes em casa

08/12/2014

  Para valorizar ainda mais um ambiente, dar um toque divertido nas fotos da parede, a moldura tem um papel fundamental.

  Seguem algumas dicas para melhor aproveitar este recurso e deixar as paredes da sua casa ou escritório com a sua cara.

-Evite exceder na quantidade e no tamanho dos quadros quando o local tiver dimensões pequenas ou que já conte com muitos móveis.

-Procure adequar o estilo do quadro ao estilo da moldura. E ambos devem não podem conflitar com o clima do cômodo. Uma sala clássica com móveis de mogno fica destoante com um quadro com uma moldura moderna. Ambientes modernos pedem quadros com texturas ou gravuras.

-Vidros para trabalhos em papel podem ser o modelo anti-reflexo.

-As molduras até são dispensáveis em alguns quadros, mas caso a tela seja uma pintura a óleo, o mais indicado é usar sempre a proteção lateral.

-Uma moldura côncava deixa a impressão mais aumentada da obra. Muito útil para quadros pequenos. Já uma pintura sem perspectiva pede uma moldura convexa, dando a impressão de que ela está saindo da parede.

-Se o desenho for mais dramático, mais denso, vale usar molduras de linhas fortes para conter a imagem. Para coisas mais delicadas, a moldura simples e leve não atrapalha.

-Procure usar cores marcantes no passepartout (aquela tela que separa a obra com a moldura). Com isso, a imagem fica mais separada da moldura e cria uma sensação de perspectiva. Tonalidades mais claras como o bege podem ser usados para acentuar as cores mais fortes.

-Pintura com cores mais vibrantes e quentes como o vermelho, o uso de molduras igualmente quentes ajuda na valorização. Já as cores frias como o verde pede cores similares.

TAGS: Molduras; Quadros; Paredes; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

juliane cardoso

Juliane Cardoso - Suelen Serafim

Projetos criativos ambientes planejados para refletir a alma de seus moradores. 

...

SulpisoKasar

Facebook

InatecGabriel Construções
EleganzaVitrolAmbience DecorAmbience DecorAmor e CarinhoPonto das TintasPonto das tintasVidraçaria Decor GlassFibra SulMorro Estevão Plantas OrnamentaisMarquesa HomeQuinto ElementoOrnamento
Juliane Cardoso 2014 © Todos os direitos reservados