Las

Terrários de suculentas, como fazer?!

26/10/2016

Terrários são jardins plantados em vasos. Estes vasos podem ser de vidro ou cerâmica e conter, pedras, carvão, terra, plantas, etc. É um lugar onde se pode acompanhar o desenvolvimento e comportamento vegetal, com pouca manutenção, água e cuidados para as plantas. Estes vasos podem ser colocados em qualquer lugar e irão adornar mesas e outros locais onde o espaço for limitado. Um terrário irá adicionar um pouco de beleza natural e paz a qualquer espaço.

 

-Materiais necessários

-Vaso de cerâmica ou vidro (aquário, garrafa, copo, etc.;

-Drenagem: seixos, brita, cacos de telha;

-Carvão vegetal;

-Areia grossa;

-Substrato de crescimento de suculentas;

-Mudas de cactos e/ou suculentas;

-Decoração: seixos, perlita, biobric, esfagno, musgos, etc.;

-Pazinha, colher ou pinça para manusear as plantas.

Substrato de crescimento de Suculentas

As suculentas são plantas que não toleram o excesso de umidade nas suas folhas e raízes. Há um risco muito grande da planta melar caso isso ocorra. É imprescindível que o substrato seja poroso na sua composição. Para isso, é importante que ele seja formulado com areia de construção. A areia não permitirá que haja acúmulo de água no substrato e a sua porosidade permitirá um melhor desenvolvimento do sistema radicular das mudas. A areia a ser utilizada deve ser 10% do total da Formulação a ser preparada.

Formulação do Substrato para 5 Kg: 4 Kg de Condicionador de Solo "Classe A" + 500 gramas de Areia + 500 gramas de Nutrientes (Casca de ovo seca e moída no liquidificador + Cinzas de churrasqueira peneirada).

Preparação do Terrário:

Passo 01 - Escolha do vaso

Para a escolha dos vasos não há um criterio específico. Fica de acordo com o gosto de cada um e o local que o terrário deverá ficar. Geralmente, vasos furados (cimento, cerâmica ou plástico) ficam em locais externos, enquanto que, aquários de vidros, em locais internos.

Passo 02 - Montagem do vaso

A montagem do vaso de cerâmica, plástico ou cimento, deve ser a mesma que o plantio de vaso comum. Deve-se ter uma drenagem, o substrato de crescimento, mudas de cactos e suculentas variadas e a decoração.

 

A montagem do vaso de vidro é mais criteriosa pois este vaso não possui saída de água. O excesso de umidade pode melar as raízes e caules das plantas. O primeiro passo é fazer a drenagem com argila expandida ou brita. Em seguida, deve-se colocar uma camada de carvão vegetal para absorção do excesso de umidade. Acima do carvão pode-se colocar a areia grossa. Somente após estes itens é que deve completar com o substrato de crescimento das suculentas. Em seguida, faz o plantio das mudas e, posteriormente, completa-se com a decoração (seixos, biobric, esfagno, musgo, etc.).

 

Passo 03 - Plantio das mudas

Para fazer o plantio das mudas, deve-se umedecer o substrato de crescimento para que a terra não escorra na hora de fazer os buracos. Faz-se os buracos, coloca as raízes nos buracos, pode usar uma colher para que as raízes fiquem direcionadas para baixo. Deve-se ater apenas para que não fique nenhuma raiz exposta, pois elas não irão vingar. Após o plantio, deve-se apertar ao redor das mudas para que elas fiquem firmes.

Passo 04 - Cuidados especiais

O terrario de suculentas pode ser colocado dentro de casa se o mesmo tiver sido montado em aquários de vidro. Para esse tipo de terrário a umidade é um fator determinante. Suculentas não gostam do excesso de água pois melam. Então, deve-se molhar o vaso apenas quando o substrato estiver seco ou molhar as folhas com um pulverizador.

Terrários de suculentas plantados em vasos de cerâmica, plástico ou cimento devem ficar em locais que recebam sol direto. Algumas suculentas possuem a tendência de mudarem a coloração das suas folhas de forma natural quando expostas ao sol. Locais de sombra são prejudiciais para as suculentas, elas crescem estioladas e feias. Caso ocorra alguma praga, como pulgões e cochonilhas, o combate pode ser feito com inseticidas orgânicos. Se a praga for as lesmas e caracóis, pode-se usar um lesmicida orgânico. Caso o problema seja uma doença, o ideal é substituir a planta doente por uma saudável. Se escolher o tratamento foliar, deve-se diluir 1 colher de chá do fertilizante Sulfato de Cobre em 1 Litro de água e pulverizar nas folhas das plantas 1 vez a cada 20 dias até o controle definitivo da doença.

TAGS: suculentas,; plantasemcasa,; jardimdesuculentas,; paisagismo,; floriculturaflores;

Facebook Facebook Facebook
Las

juliane cardoso

Juliane Cardoso - Suelen Serafim

Projetos criativos ambientes planejados para refletir a alma de seus moradores. 

...

SulpisoKasar

Facebook

InatecGabriel Construções
EleganzaVitrolAmbience DecorAmbience DecorAmor e CarinhoPonto das TintasPonto das tintasFibra SulMorro Estevão Plantas OrnamentaisMarquesa HomeQuinto ElementoOrnamento
Juliane Cardoso 2014 © Todos os direitos reservados