Las

Veja mesas de jantar modernas que são quase obras de arte

25/11/2019

 

Mesas de jantar podem ser funcionais e tornar as salas de refeições bem mais bonitas e valorizadas

É em torno da mesa de jantar que as famílias se reúnem, junto aos amigos, para fazer uma bela refeição. E é justamente por isso que a sala precisa ser devidamente ambientada.

Cada móvel escolhido para sua decoração deve atender não só ao gosto e às necessidades dos moradores, mas fazer com que todos, inclusive os convidados, se sintam confortáveis e bem acolhidos.

Muito se pode fazer para deixar uma área de jantar mais atual. O principal é apostar em uma mobília moderna, cheia de estilo e personalidade. Certas peças, devido ao seu tamanho ou função, podem ganhar um destaque especial, sendo responsáveis por ditar quase toda a proposta decorativa.

Nesse caso, a mesa é o móvel que adicionará o toque principal de elegância e personalidade ao ambiente.

-Primeiro, não se deve basear qualquer escolha de decoração apenas nas tendências do momento. O mais importante para uma mesa de jantar não é ser bonita, mas, sim, adequada ao espaço disponível e ao seu uso.

-Suas dimensões devem estar de acordo com os parâmetros recomendados e seu estilo deve seguir a proposta de interiores.

Dica: Dizer que um ambiente é moderno não significa que tudo em sua decoração tenha que ser high tech, por exemplo. A mesa de jantar atual pode assumir muitas formas, ser feita de vários materiais e ter cores e texturas diversas.

Mesa de Jantar Brian Bolis Design - Marquesa Home

Mesa de Jantar Fenix, Bolis Design- Marquesa Home

Mesa de Jantar Indus, Bolis Design- Marquesa Home

Mesa de jantar Streat, Bolis Design- Marquesa Home

 

TAGS: decoracao; decor; decoration; saladejantar; mesadejantar; mesas; mesasdecoradas; decordemesas;

Facebook Facebook Facebook
Las

O que são os porcelanatos de grandes formatos?

16/09/2019

Os porcelanatos de grandes formatos são peças com medidas amplas, totalmente capazes de contribuir com a composição estética de um ambiente. As placas desse tipo de porcelanato alcançam tamanhos variados entre 30x180 a 300x100. Essas variantes proporcionam inúmeras possibilidades em aplicações uniformes e elegantes, desde paredes a pisos e bancadas.

Além disso, o aspecto visual proporcionado é totalmente contemporâneo e mostra-se cada vez mais frequente.

Qual a principal diferença para os porcelanatos comuns?

Além de permitir uma visão muito à frente na arquitetura moderna, os porcelanatos de grande formato replicam a beleza das peças de madeira, mármore e pedras, assim como nos modelos tradicionais. No entanto, a principal diferença entre os dois tipos é o aspecto uniforme que os de grande formato apresentam, pois possuem menos junções. Para locais que pedem esse cuidado estético com as emendas, eles são peças ideais.

Onde posso instalar esse tipo de porcelanato?

Os porcelanatos de grandes formatos podem ser instalados em diversos ambientes: salas, terraços, áreas comerciais, dormitórios, etc. No entanto, de acordo com a peça, existem algumas recomendações. Vamos conferir?

  • Porcelanatos polidos: são os porcelanatos de superfície lisa, cuja peça final recebe uma camada de polimento e proteção. Por conta disso, podem ser um pouco escorregadios; logo são indicados para salas, dormitórios, cozinhas, lavabos e áreas secas.
  • Porcelanatos naturais: os porcelanatos naturais são bastante resistentes e pouco escorregadios. Logo, são recomendados para ambientes como banheiros (dentro e fora do box), sacadas, área de serviço e espaços internos ou externos.
  • Porcelanatos externos: são os tipos recomendados especificamente para áreas externas, como o nome sugere. Pátios, decks, garagens, piscinas e demais ambientes que tenham contato constante com a água.

Porceanato Eliane

 

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como combinar piso com revestimento: desvende os segredos para criar ambientes únicos!

30/07/2019

Escolher e combinar piso com revestimentos para a casa é uma tarefa difícil e que gera muitas incertezas.

Hoje, os revestimentos trazem mais sensibilidade, mais cor e história à criação de seus produtos, resultando no encantamento na hora da compra do material, esse fator acaba se tornando um desafio, devido tantas opções de materiais com formatos e texturas diferentes.

Com a gama de produtos diferenciados do mercado e a alta definição dos desenhos, não só os básicos ganham destaque, mas cada vez mais os produtos decorados se encontram presentes na decoração.

Veja mais dicas que podem te ajudar: ideias de revestimentos para deixar o seu projeto moderno e prático.

Do chão à parede: como combinar piso com revestimento.

Combinando as cores

Seguindo padrões tradicionais, pode-se dizer, resumidamente, que as cores quentes remetem ao aconchego e à estabilidade. Já as cores frias, por suas propriedades calmantes, combinam com ambientes de relaxamento.

Revestimentos nos tons de vermelho, laranja, amarelo e marrom, ou seja, cores quentes são ótimas para ambientes com maior circulação de pessoas, como salas, cozinhas e ambientes comerciais.

Já em lugares muito pequeno acaba trazendo sensação de sufocamento quando há muitas pessoas no mesmo espaço.

Revestimentos com cores quentes tanto no chão quanto na parede ficam ótimos contrastando com revestimento claro. Essa combinação traz sensação de amplitude no espaço.

As cores frias, no entanto, servem melhor para ambientes como quartos e banheiros. Essas cores claras amplificam o espaço com a luz natural.

O branco passa a mensagem de higiene e pureza, clareia ambientes reduzidos ou com pouca iluminação. E o preto é mais recomendado para ambientes de grandes dimensões.

Dizer que o melhor seria que revestimentos de pisos e paredes seguissem um mesmo padrão não é o mesmo que dizer que isso seja uma regra. O mercado disponibiliza de muitos materiais diferentes e muitas vezes combinações inesperadas funcionam e deixam seu espaço simplesmente único. 

Além dos contrastes entre chão e parede, é possível combinar cores com acabamentos e texturas diferentes.

Peças lisas e brilhantes facilitam a limpeza e, após molhadas, secam mais rápido. Porém, áreas molhadas, como área externa, borda de piscina, banheiro, cozinha, área de serviço, pode haver risco de escorregamento, sendo os revestimentos rústicos, com granilha ou alto relevo, ideais para esse tipo de espaço.

Os revestimentos amadeirados trazem a sensação de conforto e são perfeitos para essa área da casa. Eles imitam perfeitamente a madeira com seus variados tons e a madeira combina tanto com revestimento ou piso claro quanto escuro.

Os revestimentos marmorizados, tanto acetinados quanto brilhantes são atemporais e combinam em qualquer espaço.

 

 

 

TAGS: decor; decorevestimento; revestimentos; porcelanato; marmorizado; amadeirado; banheiro; lavabo;

Facebook Facebook Facebook
Las

Novidades da Euroluce, feira de Milão

13/06/2019

A Euroluce é a Exposição Internacional de Iluminação, funciona ao mesmo tempo do Salone del Mobile Milano. A feira ocorre na cidade italiana a cada 2 anos. O evento nasceu em 1961 com o fim de promover a exportação italiana de móveis e complementos, compromisso que foi alcançado mediante a divulgação da qualidade dos móveis italianos pelo mundo, e hoje, reúne grandes nomes internacionais do setor e uma enorme variedade de produtos e profissionais do mundo inteiro.

Cerca de 2500 expositores, em uma área de exposição de mais de 270 mil metros quadrados apresentaram suas novidades a mais de 370 mil visitantes de 165 países que estiveram lá em busca das principais tendências.

Confira com a gente um pouco do que rolou para você ficar antenado e conhecer as principais tendências e o que há de mais atual no segmento para você se inspirar e entender os diferentes itens de iluminação e seus desempenhos, além de te ajudar a descobrir o seu estilo para você arrasar na decoração! Assim como nós, você vai se apaixonar!

Novidades

Lustres: clássicos ou contemporâneos, os lustres são peças que valorizam o ambiente. Apesar de iluminar, sua função fundamental é decorar, devido ao efeito visual de sofisticação que ele proporciona.

Contando um pouquinho de sua história, os lustres surgiram no final do século XVII, um item majestoso e símbolo de luxo e riqueza, onde só os reis e nobres os possuíam. Fabricados artesanalmente a pedidos especiais, os objetos tinham a função de iluminar as enormes mesas de refeições e jantares dados pelos mais afortunados e sua iluminação era composta por diversas velas. Ainda hoje continua sendo um símbolo de status e bom gosto. São indicados para salas de jantar e estar, locais com pé direito duplo, além de quartos, hall, etc.

Considerados um dos elementos de iluminação mais impactantes, a feira apresentou uma mistura de conceitos contemporâneo, onde a tendência é certamente a ousadia e leveza do aço. Compondo diferentes formas, orgânicas e curvilíneas, os aços dourados e acobreados predominaram, além de muitos cristais e pontos de luz.

Pendentes

As luminárias pendentes também são decorativas, mas, diferentes dos lustres, são peças sem ramificações (braços), descem do teto por fios elétricos e, em certos casos, através de cabos de aço pendurados no teto, o que torna a iluminação mais funcional e focada, sendo ideais para iluminação de bancadas, mesas de refeições e de trabalho, mezaninos e pé-direito-duplo, laterais de cama, podendo inclusive substituir os lustres, criando um conceito mais jovial e contemporâneo. Elas também podem ser bem impactantes e protagonistas do ambiente. Esses modelos foram alvo de muitas fotos e contemplações devido a sua criatividade poética e originalidade na composição dos materiais e em suas formas orgânicas, criando movimento e leveza.

Divertidas

 Além de charmosas, esses modelos apresentam um estilo minimalista e descontraído. Por serem compostas de vidro e cabos de aço, o resultado é leve e criativo, além de ter com um valor mais acessível. Como já dizia o arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe: “Menos é mais”.

Arandelas

 Luminárias do tipo arandela são aquelas fixadas à parede, além de muito funcionais do ponto de vista luminotécnico, também podem ser peças decorativas e que oferecem uma luz difusa, sem agredir os olhos. São indicadas em locais onde a luz não é a protagonista, portanto, funcionam em ambientes que precisam ser iluminados de forma leve e despretensiosa, como fachadas, corredores, banheiros, varandas e dormitórios. Para a maioria dos casos, a altura ideal de uma arandela é entre 2,00 e 2,20 m para casas com pé-direito normal (entre 2,50 e 2,70 m). Essa regra também vale para banheiros e lavabos, onde existem espelhos. Já em dormitórios, arandelas são usadas como luz de cabeceira e devem ser fixadas a 1,00 ou 1,10 m de altura, sobre criados-mudos. Lembrando que cada caso exige um projeto diferente, variando de acordo com a altura dos moradores e seus objetos. Existem diferentes formas para você se divertir e ousar, apresentando modelos retráteis, onde através de braços, podem alcançar certas distâncias. Há também as coloridas, para ambientes e clientes mais descontraídos. Com cúpulas, imitando abajures ou de metais. Formatos que lembram flautas , tubes e espirais, tem para todos os gostos!

 

 

TAGS: decor; decoraçao; decoracaodeinteriores; iluminacao; lustre; luminarias; pendentes; plafons;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como utilizar tecidos na decoração

05/06/2019

As tendências da moda influenciam na hora de escolher a decoração

Que moda e decoração andam juntas não é nenhuma novidade. Em total sintonia com o décor, a moda é facilmente percebida nos acessórios e nos tecidos que ornamentam os ambientes, transformando a casa em um espaço confortável e, ao mesmo tempo, cheio de estilo. A mistura de referências entre esses dois universos já acontecia desde a época do império, quando os tecidos das roupas eram utilizados nas cortinas da realeza.

Hoje, com a moda cada vez mais democrática, é natural que os tecidos também sigam essa tendência. Os tecidos são mais versáteis e funcionais para atender a qualquer espaço da casa. Eles revestem estofados, almofadas, cortinas e paredes, permitindo resultados incríveis, pois a gama de materiais e de estampas ajudam a imprimir muita personalidade aos ambientes.

 

Versatilidade na cortina

Além de bloquear o sol, trazer privacidade, conforto acústico e visual, as cortinas dão charme e requinte a qualquer ambiente. As cortinas devem ser feitas combinando com o restante do projeto. Por isso, é importante escolher bem na hora de definir modelo, cor, comprimento e quais acessórios serão utilizados para ficar em harmonia com a decoração.

As cores neutras, branco, bege, marfim, são as mais utilizadas. O toque da cor pode ficar nos xales laterais que vão enriquecer e encorpar a cortina. Este ano o rosa quartz está em alta na decoração e é indicado para aqueles que procuram suavidade e neutralidade no espaço. Cores fortes como o amarelo e azul cobalto também estão presentes. Mas independentemente da escolha é imprescindível que a opção reflita sempre a personalidade e o estilo dos moradores.

Acerte o tom no revestimento

Quando se fala em revestimento de estofados, poltronas e pufes é a mesma coisa. A malha que reveste o sofá deve ser definida de acordo com uma série de fatores. Para peças maiores, cores neutras que são sempre atemporais e nunca enjoam. Já as cores vibrantes ou estampadas ficam excelentes nos acessórios ou peças menores.

É importante, além da questão da cor e da beleza, considerar o ambiente que será utilizado o tecido para atender às necessidades do morador.

E na parede?

Os papéis de parede conferem efeitos únicos aos ambientes e a combinação de cores, desenhos e texturas atribuem estilo. A diversidade de padrões e a facilidade de instalação fazem dos papéis de parede a escolha certa para a decoração de interiores. Hoje é a melhor opção quando se refere à beleza e durabilidade.

 

Acerte na escolha do tecido

Deixe o espaço ainda mais charmoso com a opção certa para cada ambiente. Conheça algumas dos mais procurados.

Suedes

É muito utilizado e é super confortável. São tecidos sintéticos e de toque aveludado. Ideais para estofados que ficam em salas de estar e homes.

Veludo

Se o calor não incomodar, invista nesse tecido para garantir elegância e sofisticação ao ambiente. Ele é confortável, agradável e com toque macio.

Linho

Se você procura praticidade e modernidade o tecido de linho com seu toque rústico é ideal. Dessa forma o ambiente terá um charme todo especial. Pode ser usado em estofados e cortinas. Além dos linhos 100% de fibra natural, existem opções mistas que usam poliéster e algodão.

Jacquard

Muito utilizado para estofados, o tecido obtido em tear de jacquard pode se enquadrar em uma linha especial. Ideal para espaços sofisticados, pois é um tecido mais grosso de aparência exuberante.

Tecido blackout

É ideal para vedar a luz. Hoje existe uma infinidade de opções com cores e estampas para dar um ar intimista e aconchegante as cortinas, nada como aquele “plástico” de antigamente.

Seda

As cortinas feitas em seda são sinônimos de requinte. Aposte nesse tecido se quer deixar o espaço ainda mais nobre. As sedas de base dubladas são resistentes e podem ser utilizadas também em poltronas, cadeiras e até mesmo em sofás.

 

 

TAGS: decor; design; decoraçaodeinteriores; decoracaodesalas; decoracaodesalasdejantar; tecidos; mixdeestampas; decorcomteci;

Facebook Facebook Facebook
Las

Cores: Nem só de preto, branco e fendi vive uma decoração!

04/06/2019

Por isso mesmo, hoje viemos trazer algumas dicas e inspirações para quem é simpatizante às cores!

Pode ser que você tenha alguma restrição, pois acha complicado achar o tom adequado ou a medida apropriada entre a neutralidade e a miscelania excessiva de cores.

Base neutra

Quando você tem uma base neutra, é como se apresentasse uma tela em branco, onde a liberdade para a escolha dos tons é muito maior! Nesses casos, é conveniente que os móveis e acessórios sejam as fontes de cor. Um tapete básico e parede de cimento queimado permitirão, por exemplo, que o sofá brilhe na companhia de almofadas coloridas.

Cartela de cores

E como escolher os tons que combinam entre si? Há várias opções que conhecidamente funcionam quando combinadas: cores primárias (vermelho, amarelo e azul), degradê de tons de uma mesma cor mãe (diferentes tons de azul, por exemplo), cores complementares (azul e laranja, vermelho e verde, amarelo e roxo)… Por ai vai.

Escolha da tonalidade

Eleger a intensidade das cores é outro item importante no momento de decorar. Se você quer cores mais vivas, invista na intensidade. O que pode ficar desagradável é misturar tons pasteis, com neon e vibrante, já que isso causa desconforto até mesmo para o olhar.

Aqui estão as principais cores e seus significados, para que você não erre na hora de escolher as melhores 

Preto:  definitivamente, o preto é a cor da elegância e da sofisticação. Atribuído à decoração, ele causa sensação de modernidade e mistério. Utilizado em ambientes mais formais.

Branco: a sensação purificadora trazida pelo branco é indiscutível. Por ser uma cor neutra, pode ser usada em qualquer um dos ambientes de uma casa, garantindo leveza.

Cinza: o cinza é uma cor coringa. Quando houver dúvidas sobre qual cor usar como complemento ou para sobressair os detalhes de determinado ambiente, o cinza é uma ótima pedida e combina com praticamente todas as cores. Sinônimo de elegância, sutileza, é perfeito para escritórios, salas de estar.

Amarelo: estimulante da inteligência e da comunicação. É ideal para ser usado em locais de convivência, como as salas e cozinhas, por exemplo. Inconscientemente, ele vai estimular o convívio entre as pessoas que frequentam o lugar, promovendo relações mais dinâmicas.

Verde: ambientes com a cor verde na composição transmitem tranquilidade e juventude. O verde é a cor da esperança, da natureza, sendo ideal para decorar espaços externos ou cômodos que buscam passar ar de frescor e serenidade.

Azul: ao mesmo tempo em que o azul carrega liberdade em seu significado, quando usado em tons mais escuros passa a ideia de conservadorismo. É predominantemente atrelado à tecnologia e ao progresso, sendo uma ótima cor para espaços vinculados ao trabalho.

TAGS: decor; decoracao; designdeinteriores; decoracaodeinteriores; cornaparede; pintura; pintaracasa; pontodastintas; suvinil;

Facebook Facebook Facebook
Las

Cozinha Gourmet: O que é? Dicas, Ideias

24/04/2019

Vem com a gente saber mais sobre esse estilo de cozinha que vem dominando as casas mais modernas, além de dicas, projetos e ideias para você se inspirar.

O que é cozinha gourmet?

Assim como o seu nome diz, uma cozinha gourmet é um espaço para praticar e apreciar uma culinária de alto padrão.

Dentre as principais características desse ambiente está a multifuncionalidade entre espaços, ou seja, existem ambientes integrados, sem a necessidade de separar cozinha da área dos convidados.

Por isso é tão comum encontrarmos esses modelos de cozinhas junto a salas de jantar, varandas, dentre outros tipos de áreas externas onde a ideia seja socializar a partir da culinária.

Sendo assim, acaba sendo uma ideia perfeita também para espaços mais limitados, sem a necessidade de divisórias e trazendo a amplitude que a conexão entre ambientes faz.

Por que fazer uma cozinha gourmet planejada?

Móveis planejados têm o objetivo de preencher o espaço com mobília sob medida, de um jeito funcional e prático.

Também são móveis feitos adaptados para não atrapalhar a circulação das pessoas no ambiente, portanto é a solução perfeita para a criação de uma cozinha gourmet de acordo com seu espaço disponível.

E como a cozinha gourmet é um conceito moderno, planejar o espaço para receber equipamentos e eletrodomésticos modernos é o melhor a ser feito para encaixar cooktops, fornos embutidos, coifas, além de dividir área molhada da área seca, e também planejar a presença de uma ilha, bancada ou mesa no espaço.

Sem um projeto por detrás, tudo se torna mais arriscado e trabalhoso. Comprar mobílias separadas não cria a harmonia praticamente obrigatória que deve existir numa cozinha gourmet.

Um balcão extenso por toda parede, o material da ilha que combina com seus armários, gavetas funcionais, materiais e utensílios de fácil alcance, dentre outras características que somente o mundo dos móveis planejados podem oferecer.

Ideias de projetos para sua cozinha gourmet

Cozinha gourmet simples

O básico para você ter uma cozinha gourmet em casa é unir com outro cômodo, criando o espaço amplo e integrado. A ideia mais simples é a sala de jantar.

Além dos móveis básicos de uma cozinha, dê preferência para ter uma bancada no meio do ambiente, cercada de bancos ou cadeiras.

Pronto, esta é a sua versão mais simples de uma cozinha gourmet. Se puder investir um pouco mais, instale um fogão cooktop na bancada para cozinhar ainda mais próximo dos seus convidados.

Cozinha gourmet pequena

Se a sua cozinha for de um tamanho bem pequeno, a ideia é aumentá-la unindo com o espaço a ser integrado, seja uma área externa ou sala de jantar.

É fácil adaptar uma cozinha com balcão americano a uma cozinha gourmet, pois basta conectar o balcão com a mesa de jantar se houver espaço disponível.

A harmonia entre as decorações dos ambientes se conectam e a partir dessa junção um novo e maior cômodo surge! Outro ponto que liga bem as áreas é a iluminação.

Cozinha gourmet na área externa

Sua cozinha gourmet também pode ser planejada para se conectar com um espaço aberto, como o jardim ou área da piscina, por exemplo. A ideia é dar um ar maior de liberdade para os convidados.

A única limitação é que a área da cozinha em si, com mobílias, eletrodomésticos e outros equipamentos deve ser coberta, podendo as mesas ficar na área externa, dependendo do material, é claro.

Esse visual aberto traz um ar de área de lazer, de ambiente despojado, alegre e tranquilo. Já pensou

Cozinha gourmet rústica

Como o mundo da decoração sempre ousa e é desafiado, a moda das cozinhas gourmets no estilo rústico também pegou, mesmo sendo um destaque no estilo moderno. Legal, né?

Nesse estilo, a cozinha ganha revestimentos que exalam naturalidade, como madeira de demolição, pedras naturais, fibras, dentre outros, ao contrário do frio e moderno aço inox ou madeira mdf que o estilo moderno pede.

Esse estilo rústico traz mais ainda sensação de acolhimento ao espaço, remetendo a ambientes antigos. Dê prioridade a móveis grandes, pesados, que preencham bem a área e tragam esse ar de conforto e fartura.

Nada lhe impede de misturar o rústico com outros, como o próprio moderno ou ainda algumas mobílias vintages.

Cozinha gourmet com ilha

A principal ideia da cozinha com ilha é aproximar o cozinheiro dos amigos ou familiares convidados. A ilha serve como uma bancada para receber os pratos e deixar os convidados à vontade se servindo e se deliciando.

Esse contato direto do fogão direto para a bancada é uma característica de alto padrão na cozinha. Se a ideia ainda for cozinhar na bancada, do lado dos convidados, a melhor opção é um fogão cook top! Quanto ao forno, instale em outro local do ambiente.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Piso vinílico: Vantagens, desvantagens

22/04/2019

O piso vinílico vem fazendo muito sucesso nas reformas de casas e apês hoje em dia, isso porque reúne inúmeras vantagens, além de ser um investimento bem econômico! Mas será que ele é o revestimento certo para o tipo de piso que você procura?

O que é piso vinílico?

O piso vinílico é um tipo de revestimento feito de resina de PVC, cargas minerais e outras substâncias plastificantes, podendo ser encontrado nas versões placa, manta ou régua. É um dos materiais mais bonitos, resistentes e que traz muito conforto ao espaço onde será instalado.

Outra qualidade é a facilidade de simular outros materiais, como a madeira, por exemplo, que é o modelo mais buscado do material.

Em quais ambientes pode aplicar piso vinílico?

Esse tipo de piso pode ser instalado em qualquer ambiente desde que seja interno e coberto, desde salas e quartos, a ambientes mais úmidos como banheiros e cozinhas.

Para cada tipo de ambiente existem linhas específicas, que atendem quesitos de baixa absorção de umidade e facilidade de limpeza.

Vantagens e desvantagens do piso vinílico

Como muitos outros materiais, o piso vinílico também deve ser colocado na balança com relação às suas qualidades e defeitos, e a partir disso você decide se é o melhor para o que você busca ou não:

 

Vantagens

  • Alto desempenho termoacústico, ou seja, auxilia no controle da temperatura interna do ambiente e ainda abafa sons, sejam vindos de fora ou evitando ecoar barulhos internos.
  • Não acumula poeira e é extremamente fácil de limpar, portanto é um material indicado para casas com alérgicos, crianças e animais.
  • Variedade de cores e modelos no mercado, desde temas mais infantis a diferentes tons de madeiras para combinar com variadas decorações. Inclusive existem modelos que imitam pedras naturais, como mármore.
  • Instalação muito rápida e prática com relação a pisos tradicionais. Dentre as técnicas de instalação estão clique, adesivo ou uso de cola, depende do modelo. Sendo assim, não é necessária nenhuma quebradeira para instalar.

Desvantagens

  • Não se dá com qualquer superfície, como um piso de madeira tradicional, por exemplo, pois pode deixar o piso vinílico com aspecto rugoso. Sendo assim, o piso deve ser liso, nivelado e revestido antes de aplicar o vinílico.
  • Pisos vinílicos não duram tanto tempo quanto os pisos de peças frias, portanto exigem troca com o tempo. Duram no máximo 15 anos.
  • Proibido para áreas externas, já que não têm resistência a umidade e exposição solar.

 

Principais diferenças entre piso vinílico e piso laminado

  • O piso vinílico é feito de PVC, já o laminado possui camadas de materiais derivados da madeira, em que somente a externa ganha a estampa decorativa e é colada nas demais abaixo.
  • Com relação ao nivelamento necessário do piso, o laminado sai ganhando pois é considerado piso flutuante, ou seja, o piso abaixo não precisa estar em perfeitas condições, pois não afeta no piso laminado.
  • Quanto ao abafamento de sons, o piso vinílico abafa muito melhor do que o laminado, o qual propaga sons facilmente.
  • O piso vinílico tem texturas mais antiderrapantes, enquanto que o piso laminado é mais liso e pode causar acidentes mais facilmente com crianças, idosos ou animais.
  • Quanto à absorção de umidade, o piso vinílico resiste mais a contato com água, pois no piso laminado existem camadas de madeira de verdade, e se não limpar logo a água que cair, pode absorver rapidamente. Mas lembrando que nenhum deles é indicado para áreas úmidas ou externas.
  • Quanto à limpeza, é mais difícil limpar piso laminado, exigindo materiais de cerdas suaves, sem causar ranhuras, e manutenção para um piso sempre limpo e bonito pode precisar de verniz.

Tipos de piso vinílico:

Piso vinílico em manta

O mais simples e barato dos modelos é o piso vinílico em forma de manta. Exige que o piso abaixo esteja bem liso e uniforme para evitar rugosidades e outros defeitos superficiais.

Funciona como um adesivo extenso aplicado por toda a superfície, se aderindo aos poucos pelo viso. Como tem um acabamento bem macio, pode riscar fácil por conta de coisas pontiagudas ou móveis por cima.

 

Piso vinílico em régua (autocolante ou encaixe)

Também tem o modelo de piso em forma de réguas flexíveis, que podem ser coladas diretamente no piso ou encaixadas entre si, fazendo um “click”. Tem um bom acabamento quanto a evitar furos e amassos no piso.

Dentre os dois, o de maior resistência e rigidez são as réguas de encaixe, além de quem essas dispensam processos de secagem nem corre risco de o piso descolar da base; a única necessidade é ser exatamente sob medida para não ficar “bambo” no piso.

Quanto a custos, as réguas de encaixe são mais caras do que as réguas adesivas.

 

Piso vinílico em placas

Este já é um modelo mais rígido do piso vinílico, mais resistente a furos e mantém o acabamento macio do material. São como peças soltas que se encaixam entre si.

Dependendo da estampa das peças, pode criar efeitos únicos de padrão decorativo. Se acontecer algo com o piso em determinada área, apenas a placa prejudicada pode ser trocada sem afetar as outras.

TAGS: decoracao; decor; revestimentos; pisos; decoracoes; pisosvinilicos; vilinico;

Facebook Facebook Facebook
Las

DICA DE DECORAÇÃO 5 FORMAS DE USAR AS CHAISES NO DÉCOR

02/04/2019

Elas são sinônimo de conforto e tê-las em seu ambiente é uma ótima oportunidade para desfrutar de momentos relaxantes. As chaises são perfeitas para áreas externas, varandas, salas e até quartos. Com o assento mais alongado, elas garantem conforto para quem as utiliza e nos dias de casa cheia abriga os convidados, de forma sofisticada e atual. Se você não abre mão de uma casa confortável, a chaise deve estar na sua lista de móveis indispensáveis para a decoração. Para te ajudar a escolher o modelo que mais combina com seu estilo, mostramos formas de usar a chaise no décor.

 

CANTO DE LEITURA NO QUARTO

Quer um espaço dedicado para leituras ou mesmo para não fazer nada? Aposte em uma chaise.

O ideal é posicioná-lo próximo à cama para que ele também assuma a função de móvel de apoio. À noite, por exemplo, pode receber as almofadas da cama e a colcha. Durante o dia, bolsas e casacos. 

 

USE DUAS CHAISES JUNTAS PARA TER MAIS CONFORTO

Essa é uma opção que se encaixa bem se você possui um espaço muito amplo. Além de ser muito mais confortável, a combinação de duas chaises – uma ao lado da outra – deixa o décor mais elegante e compõe melhor o ambiente.

 

CAPRICHE NAS ALMOFADAS E MANTAS

Já que conforto é fundamental quando o assunto é chaise, não se esqueça das almofadas e mantas. Além de deixar o ambiente mais convidativo, elas garantem o aconchego na hora da soneca ou da leitura.

ESCOLHA MATERIAIS MAIS RESISTENTES PARA ÁREAS EXTERNAS

Se o seu desejo são chaises para a varanda ou área de lazer, é importante prestar atenção ao material de que ela é feita. É interessante que ele seja resistente a chuva, umidade e vento. 

 

TAGS: decor; salasdeestar; chasie; chasielong; decorcomchasie; decoracao,; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Três principais tendências em iluminação

03/12/2018

As ideias de decoração caras, excêntricas e audaciosas do passado ficaram para trás e deram lugar a tendências em iluminação mais econômicas, práticas.

Seja com um olhar estético ou avanços tecnológicos, a iluminação é reformulada a cada ano para alcançar uma melhor eficiência energética, segurança, funcionalidade e beleza.

E nós vamos mostrar aqui, quais as três principais tendências em iluminação, que tem tudo a ver com o conceito atual da decoração: criar interiores com um ar mais funcional, agradável e moderno.

 

RETRÔ-INDUSTRIAIS

Essa tendência é certa! A iluminação retrô-industrial não é sobre trazer peças vintage para a sua decoração. É sobre um retrô moderno e com um ar industrial, uma nostalgia moderna. São metais esculpidos em formas lindas que vêm em tons de cores mais ricos e uma variedade de acabamentos.

Como harmonizá-lo na decoração: a iluminação retrô-industrial moderna naturalmente traz personalidade para qualquer espaço. Normalmente, ela é usada em salas de jantar, cozinhas ou escritórios com três ou mais pendentes se complementando, mas você pode usar luminárias de mesa ou de parede também.

 

METAIS SUAVES

Metais escovados com acabamento fosco suave também vão ser tendência em iluminação. Não é surpresa que designers e decoradores tenham escolhido esse estilo, porque contrastam bem com uma iluminação mais quente.

Como harmonizá-lo na decoração: os metais suaves podem facilmente ser usados em diversos ambientes, especialmente quando ele está pintado com cores neutras. Eles dão um brilho instantâneo ao espaço, que chama a atenção das pessoas no teto, parede ou em mesas da sala de estar. Ou seja, ter pontos de luz na sua decoração é tendência.

MINIMALISMO MODERNO

Decorações e iluminações exageradas não são mais valorizadas. Agora, o que está em alta é seguir uma linha mais clean, organizada e elegante esse é o novo luxo.

Como harmonizá-lo na decoração: essa tendência em iluminação funciona bem em qualquer lugar da sua casa e até no escritório! Esse design estético e descomplicado é bom um elemento de boas-vindas. O ideal é não encher o ambiente, mas destacar aquela luminária dentro da decoração.

 

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Quatro maneiras de decorar com quadros!

12/11/2018

Você já percebeu como as paredes cheias de quadros se tornaram populares? Além de ser uma maneira muito criativa de decorar ambientes, ainda traz uma característica bem pessoal a qualquer cômodo.

Se você ainda não tem uma parede dessas em casa, mas tem vontade de criar um espaço para chamar de seu, reunimos algumas dicas para inspirá-lo a montar arranjos inusitados, que incorporam, além dos tradicionais quadros, objetos que podem formar composições tridimensionais.

Embora não existam regras fixas, te daremos algumas dicas para ter um conjunto harmônico e fazer bonito. Dê um passeio pelas ideias abaixo e deixe no passado as paredes em branco!

Mix de molduras

Fotos e gravuras criam ótimas decorações quando combinadas com a moldura ideal e na sala isso pode ser abordado de várias formas. Paisagens podem ser muito interessantes, assim como mapas, ou até mesmo fotos ou representações de cenas do cotidiano.

Já se a sua sala é mais contemporânea com linhas mais retas e aspecto “clean”, quadros abstratos podem tornar o espaço mais estimulante ao apresentar mistura de cores e frases de efeito.

Equilíbrio

Outra forma de layout prevê um quadro maior no centro e outros dispostos simetricamente ao redor, formando um grande retângulo, que pode inclusive ser a mesma imagem “recortada” em diversos quadros.

Simetria

Uma fórmula convencional, mas sem erros, é decorar ambientes com quadros que tenham a mesma moldura e tamanhos iguais, formando figuras geométricas nas paredes de quartos, salas, cozinhas ou até de corredores.

História

Você tem uma escadaria em casa? Esse espaço em branco nas paredes também pode ser decorado. Normalmente, os quadros seguem o alinhamento dos degraus. Dispondo imagens com a mesma distância em relação ao degrau que está abaixo, você dá a sensação de acompanhar o caminho de quem sobe as escadas, sempre contando uma história.

Arranjos de quadros sem sair do quadrado

Do mesmo modo que a composição acima, esta pede várias molduras de mesmo tamanho para ficar rigorosamente no esquema, o que não é obrigatório.

Agora ficou bem mais fácil pensar em como decorar ambientes criando um espaço personalizado na sua casa, não é mesmo? Afinal, como falamos no início desse post, não há regras, mas é sempre bom saber por onde começar.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Os indispensáveis tapetes

08/11/2018

Para incrementar a decoração da casa, o tapete é um acessório indispensável. Além de deixar o ambiente mais confortável, ele complementa o espaço com personalidade sem precisar de muitos recursos.

Vale lembrar que a escolha do tapete é um dos últimos itens a compor o ambiente, já que os móveis são as peças essenciais para definir o modelo a ser utilizado. A não ser que você tenha um tapete especial e queira dar destaque a ele, claro.

Mas se você tem dúvidas sobre tamanho, formato ou altura que deve usar, vamos dar algumas dicas de como escolher o tapete ideal para os vários ambientes da sua casa.

1)  TAMANHO

O tapete pode ser utilizado como limitador do ambiente, facilitando visualmente onde começa e termina a sala, ou mesmo a circulação proposta em um espaço.

No caso das salas de estar ou TV, o correto é que o tapete esteja cerca de 20 cm – ou mais – abaixo de cada um dos móveis.

Já em espaços de circulação, como corredores onde não existem móveis, indica-se que o tapete componha o ambiente preservando pelo menos 20 cm do piso, para deixa-lo à mostra.

2) FORMATO

Não há regras quanto ao formato do tapete, mas ambientes clássicos ainda dão preferência aos modelos quadrados.

Se você quiser ousar, use os redondos ou com formatos diferenciados, contanto que o modelo escolhido seja uma peça digna de chamar a atenção, um exemplar sofisticado ou com uma estampa moderna.

3) ESPESSURA

É muito desconfortável caminhar e tropeçar no tapete devido à sua espessura. Porém, é muito confortável usar um modelo com trama grossa em um ambiente como uma sala de TV.

Então, a dica é usar os modelos de gramatura mais baixa em lugares de constante circulação, e nos lugares onde estaremos mais tempo sentados, usar os mais altos.

 

4) PADRÕES

O padrão do tapete deve ser pensado junto com as texturas, estampas e cores da decoração, ou seja, é um dos últimos itens a serem definidos. Mas, quando o caso de amor com a estampa do tapete for muito forte, o projeto pode ser desenvolvido a partir dele.

 

5) REGRA BÁSICA PARA O TAPETE IDEAL

Se mesmo com todos esses cuidados o tapete parecer destoar do restante da decoração, o truque é combinar o tapete com as almofadas. Aliás, essa dica é válida mesmo se o conjunto estiver harmonioso, porque essa combinação realça ainda mais os padrões ou cores semelhantes ao tapete.

Pequenos detalhes fazem toda a diferença na hora de decorar um ambiente, e para encontrar o tapete ideal não é diferente. Por isso, cuidar com carinho desses complementos é a garantia de um ambiente digno de revista.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como escolher plafon

05/10/2018

Plafon é uma luminária de teto usada para iluminação geral do ambiente.

A luminária do tipo plafon pode ser de sobrepor, que é quando o equipamento fica preso à laje, ou de embutir, quando se fixa ao forro de gesso.

Eu super acredito que é possível ter uma iluminação bacana sem precisar fazer rebaixo de gesso.

Como escolher plafon

As casas e apartamentos, novos ou antigos, geralmente contam com apenas 1 ponto de luz centralizado no teto de cada ambiente.

Este ponto de luz é o único responsável pela iluminação geral dos espaços.

Mas o que é “iluminação geral”?

Iluminação geral é a luz que é distribuída de forma homogênea pelo ambiente.

É ela que revela aos nossos olhos as cores, texturas e formas dos objetos no espaço e permite que a gente se movimente sem acidentes.

O equipamento de iluminação mais usado para iluminação geral dos ambientes é o PLAFON.

Como escolher o tamanho do plafon?

Aqui o desafio é conseguir distribuir a luz por todo o ambiente à partir de um único ponto de luz.

Assim, quanto maior o ambiente, maior deve ser o plafon para acomodar uma quantidade maior de lâmpadas.

Além disso, há a questão estética. Fica muito esquisito um plafon pequeno “perdido” no meio de um teto enorme.

Os que emitem luz difusa

Que é quando o plafon utiliza um difusor (de tecido, acrílico ou vidro) para suavizar e espalhar a luz.

O plafon de luz difusa é o meu modelo preferido para a iluminação geral de salas de estar.

Mas atenção, a luz geral vinda do plafon não deve ser a única fonte de luz na sua sala de estar.

Para um efeito aconchegante espalhe luminárias de mesa, e de piso em pelo menos 2 pontos da sala.

 

Os que emitem luz indireta

Que é quando o plafon utiliza um anteparo para rebater a luz.

A luz indireta também é uniforme como a luz difusa mas é menos invasiva, porque a lâmpada fica totalmente escondida.

O plafon de luz indireta é o meu modelo preferido para a iluminação geral de quartos.

Porque ninguém merece deitar na cama pra relaxar e ficar com luz batendo nos olhos.

 

Socorro são tantos estilos, qual escolher?

Antes de mais nada lembre-se que em decoração não há regras.

A casa é sua! Se você quer uma sala romântica e glamourosa e sempre sonhou em ter uma luminária cheia de cristais, vá em frente.

Contudo, nos meus projetos, quando só há 1 ponto de luz no ambiente, eu prefiro não chamar a atenção para o teto e escolher plafons de modelos simples.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

MESA DE MÁRMORE É TENDÊNCIA NA DECORAÇÃO! VEJA SALAS LINDAS COM ESSA NOVIDADE!

24/07/2018

Tendência apresentada no último Salão do Móvel de Milão (maior feira do gênero no mundo) e recentemente na Casa Cor, a mesa de mármore vem invadindo o decor de ambientes antenados! 


Na verdade, a proposta original é sobre o uso de rochas naturais na decoração através de móveis, painéis, esculturas. Entretanto, a forma que vem mais se sobressaindo são as mesas de centro e canto em salas de estar/tv.

De diversos modelos (redondas, quadradas, retangulares) e tipos de mármore (carrara, Nero marquina...), as mesas de mármore garantem maior atrativo, modernidade e sofisticação aos ambientes - veja só:

Pra quem gostou, o bom é que essa tendência pode ser facilmente aderida! Basta encomendar numa marmoraria um tampo de mármore da sua escolha e com a medida exata daquela antiga mesa centro/canto da sua sala...

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

TENDÊNCIA: REVESTIMENTOS HEXAGONAIS!

04/07/2018

Todo mundo já viu que o revestimento no estilo ‘metrô’ veio com tudo, e ainda vai ficar em alta por um bom tempo. Mas agora nós apostamos em uma nova tendência em revestimentos e pisos: os hexagonais!
Com eles, é possível utilizar um mesmo revestimento, com cores diferentes, ou até mesclar formatos variados, brincando com as formas e trazendo personalidade e estilo pros ambientes. Além disso, são encontrados em diversos materiais, desde porcelanatos em tamanhos menores e médios, mas também podem ser vistos em mármore e até concreto. Também podemos destacar que eles não precisam ser usados apenas em áreas molhadas, como cozinhas e banheiros, mas também aparecem muito em churrasqueiras, nas salas, ambientes externos e até no piso!

 Carbone Deluxe Nude- Decortiles- Sulpiso

Carbone Deluxe Petroleo- Decortiles- Sulpiso

Carbone Deluxe-Decortiles 

Revestimento Sixties Gold BR- Decortiles- Sulpiso

 

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Papel de Parede no Teto veja como inovar no décor

21/06/2018

Sim, você leu certo: papel de parede no t-e-t-o. Quando o assunto é decoração de ambientes, o que não pode faltar é criatividade, para inverter a ordem, ultrapassar limites e utilizar velhos recursos de formas diferentes. 

Com um belo papel decorativo no teto, é possível transformar uma casa em pouco tempo. É um verdadeiro passe de mágica em forma de estampas discretas, geometrismos intensos elaborados, padronagens lisas, folhas, flores, entre outras maneiras de dar vida nova ao lugar.

Tudo, é claro, graças às novas tecnologias, que garantem mais praticidade, beleza e versatilidade aos conhecidos e apreciados papeis de parede. Para o teto do seu lar ou escritório nunca mais passar em branco!

O papel de parede tradicional é mais fácil de aplicar em madeira lisa, tais como as das casas norte-americanas e inglesas.

Como no Brasil a alvenaria dá as ordens, o recurso demorou um pouco a entrar no mercado nacional.

No entanto, já faz um tempo que os brasileiros vêm explorando o material para embelezar seus ambientes, inclusive o espaço sobre suas cabeças.

Papel de parede no teto é a prova concreta das infinitas possibilidades de aplicação do revestimento. E se você ainda não sabe como aproveitar a tendência, aqui estão algumas dicas:

-Se você investir em itens como quadros, espelhos, lustre, cômoda, o espaço fica mais aconchegante e charmoso.

 

-Quer dar personalidade ao corredor, que é aquele cantinho sem muitas alternativas de mudanças por conta da limitação de espaço? Use papel de parede no teto dele! E não precisa de muito mais… apenas a cor e a luminária para clarear, e nada nas paredes.

-Salas muito grandes combinam bem com um teto listrado, ajudando a equilibrar as proporções. É que um papel de parede no teto com listras dá uma impressão de “mais baixo e menor”, ou seja, mais aconchegante.

Usar este recurso em salas de estar pequenas, nem pensar!

 Quartos, não poderiam faltar aqui na lista, não é mesmo? Afinal, eles têm tudo a ver com papel de parede, permitindo inclusive temas sem relação com os demais cômodos da casa. Dê asas à imaginação compondo projetos com tetos decorados cheios de romantismo, modernidade, aventura, princesas, jogos etc.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Cortinas Motorizadas

19/06/2018

Cortinas Motorizadas:

 As cortinas serão os últimos itens a compor seu ambiente, mas é necessário planejar sua estrutura com antecedência. O ideal é que as cortinas e persianas sejam especificadas ainda no projeto, para que o local possa ser preparado para receber as peças. Prevendo antecipadamente tamanhos, (largura e profundidade) dos cortineiros ou sancas, reforço de gesso para instalação de peças mais pesadas ou motorizadas, pontos de elétrica, se necessário, diminuindo custos e problemas futuros, como novas reformas. Defina tecidos, cores e texturas harmonizando-as com todo o restante da decoração (tapetes, móveis, quadros e almofadas).

Conforto: Com apenas um toque no controle remoto você abre ou fecha suas cortinas.

Flexibilidade: Acionamento por controle remoto, temporizador, celulares ou Tablets.

Acionamento: É possível acionar as cortinas individualmente ou em grupo.

Facilidade: Rápida e fácil instalação sem interferir na estética do ambiente.

Design: Sem o uso de hastes e cordões as cortinas apresentam um design clean.

Motorização: Aumenta a vida útil da cortina pela ausência do acionamento manual e evita sujar o tecido

Quais são os tipos de cortinas mais usados em cada ambiente?

Para as cortinas tradicionais, do tipo trilho, pode-se utilizar diferentes tecidos (voil, linho, shantung, seda, tafetá, ou blackout) confeccionados com um dos modelos de pregas: americana, fêmea, macho ou onda.
Para as persianas rolô ou romana utiliza-se a tela solar (screen) ou tela blackout. Este ultimo é muito empregado em salas de home theater para escurecimento total.
Ainda temos os modelos de cortinas seychelles, double vision ou persiana horizontal (aluminio ou madeira 50mm) para ambientes como salas, suítes ou escritórios.

 

A cortina deve chegar até o piso ou apenas cobrir o vão da janela?

Cortinas do teto ao piso tem a função de alongar o pé direito e deixar o ambiente mais elegante. Exceções quando temos móveis abaixo da base da janela. Neste caso a recomendação são as cortinas rolô, romana, seychelles, double vision ou persianas.

A barra da cortina deve tocar o piso?

 A sugestão é que a barra fique 1cm acima do piso, evitando tocá-lo. Dessa forma a cortina motorizada permanece com caimento perfeito e evita sujeira.

Como fazer a limpeza da minha cortina motorizada?

 Para o modelo tradicional basta retirar a cortina do trilho, efetuar a lavagem e fixar novamente. As cortinas trilho motorizadas utilizam ganchos de fixação o que facilita a instalação, retirada ou troca do tecido.
Para os demais modelos com telas em PVC utiliza-se pano úmido. Em sua maioria, possuem tratamento antiestático, que evita o acúmulo de poeira.

 

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Tapete de Kilim

11/06/2018

Tapete é peça fundamental para dar aquela sensação de aconchego em salas e quartos.

Um dos meus modelos preferidos é o kilim, um tipo de tapete oriental de lã ou algodão sem pelos.

O kilim é bacana porque traz uma atmosfera artesanal que combina tanto com ambientes mais sóbrios quanto com os mais descontraídos.

Como usar:

O tapete kilim combina com qualquer estilo de decoração.

Um modelo listrado de cores neutras é uma base que pode receber outras estampas, geométricas ou orgânicas.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como utilizar tecidos na decoração

10/05/2018

Que moda e decoração andam juntas não é nenhuma novidade. Em total sintonia com o décor, a moda é facilmente percebida nos acessórios e nos tecidos que ornamentam os ambientes, transformando a casa em um espaço confortável e, ao mesmo tempo, cheio de estilo. A mistura de referências entre esses dois universos já acontecia desde a época do império, quando os tecidos das roupas eram utilizados nas cortinas da realeza.

Hoje, com a moda cada vez mais democrática, é natural que os tecidos também sigam essa tendência. Os tecidos são mais versáteis e funcionais para atender a qualquer espaço da casa. Eles revestem estofados, almofadas, cortinas e paredes, permitindo resultados incríveis, pois a gama de materiais e de estampas ajudam a imprimir muita personalidade aos ambientes.

Versatilidade na cortina

Além de bloquear o sol, trazer privacidade, conforto acústico e visual, as cortinas dão charme e requinte a qualquer ambiente. As cortinas devem ser feitas combinando com o restante do projeto. Por isso, é importante escolher bem na hora de definir modelo, cor, comprimento e quais acessórios serão utilizados para ficar em harmonia com a decoração.

As cores neutras, branco, bege, marfim, são as mais utilizadas. O toque da cor pode ficar nos xales laterais que vão enriquecer e encorpar a cortina. Este ano o rosa quartz está em alta na decoração e é indicado para aqueles que procuram suavidade e neutralidade no espaço. Cores fortes como o amarelo e azul cobalto também estão presentes. Mas independentemente da escolha é imprescindível que a opção reflita sempre a personalidade e o estilo dos moradores.

Acerte o tom no revestimento

Quando se fala em revestimento de estofados, poltronas e pufes é a mesma coisa. A malha que reveste o sofá deve ser definida de acordo com uma série de fatores. Para peças maiores, cores neutras que são sempre atemporais e nunca enjoam. Já as cores vibrantes ou estampadas ficam excelentes nos acessórios ou peças menores.

É importante, além da questão da cor e da beleza, considerar o ambiente que será utilizado o tecido para atender às necessidades do morador.

Acerte na escolha do tecido

Deixe o espaço ainda mais charmoso com a opção certa para cada ambiente. Conheça algumas dos mais procurados.

Suedes

É muito utilizado e é super confortável. São tecidos sintéticos e de toque aveludado. Ideais para estofados que ficam em salas de estar e homes.

Veludo

Se o calor não incomodar, invista nesse tecido para garantir elegância e sofisticação ao ambiente. Ele é confortável, agradável e com toque macio.

Linho

Se você procura praticidade e modernidade o tecido de linho com seu toque rústico é ideal. Dessa forma o ambiente terá um charme todo especial. Pode ser usado em estofados e cortinas. Além dos linhos 100% de fibra natural, existem opções mistas que usam poliéster e algodão.

Jacquard

Muito utilizado para estofados, o tecido obtido em tear de jacquard pode se enquadrar em uma linha especial. Ideal para espaços sofisticados, pois é um tecido mais grosso de aparência exuberante.

Seda

As cortinas feitas em seda são sinônimos de requinte. Aposte nesse tecido se quer deixar o espaço ainda mais nobre. As sedas de base dubladas são resistentes e podem ser utilizadas também em poltronas, cadeiras e até mesmo em sofás.

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como escolher plafon

26/04/2018

Plafon é uma luminária de teto usada para iluminação geral do ambiente.

A luminária do tipo plafon pode ser de sobrepor, que é quando o equipamento fica preso à laje, ou de embutir, quando se fixa ao forro de gesso.

As casas e apartamentos, novos ou antigos, geralmente contam com apenas 1 ponto de luz centralizado no teto de cada ambiente.

Este ponto de luz é o único responsável pela iluminação geral dos espaços.

É ela que revela aos nossos olhos as cores, texturas e formas dos objetos no espaço e permite que a gente se movimente sem acidentes.

O equipamento de iluminação mais usado para iluminação geral dos ambientes é o PLAFON.

Como escolher o tamanho do plafon?

Aqui o desafio é conseguir distribuir a luz por todo o ambiente à partir de um único ponto de luz.

Assim, quanto maior o ambiente, maior deve ser o plafon para acomodar uma quantidade maior de lâmpadas.

Além disso, há a questão estética. Fica muito esquisito um plafon pequeno “perdido” no meio de um teto enorme.

Como escolher o modelo do plafon?

Existem 2 tipos de plafons:

Os que emitem luz difusa

Que é quando o plafon utiliza um difusor (de tecido, acrílico ou vidro) para suavizar e espalhar a luz.

O plafon de luz difusa é o meu modelo preferido para a iluminação geral de salas de estar.

Mas atenção, a luz geral vinda do plafon não deve ser a única fonte de luz na sua sala de estar.

 

Os que emitem luz indireta

Que é quando o plafon utiliza um anteparo para rebater a luz.

A luz indireta também é uniforme como a luz difusa mas é menos invasiva, porque a lâmpada fica totalmente escondida.

O plafon de luz indireta é o meu modelo preferido para a iluminação geral de quartos.

Porque ninguém merece deitar na cama pra relaxar e ficar com luz batendo nos olhos.

Socorro são tantos estilos, qual escolher?

Antes de tudo lembre-se que em decoração não há regras.

A casa é sua! Se você quer uma sala romântica e glamourosa e sempre sonhou em ter uma luminária cheia de cristais, vá em frente.

Contudo, nos meus projetos, quando só há 1 ponto de luz no ambiente, eu prefiro não chamar a atenção para o teto e escolher plafons de modelos simples. Minha sugestão é usar plafons com o mesmo formato e material na iluminação de teto da sala e dos quartos.

Além de dar unidade visual à decoração, ajuda a economizar, já que você padroniza as lâmpadas e simplifica sua vida.

Outra vantagem é que o dinheiro que você economiza comprando modelos mais simples, você pode investir em luminárias decorativas, como um pendente descolado para a área de jantar ou luminárias de cabeceiras diferentes.

 

Plafon redondo, quadrado ou retangular?

Você já reparou como a decoração da sua casa é dominada por figuras geométricas?

O próprio espaço onde vivemos não é nada mais do que uma caixa.

Linhas retas sugerem estabilidade e quando usadas em profusão acabam deixando a decoração monótona e sem graça.

Você já sabe que os contrastes é que deixam a sua decoração interessante. As linhas curvas transmitem movimento e liberdade e contrastam com a forma quadrada do teto.

Plafon redondo, com madeira- Inatec

Plafon em Cristal (Maravilhosoooo)- Inatec

Um luxo!!! Plafon Redondo em Cristal- Inatec

 

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Espelhos para sala Como usar, como escolher

15/03/2018

Quer deixar sua sala ainda mais elegante? Listamos as melhores fotos e dicas de decoração e ensinamos como usar e escolher espelhos para sala. Confira!

As salas são partes de grande importância para uma residência, seja ela uma casa ou apartamento, já que nela recebemos os amigos; realizamos sessões de cinema; organizamos jantares ou confraternizações; ou mesmo aproveitamos para relaxar após uma semana de trabalho especialmente cansativa. Isso faz com que seja interessante buscar por opções que permitam tornar esse ambiente ainda mais bonito e atraente, como é o caso do uso de espelhos para sala.

Por serem peças de grande versatilidade e beleza, os espelhos para sala são peças fundamentais no uso decorativo e, para as salas de uma residência, permitem criar estilos e projetos diversos de decoração. Eles também servem como elemento visual e decorativo, além de permitir obter ainda mais elegância e beleza em um ambiente, garantindo também que o projeto decorativo ficará confortável e atraente.

TAGS: ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Rosa Millennial

15/01/2018

A cor, toda romântica, promete ser a queridinha de 2018

Mais clara e delicada, a tonalidade já se tornou um clássico da moda e do décor, e não à toa representa toda uma geração. O rosa millennial surgiu de um mix do bege avermelhado com o pêssego, e recebeu este nome por conta da geração Y(pessoas nascidas a partir dos anos 80), que tirou o rosa unicamente do universo feminino e acrescentou uma pegada sem gênero à cor.

Nostálgica, a matiz evoca referências dos anos 80 e 90A cor pode ser aplicada tanto nos pequenos detalhes, marcando presença em almofadas e vasos, como também assumindo o protagonismo do décor em paredes inteiras e nas texturas.

Versátil, o rosa millennial cria uma combinação perfeita com o cinza, tons terrosos e até com fibras naturais. A delicadeza e a suavidade da cor instauram ares de tranquilidade e alegria ao ambiente, sendo mais indicada para colorir quartos e salas.

Inspire-se com estes ambientes e objetos com a cor do momento:

TAGS: cordoano; rosamillennial; ; rosa; cor; decorcomcor; tintas; tintasrenner;

Facebook Facebook Facebook
Las

Plantas, na decoração

17/11/2017

 

Os arranjos são uma decoração quase que indispensável para a casa, eles são capazes de dar um up no ambiente e deixar o ambiente muito mais bonito, charmoso, elegante e agradável.

Eles podem ser com flores naturais ou artificiais, de vidro, de madeira, de metal, pequenos, grandes, modernos, rústicos, entre outras infinitas opções perfeitas para decorar mesas de centro na sala de estar, mesa de jantar, e até mesmo mesinhas menores, em quartos, varandas ou escritórios.

Apesar de serem incríveis artigos de decoração, é preciso saber onde e como colocá-los, caso contrário eles podem surtir o efeito contrário e poluir o ambiente. 

-Na sala de jantar, hall de entrada e paradores, por exemplo, a ideia é que o arranjo não tenha mais de 40 cm de altura.

 

-Já nas salas de estar você consegue brincar um pouquinho mais: em mesas de centro eles devem também ser mais baixos, porém nas laterais e cantos você pode apostar em arranjos maiores e mais chamativos, com cerca de 50 cm. Nesse caso, dê preferência para flores com cabos longos, como lírios, que além de tudo são lindos e perfumam o ambiente.

Para mesas de centro, opte por arranjos mais baixos

 

Arranjos metálicos complementam um ambiente moderno

Arranjos verdes, como musgo, também ficam lindos

 

 

TAGS: decor; decoracao; plantasnadecoracao; floresnadecoracao; floricultura; plantasemcasa; floriculturaflores;

Facebook Facebook Facebook
Las

Iluminação de efeito decorativo torna o ambiente mais aconchegante

09/11/2017

 

A iluminação interfere diretamente na maneira como vemos e sentimos o espaço. Cores e texturas devem ser pensadas junto com a luz e seus efeitos.

Através da iluminação é possível ampliar ou reduzir a sensação de tamanho de um cômodo, valorizar produtos em uma loja, gerar a sensação de conforto ou até mesmo direcionar circulações.

Consideradas como elementos para iluminação complementar, as arandelas são uma ótima opção para valorizar qualquer ambiente. Fixadas nas paredes, ajudam a criar um ambiente mais intimista e aconchegante. Seu uso e efeito é muito próximo ao dos abajures, com a diferença da praticidade por serem fixadas na parede.

A arandela dificilmente será utilizada como iluminação principal, mas sim como iluminação complementar decorativa.

Uma forte tendência são luminárias mais discretas, que não atraiam a atenção para ela, mas sim para seu efeito luminoso. Podem ser utilizadas em praticamente todos os ambientes: dormitórios (inclusive substituindo abajures), salas de jantar, home offices, salas de estar, banheiros e lavabos, além de áreas externas como varandas e locais de passagem, para conduzir o trajeto.

Arandela com fio de seda- INATEC

 

Arandela cobre linda!!!- INATEC

Arandela em cristal, com dois braços, maravilhosa!- INATEC

 

TAGS: iluminacao; iluminacaodeambientes; ; decor; arandelas; led; iluminacaocomled; inatec;

Facebook Facebook Facebook
Las

Saiba como montar um jardim de inverno incrível

24/07/2017

Montar um jardim de inverno é uma experiência muito agradável, pois  lidar com a terra, com a vegetação e até com os detalhes desse cantinho charmoso, traz muito entusiasmo e gratificação.

Quando bem planejado, este cantinho se torna multifuncional, pois embeleza a casa, purifica o ar, alegra o ambiente e ainda permite uma gostosa interação das pessoas com a natureza, ainda que dentro de casa.

 

Antes de colocar as mãos à obra, acompanhe várias ideias e escolha a ideal pra você!

Embaixo da escada

Se você mora em um a casa de dois andares, um ótimo lugar é embaixo da escada, já que seu jardim poderá ser admirado tanto por quem sobe ou desce os degraus quanto por quem está no piso terreo. Além disso, a área sob a escada costuma ser subestimada e sem muita utilidade, tornando-a o local ideal para um jardim inverno.

 

Em salas ou corredores

Em salas em “L”, nas amplas ou mesmo em corredores de dimensões largas, é possível montar um jardim de inverno muito bonito. Aqui, cabe uma sugestão: se as dimensões do ambiente forem significativamente grandes, uma dica é construir o jardim de inverno em toda a extensão da parede maior. O efeito é realmente impactante.

Mas se o contrário também for verdadeiro, ou seja, em salas muito pequenas é preciso aproveitar todo o espaço reservado para a vegetação, inclusive o aéreo. Há duas possibilidades: um jardim isolado com porta de vidro e boa iluminação terá um destaque especial.

Já um jardim integrado à sala e sem barreiras permitirá maior interação com o ambiente. Se optar pela segunda opção, lembre-se de que o estilo do jardim deve acompanhar o restante da decoração de ambiente.

A iluminação ideal para um jardim dentro de casa

Seja qual for a área interna escolhida, é necessário que haja, no teto ou em uma das laterais, alguma fonte de iluminação externa, ainda que as plantas escolhidas prefiram sombra. Lembre-se, que plantas são seres vivos e precisam fazer fotossíntese (com a luz solar) para se alimentarem.

Portanto, se o local tiver pouca iluminação, é fundamental optar por folhagens e flores que necessitem de pouca luz.

 

As plantas mais adequadas ao jardim de inverno

Em geral, um jardim de inverno pede plantas resistentes e que se adaptem a ambientes internos como escritórios e salas. Escolha as que harmonizem entre si e com o ambiente, lembrando que em espaços muito limitados até a parede pode ser usada. Uma dica é fazer um contemporâneo jardim vertical preenchendo toda a parede.

Para planejar o paisagismo do seu cantinho dentro de casa aposte nas plantas que preferem sombra:

·         Samambaia;

·         Lírio da Paz;

·         Antúrio;

·         Espada de São Jorge;

·         Bromélias de sombra;

·         Margarida Inglesa;

·         Ráfia;

·         Calêndula;

·         Cactos;

·         Boca de Leão;

·         Dracena;

·         Amor-perfeito;

·         Chamaedorea;

·         Violeta (meia sombra);

·         todos tipos de Suculentas;

·         Comigo-ninguém-pode (cuidado com crianças e animais domésticos, pois é venenosa).

TAGS: jardins; jardindeinverno; plantas; jandinsemcasa; plantas;

Facebook Facebook Facebook
Las

CUBAS - CENTRO DAS ATENÇÕES

17/07/2017

Engana-se quem pensa que o banheiro ou o lavabo deve ser clean e sem graça.

As louças que você escolhe para o banheiro são determinantes não apenas para a beleza do espaço, como também para sua funcionalidade. Assim, ao construir ou reformar esses ambientes, é essencial ser criterioso na escolha das pias e cubas.

As cubas são ótimas opções para quem deseja renovar o visual do banheiro ou do lavabo. Não importa o modelo, tamanho ou cor, essas peças trazem sofisticação, beleza e modernidade ao ambiente.

O que deve ser levado em conta ao escolher a cuba?

CUBAS DE APOIO

Pode-se dizer que as cubas de apoio é o modelo mais atual em termos de aplicação. Indicados para compor o acabamento de banheiros, lavabos e salas de banho, a peça pode ser encontrada em diversos materiais, como louça, vidro, resina, pedra, entre outros.

As peça fica acima da bancada do banheiro, que deve ser instalada na altura de 75 cm ou 80 cm, pois, com a cuba, que mede entre 10 e 20 cm, a bancada completa alcançara a altura padrão de 90 cm.

 

CUBAS DE EMBUTIR

Esse estilo é mais tradicional para banheiros clássicos. As peças são instaladas por meio de colagem com massa plástica, ficando totalmente submersa na bancada, e deve ser recortada de acordo com o perfil de produto.

As mais comuns são as ovais, mais existem outros formatos, como a quadrada, redonda e retangular.

 

CUBAS DE SOBREPOR

Os modelos de sobrepor geralmente são de louça. Elas são instaladas abaixo do nível da pedra ou da bancada, mas suas bordas ficam aparentes, acima do tampo. Por isso, as cubas de sobrepor demandam uma bancada maior.

Cuba de embutir- Tramontin Bagno Design

Cuba de sobrepor DECA, Modernidade e beleza- Tramontin Bagno e Design

Design arrojado da Deca- Tramontin Bagno e Design

 

TAGS: cubas; cubasdesobrepor; cubasdeembutir; cubaspintadaamao; banheiros; lavabos; deca; tramontinbagnodesign;

Facebook Facebook Facebook
Las

Pendentes Decorativos

04/07/2017

 

Os pendentes decorativos podem ser instalados em diversos ambientes, adaptando-se tanto em salas de jantar quanto em dormitórios. A grande variedade de materiais e desenhos de cúpulas favorece o design do ambiente, fazendo com que o pendente se torne uma peça chave na decoração.

Seja qual for o estilo do cômodo, é importante garantir a conciliação do pendente,ou do grupo de pendentes, com as características mais marcantes do local, pois além do diferencial decorativo a principal função é iluminar. Dessa forma, é preciso se atentar ao projeto para que a escolha do pendente atenda a necessidade de emissão de luz, que pode ser difusa, radiante ou focada em um ponto especifico.

Outro fator importante relacionado à luz emitida pelos pendentes é a possibilidade da criação de sombras indesejáveis. Ao definir a necessidade de iluminação do ambiente, vale analisar se o ambiente não será desvalorizado por conta de uma má luminosidade. O material da cúpula, que varia entre tecidos, metais, fibras e muitos outros, pode, também, interferir na claridade do ambiente.

A proporção do pendente e a altura de instalação em relação aos móveis também são coisas que devem ser previstas, de forma que não se obstrua o campo de visão das pessoas.        

   

 O modelo do pendente vem com o estilo da decoração:

Lustres e cúpulas em cristal, vidro e tecidos nobres podem facilmente se adaptar à um local mais clássico. Materiais como acrílico e alumínio, são, normalmente, mais utilizados em ambientes contemporâneos, como também jogos de pendentes que agrupam variadas luminárias com alturas ou volumes diferenciados, mas peças idênticas que se alteram em sua disposição.

Luminárias com formas inusitadas e cores vibrantes podem contribuir para um espaço mais descontraído, assim como esculturas que servem de apoio para cúpulas. Já as grandes cúpulas em tecido estampado ou lisos podem ser instaladas em ambientes modernos, enquanto peças de fibras naturais e tramas se adaptam em decorações rústicas.

Confira modelos de pendentes que vão mudar a cara de qualquer ambiente :

Pendente Cristal- Inatec

Pendente em madeira, recortado a laser- Inatec

 

Pendente aramado, cúpula em tecido- Inatec

 

Pendende em cristal e metal dourado- Inatec

 

Pendentes em vidro fumê- Inatec

 

TAGS: pendentes; pendentesdecorativos; luminarias; luminariasdecorativas; lustres; iluminacao; decor; inatec;

Facebook Facebook Facebook
Las

Cores e Estampas

27/06/2017

Apostar em tons vibrantes e em combinações inusitadas pode ser uma ótima alternativa para dar mais vida ao ambiente. 

O básico se tornou muito pouco, É preciso imprimir personalidade ao ambiente. Mas mesmo com tamanha liberdade é preciso tomar cuidado para não exagerar.

Algumas das maiores dúvidas na hora de “ousar” na decoração:

 

-É possível misturar, no mesmo ambiente, mais de uma cor vibrante?

Sim, essa tendência chama-se color block (bloco de cores) e está em alta. No entanto, é preciso ter cuidado para escolher tons que resultarão em uma composição harmônica. A dica é eleger sempre uma cor de destaque, que deve estar em maioria no ambiente, e preencher o espaço com outros detalhes coloridos.

-Roxo combina com amarelo?

Sim! O amarelo vai bem com diversas cores, e o roxo é uma delas. Nesse caso, um tom complementa o outro, o amarelo aquece os ambientes, enquanto o roxo é responsável por garantir a harmonia que não pode faltar em um lar.

-É uma boa idéia escolher armários coloridos para a cozinha?

Claro, esta é uma sugestão bem-vinda sempre. Cores na cozinha ajudam a dar aconchego, estimular o apetite e trazer personalidade. Além disso, o armário colorido nos remete a um estilo retrô, que está em alta nos projetos de decoração. Vale apostar nas combinações de cinza com amarelo, laranja com azul-marinho e até optar por detalhes vermelhos.

-Posso colocar almofadas com estampa xadrez em um sofá listrado?

O mix de estampas veio para ficar. Na decoração essa história não poderia serdiferente.
O sofá da sala ficará lindo com uma composição de desenhos, desde que você faça isso em apenas uma peça (nada de usar a mesma solução em outrosofáounaspoltronas).
Também é preciso saber escolher as estampas para que uma não roube a atençãoda outra,o que pode deixar o ambiente pesado.
Opte por tons complementares, que fiquem harmônicos, como azul-claro com rosa, cinza com amarelo ou rosa e lilás com branco, entre outros.

- Detalhes listrados combinam com estampas florais?

Sim, a regra é a mesma que a do xadrez. Mas redobre a atenção no momento de escolher as cores das estampas, elas devem criar uma composição harmônica.

-Se a idéia é pintar o teto com uma cor vibrante, também posso usar uma tinta colorida na parede do mesmo ambiente?

Pode sim, mas muito cuidado na hora de escolher a cor para não ficar muito pesado. Evite cores escuras no teto, pois elas ajudam a achatar o ambiente. Escolha sempre as mais claras, como amarelo e rosa. Nas paredes há uma liberdade maior para criar, mas as cores escolhidas devem estar em sintonia. Evite: vermelho + preto, verde + vermelho, rosa + roxo e azul escuro + verde, entre outras.

-No caso de papel de parede, é possível misturar estampas diferentes no mesmo ambiente da casa?

Os mais recomendados são a dupla floral e listrado, xadrez e listrado ou até mesmo poás e listras. Mas não esqueça que o que vale de verdade é a composição de cores. Uma deve sempre complementar a outra e não roubar a atenção.

-Caso as paredes de um ambiente sejam pintadas com cores vibrantes, os estofados devem ter, necessariamente, tons mais neutros?

Nada impede que sua parede seja amarela e o sofá azul, por exemplo. Mas o risco de errar é maior. Escolher estofados de tons neutros é uma boa saída para quem deseja complementar o espaço com objetos de decoração e detalhes mais alegres. Se a idéia é não colocar muitos “cacarecos”, fique à vontade para escolher um sofá bem vivo. Tudo depende da proposta inicial do projeto, se é ousar ou ter uma decoração mais clássica.

-A combinação de amarelo com vermelho é bem-vinda na sala de estar?

Muito cuidado nessa hora! Estamos entrando em uma zona de perigo, pois se trata de dois tons quentes, o que pode cansar. A sala é um lugar para receber e ficar um bom tempo conversando com as visitas, então o melhor é escolher apenas um tom vibrante de destaque.

-Ter um ambiente monocromático é uma boa pedida?

Nem sempre. O ideal é escolher uma cor de destaque e complementar com outras, desde que elas estejam em pequenos detalhes. Essa solução ajuda a quebrar a sobriedade.

-De que maneira é possível usar o preto na decoração?

Se a idéia é usar a cor em uma parede, escolha áreas menores ela pode fazer o ambiente parecer menor. O preto deve ser usado com moderação nos projetos, sempre em companhia de tons mais claros. Evite usar cores mais sóbrias junto com a tonalidade, como azul-marinho e cinza.

-As cores quentes são boas opções para ambientes com metragem reduzida?

Tons mais vibrantes não são as melhores escolhas para áreas menores. Em alguns casos, achatam o espaço. Dê preferência a tons neutros como base e deixe o colorido apenas em detalhes.

-Papéis de parede com estampas listradas caem bem em qualquer ambiente?

As listras são ótimas escolhas, pois dão fluidez ao espaço. Coloque em cozinhas estreitas e em corredores.

– Tapetes coloridos podem ser usados em qualquer ambiente? Há alguma restrição?

Depende da proposta do projeto. Se a ideia é ter um espaço mais descolado, abuse da cor no tapete. Só não se esqueça de dosar com tons mais sóbrios ao redor para não deixar o ambiente carregado. Dê preferência a cores escuras, assim a sujeira não aparece com maior facilidade.

– O azul cai bem em todos os ambientes da casa?

A cor é sempre boa opção, mas é preciso ter cuidado ao usá-la. Sozinho, o azul pode ficar monótono. Prefira combiná-lo com outros tons vibrantes, como rosa e lilás.

– Um ambiente completamente branco também pode cansar? 

Um espaço totalmente branco pode ficar frio demais. Coloque um pouco de cor para dar aconchego. O lilás é sempre recomendado para quebrar a monotonia.

 – De que forma é possível usar o cinza em casa?

A cor é uma ótima companhia de muitas outras, como o rosa, o turquesa e o vermelho. O tom é fácil de combinar e ainda imprime aconchego. Use e abuse em salas de estar, quartos e até mesmo no ambiente de jantar.

– Qual é a combinação de cores impossível de errar, sem ficar no básico?

Aposte no turquesa com vermelho. São tons que nasceram um para o outro, se complementam e, juntas, dão vida ao ambiente sem deixá-lo carregado. 

– As cores com acabamento brilhante são bem-vindas?

Muito! Prata e dourado estão em alta nos projetos de decoração. Os tons mais vibrantes com acabamento envernizado também são ótimas opções para os móveis.

– Como combinar as estampas dos móveis com a cor da parede?

A dica é escolher desenhos que tenham detalhes feitos com a cor usada na parede. Exemplo: se a divisória recebeu tinta amarela, as almofadas podem ter detalhes amarelos. É possível também escolher um vaso da mesma cor e por aí vai.

– Quais são as principais dicas para não errar a mão na hora de colorir a casa com tons vibrantes e estampas?

Não tenha medo de errar! Essa é a principal dica. Pense em cores e combinações que não vão cansar seus olhos com facilidade. O importante é se sentir bem.

TAGS: coreseestampas; ; decoracaocomcores; decoracaocomestampas; decor; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Confira as vantagens e desvantagens de integrar os ambientes

29/05/2017

Ligação de diferentes áreas exige planejamento e bom senso

Em geral, os novos empreendimentos estão com metragens cada vez mais reduzidas, ao mesmo tempo em que investem em generosas varandas gourmet. É neste cenário que surge a ideia, e alguns casos a necessidade, de se integrar os ambientes. Mas a solução requer planejamento.

Em alguns casos é possível ganhar mais espaço apenas com o uso de mobiliário e acessórios.

No entanto, misturar os ambientes pode exigir uma mudança de comportamento dos moradores. Quando a cozinha passa a ser sala, ela precisa estar sempre organizada, ter uma mobília de qualidade e eletrodomésticos bacanas. Se a cozinha tem uma atividade intensa e constante, com café, almoço e jantar, a reforma pode não ser uma boa escolha.

 Cozinha e sala integradas podem ser uma boa saída para apartamentos pequenos. Vidros e espelhos ajudam a dar amplitude no ambiente.

 A junção da sala com a varanda também exige atenção.

Se a área externa for muito pequena, o ganho é pouco. Vira uma sala com um quadrado a mais. Uma alternativa nesses casos é usar vidro para integrar as áreas visualmente, mantendo a delimitação dos espaços.

Já as integrações de sala e quarto e sala e home office são apostas menos arriscadas. Esses projetos costumam ser mais fáceis de executar, tem custos menores e trazem ótimos resultados.

Nos apartamentos mais novos geralmente é possível escolher a planta com uma sala estendida ou mais um quarto ou um home office e caso a necessidade surja depois é uma adaptação simples, já que estava pré-programada,  salas integradas, portas e divisórias retráteis são boas opções para ambientes que podem exigir isolamento em determinadas ocasiões, como a cozinha e o home Office.

Regras essenciais para integrar a cozinha a sala

A cozinha se veste com o mesmo requinte da sala: com acabamentos supercharmosos e uma moderna combinação de móveis.

-Nada de sair marretando as paredes! Antes de tudo, é fundamental pedir uma avaliação a um profissional, que apontará quais divisórias podem ir abaixo e se será preciso prever algum reforço estrutural. Assim, você garante a sua segurança e a dos vizinhos.

-Usar o mesmo piso nos dois ambientes é o jeito mais simples de conquistar a união visual, nesse caso, escolha um acabamento lavável, mas saiba que é possível misturar materiais. O uso de soleira é bem-vindo, principalmente se os revestimentos tiverem espessuras variadas.

- Invista em uma boa coifa ou depurador! O equipamento deve ter alta capacidade de sucção (volume de ar que consegue absorver para devolver limpo), no caso do depurador, ou de vazão livre (capacidade de aspirar e expelir a fumaça da exaustão), no caso da coifa. Assim, a sala não ficará cheirando toda vez que você cozinhar.

-Fazer frituras é um hábito? Então é melhor repensar e abrir mão da união dos ambientes! Não há coifa que vença, e a casa fica mesmo engordurada,. Uma alternativa é um passa-prato que possa ser fechado na hora de fritar.

-Em um ambiente com poucos armários, aposte em utensílios bonitos e deixe-os à mostra. Mas sempre pense na funcionalidade: se a batedeira é linda, mas quase não é utilizada, só vai atrapalhar deixá-la sobre a bancada. Já uma bela cafeteira, usada diariamente, tem lugar garantido.

-Na hora de bolar o projeto de decoração, pense nos ambientes unidos como se fossem um só. Estabeleça um único estilo para a decoração e a mesma paleta de cores.

-Valorize a parede da pia: essa superfície geralmente fica em evidência ao olhar da sala para a cozinha. Vale apostar nas tradicionais pastilhas, em um mix criativo de ladrilhos... São infinitas as possibilidades de materiais, só fique de olho se a opção eleita aceita bem o contato com a água.

TAGS: decoracao; integrarambientes; decoracaointegrada; decor;

Facebook Facebook Facebook
Las

Piso Vinílico: Uma das Melhores Opções como Revestimento

24/05/2017

Quando chega a hora de escolher e colocar os pisos da reforma ou construção de uma residência as dúvidas de como escolher o melhore revestimento aparecem. Há diversas opões de pisos para os ambientes de uma casa. No mercado, há muitos estilos, texturas, materiais e valores diferentes. A escolha do piso ideal vai depender do seu orçamento, ambiente em que o piso será aplicado e orçamento disponível. O piso vinílico pode ser uma ótima opção em diversos aspectos.

O piso vinílico imita o aspecto da madeira, é perfeito para quem gosta dessa linha de estilo nos pisos e não dispõe de um orçamento alto. Esse tipo de piso pode ser aplicado em diversos ambientes, como cozinhas, quartos, sala de estar e salas de jantar. Locais com muita umidade como o banheiro deve ser evitado esse tipo de piso, pois ele não possui a resistência adequada.

O piso vinílico é um revestimento antialérgico, não mancha, é bastante resistente, com durabilidade alta e é perfeito para apartamentos pois faz pouco barulho ao caminhar nele.  Diferentemente do piso de madeira natural, não é necessário produtos específicos para sua manutenção e limpeza. Você pode passar apenas um pano úmido e um produto de sua preferência.

O piso vinílico possui um custo bastante acessível em comparação com outros revestimentos. Esse tipo de piso não é recomendado para áreas externas ou ambientes úmidos como o banheiro. O piso vinílico não possui resistência para grandes alterações de temperatura nem para umidade. Outro cuidado que vale ressaltar, é evitar o contato com objetos pontiagudos para não marcar o piso.

TAGS: pisovinilico; revestimentos; ; sulpiso;

Facebook Facebook Facebook
Las

Sala de jantar decorada

23/05/2017

 

Uma sala de jantar decorada não necessita de muitos móveis. Basta uma mesa, algumas cadeiras e um aparador que o mobiliário está inserido. Mas a escolha da mobília não é tão simples quando se tem pouco espaço. O tamanho de cada móvel faz toda a diferença, necessitando de proporcionalidade com móveis menores em salas de jantar pequenas.

-A circulação no espaço deve ser preservada, deixando uma distância suficiente de passagem quando as cadeiras estiverem ocupadas.

-O formato das mesas faz diferença no ambiente. Mesas redondas ocupam mais espaço, sendo recomendadas em salas de jantar quadradas ou arredondadas por preencherem melhor estes espaços; em compensação acomodam mais pessoas. Já as mesas retangulares são ideais nos ambientes pequenos e estreitos pois seguem o mesmo formato da sala.

-O modelo das cadeiras deve ser definido levando em consideração o tamanho da sala de jantar. Quanto menor o ambiente, mais simples (com menos itens) o modelo deve ser, como uma cadeira com espaldar baixo e sem braços.

-As cadeiras não precisam ser todas iguais. É tendência na decoração ter um conjunto delas com algumas cores ou formatos diferentes, ou ainda uma poltrona na cabeceira, desde que no todo tenham alguma característica em comum.

Para se poupar espaço e ao mesmo tempo oferecer conforto e estilo, uma boa ideia é mesclar cadeiras com um móvel fixo, podendo este ser um banco ou sofá estofado / com almofadas, encostado na parede.

Investir em transparências, cores claras e tecidos leves é outra dica para trazer a sensação de amplitude ao ambiente, podendo ter cores vivas em alguns itens da decoração. As cores ideais para salas de jantar, que estimulem a fome, são as cores quentes (amarelo, laranja, vermelho), podendo usar também a cor verde.

Salas de jantar com mesas retangulares

A mais comum das salas pelo fato da mesa acompanhar o formato do ambiente, sem desperdício de área.

Salas de jantar com mesas redondas

A uniformidade dos espaços de cada cadeira com as mesas redondas. Observem que salas quadradas comportam melhor estes formatos de mesa.

 


 

Salas de jantar pequenas

Conforto e estilo com bancos fixos e cadeiras no conjunto da mesa.

 

TAGS: saladejantar; saladejantardecorada; salas; decor; decoracao;

Facebook Facebook Facebook
Las

Cômodas, do quarto para a casa toda!

18/05/2017

Apesar da maioria das pessoas usá-la apenas no quarto para guardar roupas, a cômoda não pode ser desdenhada pois ela pode muito mais!

Com suas gavetas, puxadores e uma bela bancada, a danada se acomoda bem em qualquer canto da casa e também tem o potencial de se reinventar!

Nos apartamentos e casas contemporâneos, muitas vezes o principal fator são os ambientes compactos, que obriga a adquirir um mobiliário multifuncional, que abrange várias possibilidades de uso em um só móvel. Com um design que poderá variar de estilo ou material, até mesmo no acabamento, às cômodas nunca comprometem o espaço, garantindo o armazenamento de vários objetos e uma maneira criativa que permite compor todos os projetos.

História:

Surgiu no final do século XV, tornando-se desde então um móvel muito cobiçado e popular. O seu estilo mudou ao longo do tempo, variando de acordo com as tendências ditadas em Milão, Itália, berço consagrado do design e dos lançamentos das inovações deste setor. O estilo pode ser Luís XV ou Luís XVI, e à diferença está que, no primeiro além de ser mais comum apresenta apenas dois puxadores. Já no segundo, apresenta uma gaveta profunda e estreita em cima, e duas abaixo com o mesmo tamanho e profundidade. Os pés apresentam o estilo "à grega", estilizados sutilmente. Além destes, o estilo "Queen Ann", surgido no século XVIII, apresentava gavetas muito reduzidas.

Entretanto, o mais popular é o "Estilo Vitoriano", caracterizando uma cômoda alta e com espelhos. Mas estilo, em uma época que todos visam o reaproveitamento dos móveis, através dos processos mais diversos é o que menos importa. Atualmente, cômodas simples, que são heranças de família, podem sim, ser muito bem aproveitadas em qualquer espaço de nossas casas e ganhar destaque, atrair todos os olhares e holofotes.

Uma simples cômoda antiga pode agregar à felicidade por unificar a simetria de ser uma peça afetiva, herdada e que queremos que esteja presente em nossas casas, com a consagração de ter uma nova função, criando uma personalidade para os nossos espaços, além de contar um pouco de nossas estórias. Acho muito interessante o contraste do contemporâneo, moderno e inusitado, das variações da atualidade com o antigo, aquele móvel repaginado, que colocamos para criar uma atmosfera diferente, com um ar chic e bastante original.

Pois bem, nem todos gostam de vivenciar lembranças com um móvel já existente, preferindo escolher as diversas opções de cômodas que existem no mercado. São inúmeras as formas e tamanhos, cores e materiais, desde uma cômoda de grandes lojas que podem ser usadas em qualquer ambiente. 

A cômoda "Bombê", preferida atualmente, surgiu no final do século XVII, na França e era utilizada para guardar roupas de cama, dos palácios da realeza, que deixaram o seu legado na história mundial por suas ideologias, hábitos, pensamentos intelectuais e cultura, que até hoje influenciam o comportamento e regras da sociedade no seu sentido mais amplo. Cada quarto apresentava uma ou duas cômodas, com a rouparia estampada por brasões. Hoje em dia, a "Bombê", ganhou novas versões, com cores vibrantes, espelhadas, estampada se muitas até bem arrojadas.

Existem as possibilidades de serem trocados apenas os puxadores, promover um acabamento diferente ou até manter a sua aparência original, são peças que contam história, vale combiná-los, hoje há opções de acabamento feito em laca com variada cores e texturas.

Mas em questão a maneira de serem usadas, todos os ambientes estão aptos para receber uma bela cômoda, dos quartos ao hall de entrada social, das salas de estar e jantar aos corredores amplos. Nas salas de jantar podem substituir os aparadores, nos quartos de bebê funciona com trocador. Com um jeito especial, casual e despojado, todos podem criar uma função adequada para ela, basta a criatividade e o bom gosto!

 

Cômoda preta lindaaa- Kasar 

Cômoda provençal- Kasar

Cômoda Bombé Clássica -Kasar

 

 

TAGS: comodas; decoracoes; salas; dormitorios; quartos; bombe; kasar;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como usar o abajur na decoração

12/04/2017

Além de ser uma peça decorativa, o abajur entra também como elemento principal no projeto de iluminação dos ambientes!

Os detalhes fazem toda a diferença na hora de criar um ambiente intimista, convidativo e aconchegante. O uso de um abajur na decoração é um desses detalhes que conseguem remodelar todo um ambiente. Confira nossas dicas e inspirações para fazer o melhor uso do abajur no décor e tornar os cômodos da sua casa mais acolhedores.

A iluminação com tons mais fechados dos abajures contribui para um ambiente mais relaxante e tranquilo, sendo muito usados em dormitórios e salas de estar. Apesar disso, com diversas opções de tamanho e design, o objeto entra também na decoração de salas de leitura, lavabos, salas de jantar e home office.

Nos dormitórios, além de ajudarem a compor o décor, o abajur funciona como uma suave iluminação de apoio seja para a leitura de antes de dormir ou para quem gosta de ter um ponto de luz durante a noite. Normalmente utilizados em criados-mudos, a melhor opção são os de tamanho médio e que se misturem com o restante do estilo de decoração no quarto, para criar um ambiente visualmente harmônico e relaxante.

Já o abajur na decoração da sala de estar pode ser usado como uma peça mais central, para chamar a atenção. Com cúpulas redondas ou quadradas, de tecido ou não, com bases com design contemporâneo ou clássico, coloridas ou neutras, os abajures podem ganhar a cena e se encaixar em todo tipo de estilo de decoração. Em ambientes maiores você pode apostar em abajures de chão, que funcionam como luminárias mais fortes, mas com mais apelo decorativo, podendo contrastar em estilo com o restante do ambiente, criando um visual moderno.

Cômodos que são mais impessoais também ganham um toque de charme quando o abajur é usado na decoração. Nos lavabos, por exemplo, eles podem não ser tão utilizados quanto no resto da casa, mas aparecem como um mimo para os hóspedes e visitantes, um sinal de que todo espaço da casa, inclusive aquele dedicado mais aos amigos e familiares do que aos moradores em si, é pensado e decorado com carinho.

Dicas para escolher o seu abajur!

Para escolher o melhor modelo é necessário, primeiramente, responder a estas perguntas:

-Sua luz será utilizada para leitura? Se sim, opte por modelos com luz direcionável (luminárias articuladas são ótimas para esta função);

-Qual o tamanho do seu ambiente? Escolha modelos com tamanho proporcional ao espaço, para que a sua composição seja harmoniosa;

-Qual o estilo da sua decoração? O abajur deve complementar a sua decoração. Lembre-se que ele será um dos elementos mais percebidos no quarto e por isso merece atenção.

Também é importante lembrar que o abajur deve proporcionar uma iluminação que não cause desconforto visualA cor da lâmpada (sua temperatura de cor) também é importante: lâmpadas muito amarelas não são indicadas para leitura, mas sim para criar ambientes acolhedores e de descanso.

Seja como uma fonte de luz extra ou uma peça para ser vista usar um abajur na decoração é ter um item tradicional e multifacetado, que garante elegância e conforto para os ambientes. Para completar o charme e o refinamento do seu décor!

 

 

Abajur Metálico- Inatec

Abajur Cupula de Tecido e Base em Vidro Transparente- Inatec

                             

 

 

 

TAGS: iluminacao; abajur; luminarias; inatec; iluminacaocomabajur;

Facebook Facebook Facebook
Las

Porcelanato onde usar, como escolher e quais os principais erros

11/01/2017

O porcelanato é um acabamento usado em cozinhas,banheiros, salas, quintais, jardins. O produto, um dos preferidos pelos consumidores, está invadindo os diversos cômodos da casa. Suas estampas são cada vez mais modernas e ousadas. E os fabricantes sugerem: é preciso aguardar, porque isso é apenas o começo!

Tendências:

Estamos passando por uma evolução de design em todos os revestimentos (porcelanato e cerâmica) e isso pode trazer produtos bem diferenciados. Também temos algumas opções que representam placas metalizadas e a reprodução cada vez mais fiel de pedras, mármores e madeiras.

Porcelanato X ambientes:

O porcelanato, hoje em dia, pode ser utilizado em várias áreas da casa e não somente nas áreas frias (cozinha e banheiro). Eles estão cada vez mais bonitos e resistentes e podemos utilizar em salas, quartos, corredores, ou seja, na área da casa toda.

Quais os principais erros:

O grande erro é escolher o piso pela beleza e desconsiderar outros fatores. Exemplo são os riscos de um material escorregadio ou optar pelos tamanhos errados (quanto maior a peça, maior parecerá o ambiente). Atente-se para as características de cada ambiente e o uso do acabamento.

Porcelanato London AC 60x120cm Da Eliane- Na Sulpiso

Porcelanato PO 60x120cm  Da Eliane-  Na Sulpiso

TAGS: porcelanato; revestimento; porcelanatoeliane; porcelanatoceusa; sulpiso;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como usar mesa rústica nos ambientes

04/10/2016

  O estilo rústico pode ser muito agradável. Ele remete ao campo e deixa qualquer ambiente mais aconchegante e acolhedor. No entanto, se você quiser dar apenas alguns toques rústicos à decoração, começar com uma mesa nesse estilo pode ser uma boa pedida.

  Mesa rústica, porém contemporânea.

Pode parecer uma tarefa difícil usar a mesa rústica sem que o ambiente fique com cara de antigo, mas de fato não é. Se a mesa for o único elemento rústico no local, o ambiente não corre o risco de ficar com cara de casa de campo. Uma boa dica é utilizar uma mesa de madeira de demolição, que continua em alta. A madeira de demolição, apesar da aparência rústica, traz um ar de contemporaneidade e refinamento.

 

As mesas rústicas podem combinar com vários estilos de cozinhas e salas.

Tudo depende daquilo que você pretende fazer com a decoração. A decoração de interiores está menos engessada, sem regras muito rígidas. Cada vez mais o ‘isso pode’ ou ‘isso não pode’ está caindo em desuso. O bacana é fazer misturas. Uma mesa de madeira rústica pode casar perfeitamente com cadeiras de design mais contemporâneo. O importante é a harmonia final.

 Misturando estilos de decoração.

Um estilo decorativo atual que traz a mistura como característica bem marcante. É o Boho Chic, que é uma mescla de vários estilos, como o hippie, gypsy, folk, vintage, boêmio, country, cigano e romântico. No Boho não podem faltar misturas, sejam de cores, estampas, tecidos, texturas ou móveis. Pode-se abusar de objetos rústicos, étnicos, florais, bordados e rendas. Para aqueles que gostam de móveis antigos de família, o Boho é um prato cheio.

Materiais que caracterizam a mesa rústica.

A madeira é o principal material que caracteriza o estilo rústico, mas existem outros. Fibra, ferro, palha, junco e madeira de demolição, por exemplo. Detalhes em couro também.

Mesas Rústicas Artes Marinho Móveis de Madeira

TAGS: mesasrusticas; rustico; rusticoemoderno; decorrustica; decor;

Facebook Facebook Facebook
Las

Múltiplas Mesas De Centro

15/08/2016

Usar mais de uma mesa de centro em frente ao sofá é um ótimo recurso para quem tem uma sala comprida pois podemos utilizar várias mesas juntas e com estilos diferentes ou iguais para ocupar o espaço. Não fiquem achando que múltiplas mesas são usadas apenas para salas grandes, usar mesas pequenas, banquinhos ou baús juntos ficam lindos também para salas pequenas e adicionam charme e movimento na decoração… podem variar as alturas das mesas também, funciona super bem.

TAGS: multiplasmesasdecentro; ; mesadecentro; decor; ; decoracao;

Facebook Facebook Facebook
Las

Decoração com suculentas

22/06/2016

   As suculentas são uma das opções para quem deseja um toque verde no décor, mas não tem tempo disponível para cuidar de uma planta mais tradicional!

   Com diversos formatos e tamanhos, as suculentas são plantinhas mais do que simpáticas: elas podem decorar janelas, mesas postas, banheiros e qualquer outro ambiente da casa.

   Originárias de ambientes desérticos, as suculentas carregam consigo, além de lindas formas e cores, a preferência por climas mais secos e quentes. A rega dessas plantinhas é mais espaçada do que a rega de uma planta normal: uma vez por semana no verão e a cada quinze dias, mais ou menos, no inverno. Essa característica faz das suculentas a planta preferida por quem passa muito tempo fora de casa ou que não tem tempo para cuidar de uma planta com manutenção mais complexa, mas que não quer abrir mão de um toque de natureza dentro de casa.

   A versatilidade das suculentas para a decoração é o seu ponto forte. Grandes arranjos da planta podem servir como decoração para salas e varandas, por exemplo. Em vasos pequenos e delicados, as suculentas podem passar a ser pequenos mimos para a mesa posta, enfeites de janela e até mesmo fazer parte da decoração dos lavabos e banheiros.

   A mesa posta merece uma atenção especial. As suculentas menores são charmosas e delicadas, ideais para funcionar como arranjo de centro de mesa ou como marcador de lugar para convidados.

   Os vasos também influenciam no estilo da decoração do ambiente onde as suculentas serão colocadas. Vasos de plástico e cerâmica são os mais indicados para essas plantas (sendo que os de plástico consomem menos água do que os de cerâmica, que acabam absorvendo parte da água da rega). As cores, os formatos e tamanhos dos vasos podem ser escolhidos de acordo com a ambientação e com o estilo do décor, para completar o charme das suculentas.

TAGS: suculentas; ; verdeemcasa; ; decorcomsuculentas;

Facebook Facebook Facebook
Las

Para tudo!!

20/05/2016
A Decor House  está com uma super promoção de móveis e decorações, simplesmente imperdível, é toda a loja com 50% + 20% de desconto, da pra acreditar?

São várias peças, sofás, cristaleiras, mesas, poltronas, cadeiras, cômodas, peças de demolição, decorações, artigos que vão cair bem em qualquer decoração, desde a clássica até a mais moderninha! 

 

   

   Cristaleira em Madeira, de R$4.850 por R$1.940

 

   Poltrona com tecido em relevo, de R$1.100 por R$500,00

 

 

 

   Cadeira vermelha , de R$598 por R$299

 

   Cristaleira duas portas e gavetas, azul, de R$3.580,00 por R$1.790,00

 

   Poltrona egg de, R$2.980 por R$1490

 

    Poltronas clássica, R$1.980, por R$990, cada

 

   Mesas laterais, para dormitórios ou salas, de R$980 por R$310

TAGS: #promoçao; #corre; #decor; #tudolindo; #querotudo;

Facebook Facebook Facebook
Las

Luminárias! O que é tendência?

21/03/2016

   Observando as principais tendências da decoração para sua casa em 2016, direcionamos o olhar para a iluminação da casa. Os abajures e luminárias são os complementos perfeitos para a iluminação e também para decoração dos ambientes. Eles podem servir como um tipo de iluminação direta ou indireta, dando um clima aconchegante e moderno ao ambiente. Lustres presos ao teto, pendentes sobre a mesa da sala de jantar ou posicionados em um local estratégico na sala de estar. As opções são variadas, podendo passear pelos estilos clássico, romântico e moderno. Peças de grandes dimensões, com diversidade de materiais e formas, pendentes transformam em ambientes imponentes e conquistam espaço nos mais variados projetos de decoração.

   Quanto maior melhor, seja papel, seja aço, fibra ou madeira, as mega luminárias dão um up sob os móveis. Este são acessórios incríveis que cada vez mais ganham destaque na decoração. Vale investir nesse acessório que é puro charme e estilo para sua casa!

  Pontos estratégicos

   A escolha do local para posicionar as peças depende da área disponível. Os pendentes maiores ficam melhores em cômodos amplos, as peças pesadas podem até ficar bem em ambientes menores, mas devem ser estrelas solitárias ou com uma combinação harmoniosa. Muitas vezes, uma única luminária garante o impacto visual desejado. 

   Na sala de jantar

   Uma tendência na decoração atual é usar mega luminárias na sala de jantar.  A luminária ajuda a destacar o ambiente dos demais cômodos. Combinados com a iluminação embutida, os pendentes oferecem uma opção extra de luz proporcionando uma incidência maior de luz, que pode valorizar o ambiente em ocasiões especiais. 

   Na cozinha

   Luminárias grandes posicionadas na área de trabalho da cozinha como na ilha central, ou próximo a bancada da pia, além de terem de trazerem um aspecto mais moderno para a decoração, também servem de apoio para valorizar ainda mais a iluminação neste local. 

   Na sala de estar

   Aposte em luminárias para a sua sala de estar. De modelos arredondados ou com fibras naturais, esse acessório chama atenção na decoração do ambiente e harmoniza bem com qualquer decoração.

   No quarto

   As megas luminárias modernas e com design inovador, combinam super bem nos quartos. Este item pode ser uma excelente opção para adicionar a iluminação do quarto, ou para substituir os abajures ao lado da cabeceira da cama. 

Luminária Aranha retrô - INATEC

Pendente Aramado - INATEC

Pendente Vintage - INATEC

Pendente industrial - Inatec

 

TAGS: Luminarias; Tendencia; Decor; INATEC;

Facebook Facebook Facebook
Las

Acende e adorna

26/01/2016

  Saber como escolher o pendente ideal pode fazer uma grande diferença no ambiente. Apesar de ser um artifício basicamente decorativo, deixando o cômodo ainda mais bonito, não esqueça de que sua função é iluminar. Conforme o modelo poderá emitir luz difusa, radiante ou focada para cima ou para baixo, cada projeto irá demandar a necessidade e a intenção de uma iluminação específica.

  Mas onde instalar?

  Embora muito aconselhado e usado sobre a mesa central ou lateral de salas de jantar, o pendente ou o conjunto deles pode ser instalado em qualquer ambiente: salas de estar, quartos, lavabos, varandas, escritórios e halls.

  • Antes de eleger o estilo da luminária, defina qual a necessidade de iluminação no ambiente onde a peça será colocada. Pense no efeito geral que se quer criar com a luz emitida
  • Preste atenção na proporção e interferência do elemento em relação aos móveis e objetos do ambiente. Sempre o instale a uma altura que não obstrua o campo de visão das pessoas.
  • Saiba que o material de que a cúpula é feita (tecido, metal, fibra natural, por exemplo) também influencia na luminosidade do local, por isso, seja cuidadoso ao optar por determinado modelo.
  •  A instalação deste tipo de luminária de modo geral é simples. Basta prender a base para afixação da luminária no ponto elétrico central, fazer a conexão dos fios e regular o cabo que suspende a peça. Entretanto, use sempre equipamentos de segurança, não faça substituições e siga as instruções do fabricante para a montagem e aplicação da peça. Não se esqueça de levar em consideração a especificação das lâmpadas, em especial o limite de potência a ser obedecido.
  •  Quando o pendente for colocado sobre uma mesa com tampo de vidro, cuide para que o modelo de luminária tenha difusor para evitar o reflexo direto e intenso.
  •  Mais alternativas de uso: como substituto de um abajur, use um pendente sobre a mesa de canto em uma altura mais baixa, bem próxima ao móvel. A luminária também pode ser aplicada logo acima de bancadas em lavabos, nos cantos de varandas como lanternas ou no centro do ambiente para uma iluminação geral.
  •  E no quarto, cabe este tipo de peça? Uma ótima indicação é usar nas laterais da cama, próxima à cabeceira, proporcionando um foco pontual, ideal para aquela leitura agradável, antes de dormir

 

  Cada estilo, um pendente

  A escolha do modelo de pendente depende diretamente do estilo da decoração. Para aqueles que gostam de uma paginação mais clássica, mas não desejam optar por um lustre, o pendente é boa alternativa. Para ambientes clássicos, a sugestão são os com cúpulas fabricadas em cristal, vidro, cobre ou ainda  tecidos mais nobres como a seda ou o linho.

  Por sua vez, para aqueles perfis contemporâneos, existe uma gama enorme de opções de luminárias nacionais e importadas, feitas de materiais variados como alumínio, aço inoxidável, tecido e acrílico. Arranjo bastante adotado em projetos de decoração, os jogos de pendentes que agrupam luminárias em um mesmo ponto está em alta.

  Tais arranjos podem ser criados com cúpulas diferentes, brincando com a altura e volume ou peças idênticas na forma e na disposição.

  Para ambientes com um ar rústico, há no mercado as luminárias estruturadas em diferentes fibras naturais como a taboa, além de outras em madeira, tecidos com tramas mais abertas e de fios mais grossos, rendas típicas, entre outros materiais. Neste caso, vale dar preferência aos produtos artesanais.

  Para espaços descontraídos, porém, invista em peças de cores marcantes e design inusitado, podendo até dispor a luminária como uma escultura.

 

Pendente Metal com Dourado- Inatec

Pendente metal cromado dourado- Inatec

Pendente em metal cromado e cristal. Inatec

TAGS: Iluminação; Decoração; Pendentes; Lustres; Decor; Inatec; Estilo; Iluminar;

Facebook Facebook Facebook
Las

Aprenda como decorar ambientes com móveis rústicos

11/11/2015

 

Os móveis rústicos trazem ares de nobreza e qualidade na decoração.

  Quando pensamos em móveis rústicos de madeira, logo nos vêm à cabeça móveis antigos, móveis usados em casas de campo, ou em antigas fazendas. Isso acontece porque esse são tradicionais e lembram a era colonial, pois são construídos à mão, com muitos detalhes, esses móveis trazem junto histórias, carregando características próprias de robustez, elegância aconchego, sofisticação e beleza, possuindo assim o poder de transformar a decoração de qualquer ambiente, agregando também muito bom gosto. Além disso, esses móveis respeitam o meio ambiente, pois são feitos a partir da reutilização de madeira e ainda carregam muitas histórias revelando detalhes e estilos de outras épocas, alinhando o antigo com o moderno sem perder a elegância.

Ambiente moderno, com painel em madeira de demolição sob medida.

 

Móveis rústicos quebram a monotonia da decoração

  Os móveis rústicos de madeira combinam com diversos tipos de ambientes, sendo que quartos podem ser decorados com camas e armários em acabamento de madeira, as salas podem receber estantes, cristaleiras, mesas, sofás rústicos com almofadas modernas, aparadores, etc. Assim como cozinhas podem possuir armários, bancadas, estantes entre outras peças rústicas que podem ser combinadas com peças modernas de decoração e aparelhos diversos da cozinha. Até mesmo banheiros abrigam muito bem este estilo de decoração que quebra a monotonia da decoração.


Cristaleira em Madeira Rústica - Decor House

 

  Com tantas possibilidades de uso e mescla de estilos, os móveis rústicos trazem ares de nobreza e qualidade na decoração. Além disso, esses móveis são bem confortáveis.

Lindos!! Bancos Heineken rústico da Decor House!!

 

  Existem muitas fábricas, antiquários e lojas especializadas no desenvolvimento de móveis rústicos, que podem ser encomendados sob medida os móveis ou encontrados prontos para enfeitar com muito estilo sua casa. Muitas vezes os móveis rústicos recebem tratamentos especiais que fazem com que tenham uma vida útil longa e com a revelação de contornos e traços clássicos e com um toque de ousadia e personalidade, demonstrando grande valor artístico ou sentimental.

Aparador da Decor House em Madeira de Demolição

 


A Decor House é referência em móveis rústicos, trabalhando com todas as peças soltas e também sob medida!

 

TAGS: #decorHouse; #móveisrusticos; #madeirademolição; #loveit; #decor; #interiores; #projeto; #house; #decoração; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Luminárias, Pendentes, Lustres, como usar

03/09/2015

Lustres e pendentes têm um poder especial de transformar o clima e a decoração de um ambiente, adicionando elegância e requinte. Em dúvida sobre qual escolher para sua casa? Confira dicas e faça uma ótima escolha!

 

Para começar, vamos diferenciar um objeto do outro. Em geral, a principal diferença entre eles é que o lustre tem mais lâmpadas, que ficam postas em suas ramificações, o que resulta em uma iluminação um pouco mais abrangente. Além disso, é comum os lustres serem utilizados em decorações mais clássicas o que não é uma regra.

Em contrapartida, os pendentes apresentam uma pegada contemporânea e são mais utilizados para iluminações pontuais, como em mesas e bancadas, por exemplo. Porém, não vamos tirar o mérito dos lustres em salas de jantar, onde deixam o clima mais aconchegante.

TAGS: #luminarias; ; #pendentes; #lustres; #decor; #inatec; #dicas;

Facebook Facebook Facebook
Las

Móveis Curingas

11/05/2015

  Charme e economia na hora de decorar!

  O móvel coringa é aquele que independente do lugar onde está sempre combina com a decoração e pode ser usado em mais de um ambiente.De um modo geral, esse tipo de móvel é bem versátil, com cores fáceis de combinar (sem muito fru-fru), o que ajuda a não sair de moda e é multiuso (pode ser usado em mais de um ambiente).

  • Aparador

  Ele é considerado um móvel-acessório na decoração, sendo capaz de embelezar os ambientes e oferecer uma nova estrutura no espaço. A peça é muito usada para decorar sala de jantar, mas também pode estar presente em outros ambientes da casa, como hall de entrada e corredor.

 

 

 

 Aparador revestido em espelho veneziano, da Kasar presentes e decorações.

 

  Dicas para utilizar os aparadores 

  1.  Para quem busca praticidade,o aparador pode servir como um charmoso bar, com uma linda bandeja, taças coloridas e garrafas de suas bebidas favoritas!?

 

  • Almofada

  Pode ser lisa ou estampada, com celebridades ou animais, grifada ou não, a conclusão é só uma: a almofada está longe de ser apenas acessório na decoração dos cômodos. As vantagens de ter uma ou mais são várias: se adaptam aos estilos dos moradores, dos móveis, algumas são laváveis e podem ser trocadas sem grandes prejuízos, já que os preços variam, de acordo com o material e o tamanho.

 

 

  Almofadas Conceito 21, um retro moderninho!

 

  Onde usar?

  São democráticas, elas podem ser usadas em quase todos os cômodos.

 

 

  • Pufes

  O pufe é uma peça bacana, que também pode ser usada quem quase todos os ambientes. Ele otimiza espaços das salas que, a cada dia, estão menores nas construções urbanas.Versátil ele pode ser um assento extra,  um apoio para pernas.

TAGS: Móveis; Curingas; Decor; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

Dicas para a escolha do tapete

24/02/2015

  Os tapetes combinam com todos os tipos de pisos, exceto com carpete. É possível utilizar mais de um tapete no mesmo ambiente, com estampas diferentes, mas sempre combinando as cores entre eles (caso uma das opções seja estampada, que a outra seja mais discreta). Outro detalhes importante, neste caso, é que as peças tenham a mesma graduação de tons do restante da decoração.
   Confira abaixo algumas dicas gerais sobre tamanho, estilos e combinações:
 

  • Tamanho: é determinado pelo tamanho do ambiente, devendo ser proporcional;

  • Posição: o tapete deve ficar com as pontas embaixo do sofá para não dar a impressão de que foi comprado no tamanho errado. Desta maneira ele fica fixo, evitando possíveis acidentes, e integra os objetos que estão sobre ou perto dele, como o(s) sofá(s) e a(s) cadeira(s). Em alguns casos é possível não optar por esta "regra", dependendo do formato / tamanho do tapete e do estilo da decoração (sempre é importante analisar qual o efeito desejado e considerar o espaço e seus elementos como um todo na composição);

  • Função: os tapetes integram os demais elementos do espaço (sofá, cadeira, mesas de centro, de canto, ...), trazendo conforto para quem usa o ambiente. Além disso, são eficazes quando se trata de acústica, melhorando a distribuição do som no ambiente (neste caso, opte por modelos mais espessos).

 
   Dúvidas Frequentes

  • Quando escolher/comprar o tapete? Para combinar com a sua decoração, deixe para escolhê-lo por último. Se o sofá for colorido ou estampado, prefira peças neutras e lisas, e vice-versa;

  • Já tenho um tapete: como combiná-lo com minha decoração? Se você tiver um tapete de estimação ou obra de arte, o projeto poderá começar a partir dele para integrá-lo à decoração;

  • O sofá deverá ser o ponto focal do ambiente? Ele poderá ser ou não o centro do mobiliário. Para chamar mais atenção, escolha um que tenha um desenho marcante, caso contrário, escolha um com design neutro;

  • Devo utilizar tapete na sala de jantar? Na sala de jantar, terá que ser tomado mais cuidado, porque os alimentos podem cair ou o tapete enroscar nos pés das cadeiras; para que este último caso não aconteça, opte por um modelo de tamanho maior (o suficiente para que as cadeiras, quando movimentadas, permaneçam sobre ele

  Dicas

  • Salas de Estar: para as salas de estar, os tapetes peludos são uma boa opção;

  • Os tapetes de fibras sintéticas são os mais resistentes. Muitos possuem tratamento contra ácaros, sendo assim, anti-alérgicos;

  • Em pisos neutros ou lisos, como o porcelanato, e madeiras com poucas veias, ficam bem os tapetes tipo oriental. Nos pisos muito trabalhados o ideal é colocar um tapete liso, sem desenhos.

  • Ao comprar, peça ao vendedor que estique o tapete no chão, pois o visual é bem diferente de qando está pendurado;

  • Formatos redondos: criam uma decoração dinâmica e podem ser usados para valorizar um ponto focal.

TAGS: Tapetes; Decoração;

Facebook Facebook Facebook
Las

Como usar poltronas na decoração

26/11/2014

Quais as dicas para escolher uma?

  Não dá para viver sem poltronas. São elas que dão graça à decoração e contrastam com o restante dos móveis. Ou os complementam. Use boas e elegantes peças na ambientação da sua casa, mas fique atento às dimensões e saiba como usá-las corretamente. Veja as dicas:

  -Uma boa sala de estar deve ter pelo menos uma poltrona. Essa peça é que vai quebrar a linearidade dos estofados e criar um envolvimento entre os usuários do espaço. Explico melhor: imagine uma sala com apenas um sofá, voltado para uma televisão. Em uma reunião de amigos, todos que estiverem sentados estarão olhando para o mesmo ponto. Isso é péssimo e não cria entrosamento entre os convidados. Com apenas uma poltrona ao lado do sofá ou da TV, cria-se um círculo visual, o que facilita a comunicação entre as pessoas.



  -Poltrões são móveis ideais para design de forte impacto. Falo isso porque um sofá deve ser mais neutro e de linhas sóbrias. Senão enjoa. Mas uma poltrona pode ter um desenho inovador.

  -Poltronas giratórias são ótimas em espaços pequenos, que precisam ser versáteis. Só tome cuidado com o design.


  -Adoro salas feitas apenas de poltronas. Privilégio ao conforto individual. Não gosto muito de ter que dividir sofá com outras pessoas. A gente fica sempre sem jeito, encolhido. E existem aqueles mais folgados, que vão exatamente para o meio do sofá, deixando pouco espaço nas pontas

  -Não escolha a peça apenas pelo visual. Nada pior do que uma peça linda e desconfortável. Design não é só beleza. É conforto, ergonomia, sustentabilidade. Se você vai comprar uma peça nova, lembre-se de que sentir-se bem nela é fundamental.

Opções de poltronas Pavan Moveis e Decorações 

TAGS: Poltronas; ;

Facebook Facebook Facebook
Las

juliane cardoso

Juliane Cardoso - Suelen Serafim

Projetos criativos ambientes planejados para refletir a alma de seus moradores. 

...

SulpisoKasar

Facebook

InatecGabriel Construções
EleganzaVitrolAmbience DecorAmbience DecorAmor e CarinhoPonto das TintasPonto das tintasFibra SulMorro Estevão Plantas OrnamentaisMarquesa HomeQuinto ElementoOrnamento
Juliane Cardoso 2014 © Todos os direitos reservados