Las

Dicas de iluminação para jardins e áreas externas

04/09/2018

As luzes externas devem cumprir sua função fundamental iluminar um ambiente, mas ainda estilizar e incrementar a decoração de jardins, corredores, garagens e fachadas no geral.

A iluminação externa vai demandar diferentes resultados das luzes que na interna. O posicionamento e a proteção das luzes são mais importantes nestes ambientes para prevenirem brilhos intensos que geram clarão.

O clarão ocorre através de fontes de luz de tamanhos grandes ou de forte intensidade. Sua ação é totalmente desconfortável e tende a “cegar” quem tem contato com ele, já que reflete diretamente nos olhos humanos.

O investimento em iluminação no ambiente exterior de uma casa poderá ser de menor tamanho que no interior. Isso é justificado pelo fato de nossos olhos precisarem de menos luminosidade em locais abertos para enxergar a luz às sombras e os padrões que em locais fechados.

A iluminação exterior deve ser sensível ao dirigir luz indireta. Esse tipo de luz vai iluminar as superfícies circundadas por ela de forma sutil. A luz direta irá se redirecionar ao objeto ao qual está dirigida e iluminará um pouco do que está em volta.

Posicionamento da iluminação

Para planejar o esquema de iluminação de jardins e áreas externas é fundamental que você mesmo dê uma volta pelo local durante a noite. A partir disso se poderá notar quais pontos pedem a presença de luz e também poderá prever como e quando você quer usar esses espaços.

Corredores e trajetos: são locais que precisam ser bem iluminados de forma acolhedora e segura. Entretanto, não é necessária uma intensa iluminação.

Entradas: uma sugestão é inserir pontos de luz nas duas faces de portas (frente e trás) e também em suas laterais.

Entrada para carros e garagens: uma ótima opção são luzes de baixa voltagem para tais ambientes.

Escadas e degraus: estes espaços devem ser iluminados para segurança, assim como os corredores citados anteriormente.

Decks e quintais: a iluminação pode focar em locais específicas de tarefas, como áreas para cozinhar, áreas de estar e em grades. A iluminação voltada para cima pode ser usada para iluminar o ambiente indiretamente

Jardins: iluminar as plantas traz um grande diferencial para um jardim. Tente criar um jogo de luz e sombras entre os elementos, que irá renovar a atmosfera do ambiente, resultando em silhuetas projetadas em outros materiais. Use preferencialmente lâmpadas de baixa tensão.

Piscina e água: a iluminação da piscina é quase que obrigatória. Um tipo de iluminação utilizada são os projetores localizados externamente, que oferecem segurança por não haver condução de energia na água. Há também na própria piscina a iluminação de função apenas decorativa, como fibra ótica e LEDs que podem mudar de cor, e spots para iluminar internamente. A iluminação para cima e para baixo através da água corrente produz um efeito fascinante..

 

 

 

TAGS: ;

Deixe seu comentário

Facebook Facebook Facebook
Las

juliane cardoso

Juliane Cardoso - Suelen Serafim

Projetos criativos ambientes planejados para refletir a alma de seus moradores. 

...

SulpisoKasar

Facebook

Bella PietraInatec
Gabriel ConstruçõesEleganzaVitrolAmbience DecorAmbience DecorAmor e CarinhoPonto das TintasPonto das tintasVidraçaria Decor GlassFibra SulMorro Estevão Plantas OrnamentaisMarquesa Home
Juliane Cardoso 2014 © Todos os direitos reservados