Las

Iluminação: Lançamentos

19/03/2019

O objeto ARTEsanal:

O valor do objeto artesanal. Não é segredo para ninguém que, já há algum tempo, o feito a mão vem sendo cada vez mais valorizado. Não queremos mais comprar qualquer produto, queremos saber de onde vem, do que é feito e quem fez!

Tecido, cor e forma: os clássicos de tecido com muita cor e formas geométricas diferentes.

O lustre de tecido é aconchegante, atemporal, super neutro e chique. Sempre foi um clássico e provavelmente sempre será. Outra tendência, essa não só na iluminação e nem só no lustre de tecido é o uso de formas arredondadas.

 

Muito ouro!

 

Outra forte tendência que vínhamos observando e que continua, é o uso do dourado. Agora ele veio em abundância! Em tudo: iluminação, decoração, moda e joalheria! Praticamente não vimos mais nada em cobre, tendência super marcante nos últimos anos.

Como vocês vão ver nas fotos abaixo, todos os detalhes em metal das luminárias e pendentes são na cor dourada. Ele volta com tudo mas não remete mais ao antigo, ao clássico, ele vem completamente moderno, chique e sem excessos.

O redondo e o vidro:

Nós já mencionamos essa tendência quando falamos dos lustres de tecido, mas ela é tão evidente que falaremos especificamente aqui. Praticamente tudo está vindo arredondado, vimos pouquíssimas formas mais retas e mesmo quando elas aparecem, vêm junto com algo que remeta ao redondo.

Além disso, especificamente na iluminação, um material que continua em alta é o vidro. Nós vimos bolas, bolas e mais bolas de vidro leitoso, de vidro transparente ou de vidro colorido, um show! Vejam as imagens abaixo:

 

 

Mistura de materiais, cores e texturas que trazem o aconchego e a cara de LAR:

Ainda vimos um pouco de uma das grandes tendências em decoração e iluminação dos últimos anos, o design industrial. Porém, ele já não é mais aquele industrial pesado, cheio de ferro fundido e usado em praticamente tudo como estávamos acostumados Ele vem mais acompanhado do tecido, da madeira e da palha, mais como uma mistura de materiais, menos como o estilo industrial.

TAGS: decor; decoraçao; decoracaodeinteriores; iluminacao; lustre; luminarias; pendentes; plafons;

Facebook Share on Google+ Facebook
Las

MOTIVOS PARA APOSTAR EM ARMÁRIOS ESCUROS PARA COZINHA

12/03/2019

Que a cozinha é a nova queridinha da casa, isso você já sabe. Não à toa, cada vez mais surgem novas opções de décor para o ambiente. Da automação, passando pela integração até chegar ao  uso inusitado das cores, há várias formas de deixá-la surpreendente. A última tendência no quesito “surpresa” diz respeito à cor dos armários. Tons escuros estão marcando presença forte. Mas por que apostar em uma cozinha com armários escuros?

Sofisticação

Se você adora um estilo moderno, uma cozinha escura deve fazer parte da sua casa. Não se atenha somente à cor preta. Tons cinza, também deixam o espaço moderno e sofisticado.

Armários escuros ressaltam a iluminação.

Se você não abre mão de um projeto luminotécnico elaborado especialmente para o espaço, vai ficar feliz em saber que armários escuros valorizam mais o jogo de luzes.

Os armários em tons mais escuros não “mostram” muito a sujeira e deixam a cozinha com aspecto mais clean. Se quiser deixar tudo ainda mais prático, opte por armários sem puxadores. Vale até apostar no P&B e misturar armários pretos e off-white.

Contraste

O contraste de tons escuros como preto, cinza e grafite com o verde das plantas, última tendência do décor, deixam a cozinha ainda mais bonita. Além disso, o uso de arranjos e plantas no ambiente “quebram” o rigor que muitas vezes os tons escuros provocam.

Ótima ferramenta de integração

Se sua cozinha é integrada na área social da casa, armários escuros é uma ótima opção para deixar o décor mais harmônico e integrado.

Experimente misturá-los com uma bancada de madeira de cor clara, e tenha um espaço superintegrado.

 

TAGS: decor; decoracao; decoracaodeinteriores; ; designdeinteriores; cozinha; marcenaria; moveisobmedida; mdf; eleganza;

Facebook Share on Google+ Facebook
Las

Dicas de como comprar o tapete para sala

11/03/2019

No momento de decorar o ambiente, surge-se diversas dúvidas e as mais comuns são: quais os materiais? Quais as cores? Qual o tamanho ideal?
A princípio, o tapete deve agregar valor ao ambiente. Ou seja, ele serve para aquecer a casa, demarcar ambientes dando cor e aconchego ao cômodo. É um acessório indispensável e que pode ser colocado em qualquer ambiente.
Diversos pontos devem ser levados em consideração antes da compra, mas o principal é que o tapete é um dos últimos itens a serem escolhidos pois o mesmo depende dos objetos que compõem aquele espaço.
Confira e tire suas dúvidas a respeito do tema:

Tapete: qual material utilizar?
Os materiais são divididos em 5 tipos: Lã, acrílico, fibra sintética, couro ou poliéster.
Os tapetes de lã são uma excelente escolha, em decorrência de sua durabilidade, maciez. Mas não é só isso, eles possuem diversas cores e acabamentos, tornando-os mais caros.
Mas se você não quer gastar tanto, outra opção são os tapetes de acrílico, no qual possuem um acabamento bem semelhante aos de lã, mas com uma durabilidade inferior.
Os tapetes de poliéster são mais comuns para compor o ambiente da sala de tv, por conta deles serem mais volumosos e felpudos.
Para aquelas pessoas que sofrem de alergias, recomenda-se os tapetes de fibras sintéticas, pois também possuem preços mais acessíveis que os anteriores e não soltam pelos ou fiapos.

Qual o tapete ideal para a sala?
A decoração desse ambiente nunca pode deixar a desejar, pois é o primeiro compartimento da residência a ser visto, além de acomodar os convidados para uma visitinha de final de tarde ou até mesmo um final de semana, não é mesmo?

Deve-se destacar o seguinte: o tapete em sua sala deve estar em sintonia com a mesa, sofá, os móveis em geral. Com isso, a escolha do material deve ser bem criteriosa, fazendo com que esse artigo de decoração seja um complemento do espaço juntamente com os demais objetos do local.

Antes mesmo da escolha do material, deve-se levar em consideração o tamanho de sua sala, pois o tapete deve ser uma moldura para os outros elementos daquele espaço. Na maioria dos casos, recomenda-se que o tapete seja maior do que o sofá, pois dessa maneira os outros objetos caberão no mesmo espaço ao sofá.


No caso da mesa de jantar, por exemplo, é importante que a peça ultrapasse 70cm à 1metro do final do objeto. Com isso, ao afastar as cadeiras, elas permaneçam no quadrante do tapete.
Ainda se tratando da sala de jantar, recomenda-se os tapetes sintéticos. Eles são mais finos e bastante resistentes à limpeza, além de facilitar no movimento das cadeiras.
Se tratando da sala de estar, aconselha-se que o tapete ultrapasse o sofá, ou seja, que passe por debaixo dele. É importante que tenha um certo espaço, uma distância entre o móvel da TV e essa peça, pois dessa forma permitirá a passagem das pessoas, evitando pisa-lo e suja-lo, consequentemente.
Também não podemos deixar de ressaltar que o tapete influencia diretamente na acústica do ambiente, com isso o mesmo deve ter uma altura dos pêlos ou fios entre 10 e 15 milímetros para trazer mais conforto e aconchego à sua sala de estar.


O tamanho do tapete vai influenciar diretamente na impressão de amplitude daquele espaço em que ele encontra-se. Se esse objeto for menor, aquele ambiente vai parecer menor, dando essa ilusão de ótica.


 

TAGS: decor; design; decoraçaodeinteriores; decoracaodesalas; decoracaodesalasdejantar; decorcomtapetes;

Facebook Share on Google+ Facebook
Las

juliane cardoso

Juliane Cardoso - Suelen Serafim

Projetos criativos ambientes planejados para refletir a alma de seus moradores. 

...

SulpisoKasar

Facebook

RefrilarBella Pietra
InatecGabriel ConstruçõesTramontinEleganzaVitrolAmbience DecorAmbience DecorPiccolo e LessaLOKANDAGaleria R.AAmor e CarinhoPonto das TintasPonto das tintas
Juliane Cardoso 2014 © Todos os direitos reservados